Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás! Entrar

Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

+22
Comando Omega
Maito
Edii!
Gramax
NikyNeko
Dante10
Hitsudeg
Nero Sparda
Darkon
Uman
Shamanking
Garcia
Mitsashi
Gaius
Aburame Hidan
Lipert
XxGladiatorxX
Salsicha
Wolfgang
Dante1
Schiffer
Eumenes
26 participantes

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Sim eumenes. Império britânico era liberal?

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Dante10 escreveu:
Sim eumenes. Império britânico era liberal?


Responda você mesmo.

Você é a favor do total livre mercado, não? De um país poder comprar, vender e comercializar com qualquer outro país do mundo, sem nenhuma restrição ou proibição, certo?

Isso é uma coisa tão comum hoje em dia que é até estranho falar que já existiu algo diferente. Mas existiu, e como...

O que você acha de um país ter restrições legislativas e proibições sobre pra quem e com quem deve comercializar? De só poder vender seus bens e produtos pra 1 país específico e mais nenhum outro no mundo inteiro? De ter toda sua indústria e recursos naturais monopolizados por outro país e só poder comercializar com este? E qualquer outro tipo de comércio feito ser considerado contrabando, portanto crime, e punido severamente com a lei?

Isso tudo soa muito absurdo, tirânico e surreal pra você? Já ouviu falar de algo chamado 'Pacto Colonial'?

O que difere o Império Britânico de outros impérios coloniais em geral é que em maior parte desses outros - como exemplo, os de Portugal e Espanha - a monarquia era forte e absolutista, e controlava as colônias com uma estrutura estatal, nomeando nobres pra altos cargos, e extraía as riquezas na forma de impostos.
Já na Inglaterra, a monarquia tinha bem menos poder político, e com uma burguesia forte e rica eram as empresas privadas que controlavam a produção colonial; só nesse aspecto o Império Britânico pode ser considerado mais 'liberal' que os outros.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Pior que a gente conseguiu ficar oito páginas discutindo uma tontura dessas.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Eumenes escreveu:


O que você acha de um país ter restrições legislativas e proibições sobre pra quem e com quem deve comercializar? De só poder vender seus bens e produtos pra 1 país específico e mais nenhum outro no mundo inteiro? De ter toda sua indústria e recursos naturais monopolizados por outro país e só poder comercializar com este? E qualquer outro tipo de comércio feito ser considerado contrabando, portanto crime, e punido severamente com a lei?

Isso tudo soa muito absurdo, tirânico e surreal pra você? Já ouviu falar de algo chamado 'Pacto Colonial'?

O que difere o Império Britânico de outros impérios coloniais em geral é que em maior parte desses outros - como exemplo, os de Portugal e Espanha - a monarquia era forte e absolutista, e controlava as colônias com uma estrutura estatal, nomeando nobres pra altos cargos, e extraía as riquezas na forma de impostos.
Já na Inglaterra, a monarquia tinha bem menos poder político, e com uma burguesia forte e rica eram as empresas privadas que controlavam a produção colonial; só nesse aspecto o Império Britânico pode ser considerado mais 'liberal' que os outros.


É esse tipo de política internacional que o estúpido do Bolsonaro pretende pôr em prática.

Além de ser uma política econômica estúpida, é também suicida.

E tudo isso para agradar Trump e os EUA. Ou seja, os interesses de Bolsonaro são os interesses de TRUMP e Cia, e os interesses nacionais que se explodam.

Bolsonaro é o boneco de ventríloquo de Tio Sam; a marionete de TRUMP.

Subserviência e complexo de inferioridade bolsominions.

Daqui a pouco TRUMP vai mandar Bolsonaro tirar os sapatos para entrar nos EUA e ele, obedientemente, tirará os sapatos e ainda abanará o rabinho.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Isso aí já eh ficou meio discurso de DCE. Kkkkkkk

Mas concordo que o plano do maluco é horrível.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Chapéu de Palha

Não entendi oque você quis dizer com isso. Não foi intenção minha contextualizar nada com a política nacional atual.

Eu apenas estava falando sobre o sistema sócio-econômico colonial do Império Britânico, Estado que é muito (hipocritamente) admirado por direitistas e conservadores em geral. Uma verdadeira idiotice.

Enfim, retomando e concluindo o assunto, o Império Britânico só podia ser considerado 'liberal' em termos sócio-econômicos internos mesmo.
Realmente, o Império Britânico foi o único (grande) império colonial europeu no qual a produção não era feita total ou majoritariamente pelo Estado - no caso, pela monarquia ou nobreza - e onde um alto empresariado tinha plena participação na produtividade e economia das colônias.

De resto, mais nada. Eram um império colonial como todos os outros - ou até mais brutal que a média - e faziam tudo oque os outros faziam.

O alto empresariado e burguesia britânicos sempre comercializaram abertamente escravos (africanos, pras colônias) drogas (como ópio, pra China) e todo e qualquer tipo de produto e serviço que trouxesse bom lucro, mesmo que carecesse da mais mínima ética.

Também foram os empresários e burgueses britânicos os grandes vilões inspiradores das lutas proletárias operárias e sindicalistas, devido à extrema exploração e mal tratamento dado aos empregados e peões de fábricas nas tortuosas indústrias das 1ª e 2ª Revoluções Industriais.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Pois é.

Estas potências contam a história até hoje, e todo mundo parece acreditar que só são ricas por serem prósperas, indústrializadas, liberais, etc. Como se isso tivesse caído do céu.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Eumenes escreveu:

O alto empresariado e burguesia britânicos sempre comercializaram abertamente escravos (africanos, pras colônias) drogas (como ópio, pra China) e todo e qualquer tipo de produto e serviço que trouxesse bom lucro, mesmo que carecesse da mais mínima ética.

Também foram os empresários e burgueses britânicos os grandes vilões inspiradores das lutas proletárias operárias e sindicalistas, devido à extrema exploração e mal tratamento dado aos empregados e peões de fábricas nas tortuosas indústrias das 1ª e 2ª Revoluções Industriais.

1- Foram graças aos empresários que a escravidão acabou, já que, os principais inimigos da abolição da escravidão eram aristocratas.

2- Não tem como vender nada sem demanda. Isso ficou bem claro na revolução industrial, pois como as fábricas produziam muito mais do que o costume(antes tudo era artesanal), ocorreu uma maior oferta de bens de consumo, no entanto avia uma carência de consumidores, e para conseguir mais os empresários resolveram forçar o governo a fazer com que os donos de escravos pagassem os mesmos, aumentando assim a demanda, e como consequência aboliu-se a escravidão.

3- Antes das revoluções industriais, aproximadamente metade de todas as crianças da Inglaterra morriam antes da fazenda adulta, além disso a maior população antes da revolução e também no início dela eram extremamente pobres, no entanto após um tempo o país cresceu cada vez mais até se tornar a maior potência mundial, e só não continuou como pontência por causa das guerras mundiais.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@SKILLINE

Você está confundindo as coisas e dizendo outras totalmente sem cabimento. Vamos por partes:

1-) & 2-) Sim, a escravidão começou a ser abolida após a Era Industrial, devido a necessidade de mão-de-obra assalariada pra dar mais consumo. Esse fator sócio-econômico chegou até a ser o tema central da Guerra Civil Americana, do norte-abolicionista-industrialista contra o sul-escravagista-agropecuarista.

Obviamente foi só uma parte do empresariado que foi a favor do fim da escravidão. Você deve saber que há vários tipos de capitalismos diferentes - até mesmo porque esse sistema evoluiu 'naturalmente' com o passar dos tempos - e houve capitalismos que foram até inimigos mortais uns dos outros. O colonialismo contra o liberalismo moderno, por exemplo (como mostra a guerra de independência dos EUA contra a Grã-Bretanha).

Enfim, obviamente foram os empresários industriais os que eram a favor da abolição da escravidão. Os comerciantes mais antigos, fiéis à coroa, que vendiam escravos pra latifúndios, evidentemente que não.


3-) Com todo o respeito, mas essa é a parte mais idiota do seu post. Nem sei oque responder ao certo...

É lógico que se algo na qualidade de vida melhorou após a Era Industrial, é óbvio que foram por causa das inovações e aprimoramentos tecnológicos e científicos. Não sei oque isso tem a ver com oque eu estava falando antes, sobre a super-exploração que operários de fábrica sofriam nas mãos dos burgueses.
As condições de trabalho na Inglaterra durante o início da Era Industriais eram simplesmente sub-humanas e a expectativa de vida era baixíssima. Acho que foi só depois da fundação de sindicatos e reivindicações de melhoras que a qualidade de vida foi melhorar.

Sobre a Inglaterra ter sido potência, isso teve vários fatores, desde sócio-econômicos até geográficos. O fator de ter sido um país de forte tradição capitalista e empresarial - motivo pelo qual foi berço da indústria - foi essencial, mas também o fato de ser uma ilha, tendo que aprimorar suas tecnologias navais e marítimas, também foi importante pra terem um império colonial tão absurdamente grande mundo afora.

Ainda assim, mesmo quando era a "maior potência do mundo", a Inglaterra ainda tinha ameaças à sua hegemonia. A concorrência de outros grandes países europeus, como a França, já chegou a deixar os ingleses temerosos. Isso pra não falar da Alemanha - que, de fato, por volta do fim do século XIX/começo do século XX - já tinha plena capacidade de ultrapassar a Inglaterra e se tornar a maior potência da Europa, e logo do mundo.

A Alemanha, por essa época, tinha uma população bem maior, tecnologia tão avançada quanto, e uma produção industrial superior a da Inglaterra. A única coisa que precisava, pra ser mais poderosa e imponente que a própria Inglaterra, era um império neo-colonial a altura.

E, bem, as suas guerras mundiais extinguiram a hegemonia de toda a Europa sobre o mundo.

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Eumenes escreveu:
 cabimento. Vamos por partes:

1-) & 2-) Sim, a escravidão começou a ser abolida após a Era Industrial, devido a necessidade de mão-de-obra assalariada pra dar mais consumo. Esse fator sócio-econômico chegou até a ser o tema central da Guerra Civil Americana, do norte-abolicionista-industrialista contra o sul-escravagista-agropecuarista.

Obviamente foi só uma parte do empresariado que foi a favor do fim da escravidão. Você deve saber que há vários tipos de capitalismos diferentes - até mesmo porque esse sistema evoluiu 'naturalmente' com o passar dos tempos - e houve capitalismos que foram até inimigos mortais uns dos outros. O colonialismo contra o liberalismo moderno, por exemplo (como mostra a guerra de independência dos EUA contra a Grã-Bretanha).

Enfim, obviamente foram os empresários industriais os que eram a favor da abolição da escravidão. Os comerciantes mais antigos, fiéis à coroa, que vendiam escravos pra latifúndios, evidentemente que não.  

Você se esqueceu que eu estou me referindo ao capitalismo do livre mercado, e não o capitalismo colonialista que pra mim é mais um tipo de corporativismo.
Spoiler :

Ludwig Von Mises escreveu:
Na Inglaterra do século XVIII, o território só podia dar sustento
a seis milhões de pessoas, num baixíssimo padrão de vida. Hoje,
mais de cinquenta milhões de pessoas aí desfrutam de um padrão de
vida que chega a ser superior ao que desfrutavam os ricos no século
XVIII. E o padrão de vida na Inglaterra de hoje seria provavelmen-
te mais alto ainda, não tivessem os ingleses dissipado boa parte de
sua energia no que, sob diversos pontos de vista, não foram mais
que “aventuras” políticas e militares evitáveis.
Estes são os fatos acerca do capitalismo. Assim, se um inglês –
ou, no tocante a esta questão, qualquer homem de qualquer país do mundo – afirmar hoje aos amigos ser contrário ao capitalismo, há
uma esplêndida contestação a lhe fazer: “Sabe que a população des-
te planeta é hoje dez vezes maior que nos períodos precedentes ao
capitalismo? Sabe que todos os homens usufruem hoje um padrão
de vida mais elevado que o de seus ancestrais antes do advento do
capitalismo? E como você pode ter certeza de que, se não fosse o
capitalismo, você estaria integrando a décima parte da população
sobrevivente? Sua mera existência é uma prova do êxito do capita-
lismo, seja qual for o valor que você atribua à própria vida.”
Não obstante todos os seus benefícios, o capitalismo foi furiosa-
mente atacado e criticado. É preciso compreender a origem dessa
aversão. É fato que o ódio ao capitalismo nasceu não entre o povo,
não entre os próprios trabalhadores, mas em meio à aristocracia
fundiária – a pequena nobreza da Inglaterra e da Europa continen-
tal. Culpavam o capitalismo por algo que não lhes era muito agra-
dável: no início do século XIX, os salários mais altos pagos pelas
indústrias aos seus trabalhadores forçaram a aristocracia agrária
a pagar salários igualmente altos aos seus trabalhadores agrícolas.
A aristocracia atacava a indústria criticando o padrão de vida das
massas trabalhadoras.
Obviamente, do nosso ponto de vista, o padrão de vida dos tra-
balhadores era extremamente baixo. Mas, se as condições de vida
nos primórdios do capitalismo eram absolutamente escandalosas,
não era porque as recém-criadas indústrias capitalistas estivessem
prejudicando os trabalhadores: as pessoas contratadas pelas fábricas
já subsistiam antes em condições praticamente subumanas.
A velha história, repetida centenas de vezes, de que as fábricas
empregavam mulheres e crianças que, antes de trabalharem nes-
sas fábricas, viviam em condições satisfatórias, é um dos maiores
embustes da história. As mães que trabalhavam nas fábricas não
tinham o que cozinhar: não abandonavam seus lares e suas cozi-
nhas para se dirigir às fábricas – corriam a elas porque não tinham
cozinhas e, ainda que as tivessem, não tinham comida para nelas
cozinharem. E as crianças não provinham de um ambiente con-
fortável: estavam famintas, estavam morrendo. E todo o tão falado e indescritível horror do capitalismo primitivo pode ser refutado
por uma única estatística: precisamente nesses anos de expansão do
capitalismo na Inglaterra, no chamado período da Revolução In-
dustrial inglesa, entre 1760 e 1830, a população do país dobrou, o
que significa que centenas de milhares de crianças – que em outros
tempos teriam morrido – sobreviveram e cresceram, tornando-se
homens e mulheres.
Não há dúvida de que as condições gerais de vida em épocas
anteriores eram muito insatisfatórias. Foi o comércio capitalista
que as melhorou. Foram justamente aquelas primeiras fábricas que
passaram a suprir, direta ou indiretamente, as necessidades de seus
trabalhadores, através da exportação de manufaturados e da impor-
tação de alimentos e matérias-primas de outros países. Mais uma
vez, os primeiros historiadores do capitalismo falsearam – é difícil
usar uma palavra mais branda – a história.



 
3-) Com todo o respeito, mas essa é a parte mais idiota do seu post. Nem sei oque responder ao certo...

É lógico que se algo na qualidade de vida melhorou após a Era Industrial, é óbvio que foram por causa das inovações e aprimoramentos tecnológicos e científicos. Não sei oque isso tem a ver com oque eu estava falando antes, sobre a super-exploração que operários de fábrica sofriam nas mãos dos burgueses.
As condições de trabalho na Inglaterra durante o início da Era Industriais eram simplesmente sub-humanas e a expectativa de vida era baixíssima. Acho que foi só depois da fundação de sindicatos e reivindicações de melhoras que a qualidade de vida foi melhorar.

Sobre a Inglaterra ter sido potência, isso teve vários fatores, desde sócio-econômicos até geográficos. O fator de ter sido um país de forte tradição capitalista e empresarial - motivo pelo qual foi berço da indústria - foi essencial, mas também o fato de ser uma ilha, tendo que aprimorar suas tecnologias navais e marítimas, também foi importante pra terem um império colonial tão absurdamente grande mundo afora.

Ainda assim, mesmo quando era a "maior potência do mundo", a Inglaterra ainda tinha ameaças à sua hegemonia. A concorrência de outros grandes países europeus, como a França, já chegou a deixar os ingleses temerosos. Isso pra não falar da Alemanha - que, de fato, por volta do fim do século XIX/começo do século XX - já tinha plena capacidade de ultrapassar a Inglaterra e se tornar a maior potência da Europa, e logo do mundo.

A Alemanha, por essa época, tinha uma população bem maior, tecnologia tão avançada quanto, e uma produção industrial superior a da Inglaterra. A única coisa que precisava, pra ser mais poderosa e imponente que a própria Inglaterra, era um império neo-colonial a altura.

E, bem, as suas guerras mundiais extinguiram a hegemonia de toda a Europa sobre o mundo.

Sindicatos só pioram as coisas.
No Estados Unidos não exitem quase sindicatos e não tem quase leis trabalhistas, mas por que os Estados Unidos e muito mais desenvolvido que o Brasil? Simples. Liberalismo, e eu nem vou muito com a cara dos EUA, por que eles nem são tão capitalista como muitos pensam, mas mesmo assim ele é um país muito melhor que Brasil, Cuba, Venezuela, Uruguai e etc, por exemplo o Chile que é atualmente o país mais liberal na América latina atualmente está com melhor IDH no continente.
Eu não nego que o capitalismo foi cruel inicialmente (apesar de que antes dele as coisas eram piores), mas graças a ele houve uma crescente diminuição da miséria, de acordo com algumas estimativas a extrema pobreza acabará em 2030, ora, que tipo de sistema explorador é esse que acaba com a miséria?

Última edição por SKILLINE em 5/2/2019, 12:08, editado 1 vez(es)

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Nazismo não é direita e nem esquerda...

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Eh direita sim

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Só reiterando aqui o quanto Yagi estava errado.

“os nazistas eram anti-conservadores”

MENTIRA.
O movimento que inspirou o Nazismo era o Movimento Revolucionário Conservador, teve apoio dos teóricos da elite conservadora e partidos de direita em geral, como o Popular Alemão.
Além de eu ter trazido blogs de fachos nos quais eles mesmos diziam-se cancervas.

“Fachos eram contra o Cristianismo/Catolicismo”

MENTIRA.
O catolicismo era a religião oficialmente do estado não Italia, primeiro país fascista e Hitler na Alemanha teve apoio da Igreja. O que houve foi perseguição a membros opositores específicos da Igreja. Tive até que postar uma aula de EM desmentindo isto.

“Minhas fontes me refutavam”

MENTIRA
O próprio Karnal que ele disse refutar-me tem vídeos relacionando à extrema direita. A matéria da BBC já era uma resposta a comentários e uma outra matéria apontando nazis como direita e relacionando-os a partidos cancervas.
O máximo que as fontes diziam é que tratava-se de uma direita diferente da atual, ou que não era APENAS ISSO, e que hoje em dia a maior parte das “direitas” não seguem os ideais deste movimento, apesar delas terem feito na época.
Todas as fontes reiteravam o que eu disse e diziam ser da extrema direita.


https://www.bbc.com/portuguese/internacional-37735694?ocid=socialflow_facebook&fbclid=IwAR0N-Wu_NHSuxkhTc2FMLlfveu9-jZACu20WkJ-VHUgn1pXcZ0vopzCvORk <-matéria anterior da BBC
https://jfclipping.com.br/2017/09/21/leandro-karnal-%E2%80%A2-nazismo-de-esquerda/ <-Karnal explicando

Destaque ao item 4

04) No “saco de gatos” do partido nazista existia, sim, gente mais à esquerda do que o ditador. As SA (Sturmabteilung ) de Ernst Röhm são um exemplo. O massacre da sua liderança , em 1934 (Noite dos Longos Punhais) , é uma luta nazista para unificar a posição ideológica em torno do pensamento de extrema-direita de Hitler.

“Tem Marxismo que eh nacionalista igual Nazismo. Ou seja, falar que Nazismo eh nacionalista não refuta nada”

MENTIRA

No vídeo que eu postei mesmo a prof diz como Internacionalismo x Nacionalismo são antagônicos. Aliás, a grande maioria dos formados na área usa esse argumento para explicar a diferença e refutar essa burrice de "nazi esquerda", assim como eu fiz.
Sobre a Internacional, não tem nada a ver, apesar do nome alguns partidos nem eram socialistas, como é o caso do PDT do Brizola.
No máximo o marxismo aceitava o nacionalismo como um MEIO de emancipação e luta anti-imperialista e para influenciar a luta socialista em outros países, mas não como um FIM, pondo a nação e os cidadãos naturais da mesma “acima de tudo” e submetendo as demais, como é o caso dos Nazis. https://youtu.be/k3VEZfcShv8 <- Lá pelos 03:00 minutos o próprio Leon -que é formado na área- usa esse mesmo argumento.

Sem contar ter dito que marxismo eh moralista” confundindo moralismo com moralidade.....

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Aburame Hidan escreveu:
Eh direita sim


Nenhum dos dois...

descriptionAnalisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda" - Página 11 EmptyRe: Analisando a doença mental dos que dizem que "Nazismo é desquerda"

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Ainda essa masturbação mental?
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos