Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais! Entrar

O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

2 participantes

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-Gostaria de agradecer pelos quase 870 vistos, obrigado pessoal rumo aos 1000.





O Refugiado

Capítulo 59

Toffoli tenta acertar Kistan com seus sabres mas o mesmo consegue desviar com facilidade.

"Nada mal, não esperava que teriam pessoas tão fortes aqui" Comentou Kistan.

Toffoli se afasta e atira um míssil em Kistan, em seguida ele vira e atira mais um míssil em Telbol. Antes que a fumaça baixasse Kistan sai dela e rapidamente imobiliza Toffoli, ele e Telbol não tinham sofrido quase nenhum dano com os misseis.

"Prepare o ácido Telbol, vamos queimar a cara dele" Disse Kistan.

Antes que Telbol possa fazer algo, ele é atingido por um míssil nas costas.

"Essa não, mais humanos" Reclamou Kistan.

Toffoli aproveita a distração e consegue se libertar do agarre. Ele esboça um sorriso pelos reforços estarem chegando mas ao ver que eram só o Barbieri e Mendes.

"Idiotas. O que eles pensam que estão fazendo ? civis despreparados usando esses trajes " Pensou Toffoli irritado.

"Pouco importa, tenho problemas maiores agora" Pensou Toffoli sobre a luta que estava ocorrendo.

"Espera um momento, aqueles não são os humanos que capturamos antes ?" Pensou Kistan sobre Barbieri e Mendes.

"Vamos lá Telbol, com nós 2 lutando certamente podemos vencer desses humanos" Chamou Kistan.

Telbol prepara ácido em suas mãos e todos ficam alertas mas De repente ele desativa a técnica.

"Espera Kistan, eu acho que não deveríamos fazer isso" Disse Telbol.

"O quê ?!" Disse Kistan surpreso.

"Kistan Olhe, aqui nos podemos viver bem, sem sermos pressionados por causa do meu autismo e seu problemas de visão, nossos problemas genéticos não vão nos prejudicar " Respondeu Telbol.

"Problemas de visão ?!" Percebeu Toffoli.

Kistan tinha problemas de visão, ele perdia gradualmente a visão, seria apenas questão de tempo até ele ficar cego.

"O Império nos proporciona oportunidades iguais, ele acabou com a desigualdade, minha condição genética só faz eu ter que me esforçar mais para chegar onde cheguei" Respondeu Kistan.

"Pensa nisso" Insistiu Telbol.

Kistan pensa um pouco e todos continuam parados.

"É... Toffoli ?" Chamou Barbieri.

Toffoli faz um sinal para que Barbieri não avance.

Nesse momento Chegam Lehmer, Rodrigues, A.L.E.X e os agentes.

"Já estou cansado de enfrentar vocês, é melhor que se-rendam e não tentem nada" Disse Lehmer.

Telbol começa a levantar as mãos em sinal de rendição.

"Lehmer espera!" Gritou Toffoli.

Antes que o som conseguisse chegar em Lhemer ele ativa o modo heartbreaker e acerta uma poderosa joelhada em Telbol o nocauteando, Kistan aproveita a chance para fugir.

"Por que devo esperar ?" Perguntou Lehmer ao ouvir Toffoli.

"Esse aí já ia se render, mas agora deixa pra lá" Respondeu Toffoli.

"Ei o que vocês estão fazendo com esses trajes ?" Perguntou Rodrigues.

"Tivemos que ajudar o Toffoli" Respondeu Mendes.

"Esses são equipamentos do governo e civis não deviam estar usando " Disse Rodrigues.

"Não temos tempo pra isso Rodrigues o outro fugiu, e provavelmente vai alertar ao outros para ligarem os portais" Disse Toffoli.

"Temos que sair Ir até onde eles estão rápido" Disse Lehmer.

"Certo. Vimos os mapas e sabemos onde ir. Eu vou até brasília que é mais perto, vocês que são mais rápidos vão para outros países " Disse Toffoli.

"Peraí Toffoli, você não da conta de enfrentar Kistan sozinho" Questionou Barbieri.

"Realmente, por isso você, Mendes e Rodrigues vão me ajudar" Respondeu Toffoli.

"Eu também vou até brasilía" Disse Rocamo se oferecendo para ajudar.

"Esta bem. E A.L.E.X, não chame atenção, você ser flagrada em outro país daria início a uma crise geopolítica " Ordenou Toffoli.

Rodrigues entrega um comunicador a todos e eles se separam, indo para o seu objetivo o mais rápido possível.

Enquanto isso:

Kistan vai até Brasília o mais rápido possível.

"Kistan falando, tivemos uma mudança de planos liguem os portais de onde estão, agora! " Disse Kistan usando o comunicador de Antélon.

Virbal estava dormindo até ser acordado pelo chamado, Tenali estava saindo de uma loja a qual havia roubado comida, Sommers e Balaki estavam perto de seus postos. Eles ouvem a mensagem.

"Perai como assim mudanças de planos ?" Questionou Balaki.

"O antélon disse para esperarmos mais umas 3 horas até ligarmos os portais" Disse Virbal.

Enquanto isso na China:

Pentel chega até Beijing na China, eram cerca 14:00.

"Vários templos, devo estar na capital" Percebeu Pentel.

Ele olha o mapa e voa até onde está a localização de Balaki.

"Vocês não entendem, nossos prisioneiros fugiram eles estão indo aonde vocês estão" Disse Kistan.

"Com todo o respeito,os agentes da patrulha galática não são grande coisa sem os aparelhos tecnológicos deles, além disso eles não controlam o mana" Disse Tenali.

"O problema não são apenas eles, o problema maior é o rigeliano. Além disso fomos descobertos pelo governo brasileiro" Disse Kistan.

Todos concordam em começar a programar os portais para ligá-los, Kistan termina de encaixar a peça e começa a programar o portal.

Moscou-Rússia, 9:00 :

Tenali desliga o comunicador e começa a voar até o seu posto.

"Certamente aquele retardado do Telbol deve ter deixado eles escaparem" Pensou Tenali.

Ao olhar para o lado ela percebe que algo também estava voando pela cidade. Eram 9:00

"Aquele pontinho parece pequeno demais para ser um helicoptero" Pensou Tenali.

Era Lehmer, ele já havia chegado sobrevoando a cidade de Moscou. Tenali se desespera.

"O Rigeliano!" Disse Tenali.

Ela aumenta a velocidade e vai até o seu posto.

"Espero que ele não tenha me visto" Comentou Tenali.

"É, eu vi sim" Disse Lehmer atrás dela.

Joanesburgo-Africa do Sul, 8:00:

Virbal consegue programar a máquina, e quando o portal estava prestes a ser formado um míssil surge explodindo tudo.

"Maldito seja !" Disse Virbal furioso.

Ele olha de onde veio o míssil, era Bic.

"Nível de poder de 27.000. mesmo com esse traje você não tem como me derrotar sozinha" Comentou Virbal.

"Ela não está sozinha" Disse Mountblanc.

Nova Delhi-India, 11:30 :

A.L.E.X chega até onde está Sommers e o encontra.


Brasília-Brasil, 3:00 :

Kistan estava terminando de programar o portal até que ele para.

"Nem precisam perder tempo com frases de efeito" Disse Kistan.

Ele vira e vê Toffoli,Barbieri, Rocamo, Mendes e Rodrigues.

"Senti que vocês chegariam" Disse Kistan.


Continua ?


Diferente daquele troca troca que teve na saga passada vou fazer as lutas mais "separadas" dessa vez.




Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos mais de 940 vistos aqui, pelos +2750 vistos na 2º parte. Obrigado




Aviso: a histpria a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade


O Refugiado

Capítilo 60

Brasília-Brasil, 3:00

Kistan analisa seus alvos.

Alvo: Anderson Toffoli

Nível de poder: 11.000 com o traje da U.A

Alvo: Rocamo

Nível de poder: 15.000 com o traje U.A

Alvo: Juliano Barbieri

Nível de poder: 1005,6 com o traje U.A

Alvo: Gabriel Mendes

Nível de poder: 1005,2 com o traje U.A

Alvo: Raimundo Rodrigues

Nível de poder: 1022 com o traje U.A

Rocamo atira misseis no portal mas Kistan rapidamente consegue agarrar um dos misseis e o redirecionar para atinja o outro, os explodindo.

"Vocês não vão destruir o portal tão facilmente" Disse Kistan.

"Vou tentar segurá-lo destruam o portal" Disse Rocamo.

Ele parte para cima de Kistan, que desvia de seu ataque e o golpeia na barriga. Rocamo se recompõe e o chuta, Kistan se defende mas é afastado com o chute. Enquanto isso todos os outros atiram seus mísseis no portal.

"Não!" Gritou Kistan.

Ele rapidamente vai para próximo do portal e soca o chão levantando uma grande rocha com apenas com sua força bruta, os misseis atingem a rocha e a explodem. Kistan da um sorriso pensando que havia acabado os ataques mas o portal é destruído por dois misseis vindos da lateral. Eram de Rocamo, ele havia gastado os seus últimos mísseis.

"Missão cumprida, agora só temos que derrotá-lo" Disse Toffoli.

"Vocês não aguentam os golpes dele, Fiquem de longe e só ataquem a distância" Ordenou Toffoli à Barbieri, Mendes e Rodrigues.

Kistan estava indo enfurecido até Rocamo, Toffoli aparece com seus sabres para cortá-lo por trás mas Kistan desvia do golpes.

"O quê ?!" Disse Toffoli.

"Deve ser o rastreador, ele detectou o Toffoli chegando" Pensou Rocamo.

Rocamo acerta o rosto de Kistan e destrói o rastreador.

"Droga, eu me descuidei" Pensei Kistan.

O soldado do império fecha os olhos e provoca a Rocamo para o atacar, Rocamo avança e usa o lança-chamas mas Kistan desvia dando um grande salto, Toffoli faz a palma da rajada de vento para cima mas Kistan desvia no ar e começa a cair em alta velocidade. Toffoli e Rocamo desviam e Kistan pisa no chão com muita força, o quebrando. Em seguida Rocamo e Toffoli começam a atacá-lo mas ele conseguia desviar trocar golpes com eles com relativa facilidade.

"Como é possível que consiga desviar de olhos fechados ?" Perguntou Rocamo.

Kistan consegue uma abertura e chuta Toffoli para longe, ele segue o humano para tentar acertar mais um golpe nele mas Rodrigues aparece com lança-chamas e Kistan desvia, ele chuta Rodrigues para longe.

"Chega !" Disse Toffoli.

Ele prepara sua esfera de mana e a arremessa contra o Kistan mas ele desvia de tudo com cambalhotas, inclusive dos pilares de energia. Kistan acaba pousando na frente de Barbieri, que estava com a mira apontada para ele, o civil não dispara e espera algum movimento de Kistan.

"Espera um momento, será que é isso mesmo ?" Pensou Rocamo ao perceber que Kistan não atacou Barbieri parado.

Toffoli também estranha Kistan não atacar.

"Pessoal acho que descobri como funciona os poderes dele" Avisou Rocamo.

Kistan ouve isso e parte para cima dele.

"Posso não estar usando a visão mas minha audição ainda funciona" Disse Kistan.

Ele tenta golpear Rocamo, que defende com dificuldade.

"Movam-se, o máximo que puderem mas venham" Disse Rocamo desesperado.

Nesse momento Barbieri, Mendes e Rodrigues começam a se aproximar correndo.

"Droga, são muitos alvos se movendo, tenho que ficar alerta para desviar no momento certo" Pensou Kistan.

Nesse momento Rocamo percebe uma luz vinda do chão e faz um sinal para que os humanos se afastem, Rocamo se afasta e Kistan é atingido em cheio pela técnica de Toffoli.

"Caramba, que potência" Comentou Rodrigues.

Mendes toma a frente e usa o seu lança chamas no pillar, Barbieri e Rodrigues se juntam a ele. Ao acabar a técnica Kistan sai com poucos ferimentos. Ele se vira bastante furioso e abre os olhos por alguns instantes para ver Rocamo e focar nele. Rocamo faz uma pose defensiva e Kistan parte para cima dele deferindo vários golpes.

"Usei o meu melhor ataque e ele mal sofreu dano" Pensou Toffoli.

"Nesse ritmo mesmo que eu o acerte mais vezes vai difícil derrubá-lo antes de gastar todo o meu mana" Analisou Toffoli.

Rocamo estava passando por apuros enquanto era golpeado por Kistan, ele começa a se afastar e Kistan o segue. Os dois levam a luta até a represa de Santa Maria

"Tenho que pensar num jeito de confundir o sensor dele" Pensou Rocamo.

Ele bate na água gerando ondas e muito movimento, o que deixa Kistan confuso. Rocamo aproveita a chance e o golpeia para longe o fazendo rolar no chão.

"Essa deve ter doido" Pensou Rocamo.

"Chega, vou sacrificar um pouco de precisão da minha técnica abrindo os olhos mas não vou ser mais enganado por movimentos fabricados" Pensou Kistan irritado.

Ele abre os olhos e ataca Rocamo, o agente consegue se defender e ambos trocam golpes até que Kistan obtém a vantagem e o arremessa na água com um golpe.

Enquanto isso:

"O sensor dele é baseado no movimento" Disse Toffoli.

"Sério ?! isso explica muito mas ainda não sabemos como derrotar ele, nem nós 4 atacando de forma combinada conseguimos" Disse Rodrigues.

"Combinar" Disse Toffoli olhando para o seu lança-chamas.

Enquanto isso:

Kistan estava lá esperando que Rocamo aparecesse, mas apenas algumas pedras são arremessadas.

"Atirar pedras em mim, o que raios ele deve estar planejando ?" Pensou Kistan enquanto quebrava as pedras com socos.

Rocamo aproveita a distração e foge para longe. Em paralelo a isso, no parque Nacional de Brasilia, dois campistas estavam acampando no parque depois de conseguirem permissão do governo.

"Nem sei porque você inventou de fazer isso, estamos perdendo uma noite de sono pra fotografar e estudar plantas" Disse um dos campistas.

"Vou conseguir umas horas extras de atividades extracurriculares com isso e além disso é bom se afastar da cidade as vezes" Disse o outro campista.

Eles olham para cima e veem Rocamo voando.

"O que é aquilo,uma estrela cadente ?" Disse o campista.

Eles também avistam Kistan voando atrás dele.

"Outra estrela cadente" Comentou o mesmo campista.

"Vou fazer um pedido" Disse o outro Campista.

Ele deseja que aconteça alguma coisa para que eles interrompam esse estudo e voltem para a cidade.

Continua ?






Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos +990 vistos aqui, e também gostaria de agradecer pela marca dos +3000 vistos na 1º saga de O Refugiado, obrigado




2- provavelmente o ritmo de caps vai diminuir a partir de semana que vem, o Omega está com muitas coisas pra fazer em sua vida pessoal. Só tenho mais 1 capítulo pronto depois desse e um one-shot.





O Refugiado

Capítulo 61

Kistan chega aonde Toffoli e os outros estão, ele estava arrastando o rosto de Rocamo no chão. Rocamo consegue levantar e tenta usar o lança-chamas mas o soldado do império pega o braço dele e aperta, destruindo o mecanismo. Em seguida ele da um chute na barriga de Rocamo o fazendo cair de dor e ficar de joelhos. Quando estava pronto para golpear o pescoço de Rocamo e quebrá-lo Kistan sente alguém golpeando pelas costas, era Barbieri. Kistan o intimida e ameaça o atacar. Nesse momento Toffoli tenta atacar Kistan pelas costas mas ele consegue se defender, Mendes aproveita a chance para salvar Rocamo e todos pegam distância.

"Isso é péssimo, o Rocamo não consegue mais continuar" Disse Mendes.

"Tive uma idéia mas vou precisar que vocês três ataque ele e o segurem" Disse Toffoli.

"O quê ?!" Disse Barbieri Confuso.

"Obedeça" Respondeu Toffoli.

Barbieri respira fundo e avança contra Kistan. Por um lado Barbieri tinha medo de acabar morrendo perfurado por um ataque de Kistan mas pelo outro ele poderia morrer mesmo se não atacasse, ele ataca Kistan com vários socos.

"Esse jeito desleixado de lutar, esse cara certamente não é um guerreiro treinado" Pensou Kistan.

Ele derruba Barbieri e o afasta. Costa avança em seguida mas é afastado com um tapa. Em seguida Rodrigues tenta trocar golpes com ele.

"Ele tem mais técnica nos golpes, deve ser um artista marcial também" Pensou Kistan.

"Mas do que adianta saber lutar se não tem resistência para aguentar os os golpes ?" Pensou Kistan.

Ele com um simples toque empurra Rodrigues para longe, mas o cientista se recompõe e volta a atacar.

"Do que adianta se ele não tem velocidade para acertar os golpes ?" Pensou Kistan.

Ele se deixa atingir por um golpe de Rodrigues.

"E do que adianta se ele não força para causar dano mesmo que certe ?" Pensou Kistan.

Ele tenta agarrar Rodrigues para arremessá-lo mas ele consegue sair do agarre e segura o braço de Kistan.

"Acha mesmo que isso vai funcionar ?" Perguntou Kistan.

Nesse momento Barbieri e Mendes seguram o outro braço dele. Antes que Kistan consiga se soltar Toffoli aparece pelas costas dele e usa a palma da da rajada de vento com as duas mãos ao mesmo tempo que ativa o lança-chamas de seu traje.

"Potência máxima!" Gritou Toffoli.

O ataque gera um poderoso tornado de fogo que atinge Kistan e incinera várias árvores a frente. Barbieri, Mendes e Rodrigues são empurrados e não sofrem dano da técnica. Ao baixar a fumaça, Kistan cai ferido e com algumas queimaduras.

"Impressionante" Comentou Mendes.

"Eu sei, combinei minha técnica com o lança-chamas para causar uma destruição maior" Explicou Toffoli.

Ele usa a palma da rajada de vento mais uma vez para apagar o fogo de algumas árvores e impedir um eventual incêndio.

"Gastei uma grande quantidade do meu mana" Pensou Toffoli.

"Acho que depois dessa a Urtiga Amarela vai ter fazer um bom reflorestamento nessa área" Disse Rodrigues.

"Interessante mas ... o que fazemos com ele ?" Perguntou Rocamo apontando para Kistan.

Barbieri corre até Kistan para averriguar.

"Está desarcodado mas vivo" Avisou Barbieri.

"O mais sábio a se fazer é levá-lo até aquela cela especial da Urtiga Amarela" Disse Toffoli.

"Certo" Concordou Rodrigues.

Mendes ajuda Rocamo a se levantar e Rodrigues se aproxima de Kistan.

"Quando esse esse carinha acordar vamos fazer umas perguntas a ele" Disse Rodrigues se preparando para carregá-lo.

De repente um raio laser atravessa o peito de Rodrigues, surpreendendo a todos. Rodrigues sente fraqueza e cai no chão.

"Essa não, agora não" Disse Toffoli.

Rio de Janeiro-Brasil,3:21

Telbol acorda com um pouco de dor e meio desequilibrado.

"Essa não" Pensou Telbol após cair a ficha.

Ele começa a voar até Brasilia para tentar falar com Kistan.

"Tenho que falar com o Kistan para parar com a invasão" Pensou Telbol.

Nesse momento níveis de poder consideravelmente começam a ser detectados e a aparecer no visor dele.

"Mas onde ?" Pensou Telbol.

Ele olha para a floresta e deduz que havia gente passando por alí.

"Mais humanos. Pela direção eles devem estar indo para Brasília, Com esse tanto de gente eles devem conseguir parar o Kistan" Deduziu Telbol.

"Nesse caso eu vou até a África do Sul para falar com o Virbal" Disse Telbol.

Ele muda sua direção e começa a voar até lá.

Joanesburgo-Africa do Sul, 8:00:

"Rendá-se agora Virbal, você está em menor número" Disse Mountblanc.

Ele e Bic estavam com seus lança-chamas apontados para virbal.

"Levante as mãos e ponha elas atrás da cabeça" Mandou Bic.

Virbal levanta as mãos e delas saem dois poderosos jatos d'água, Mountblanc e Bic tentam usar seus lança-chamas mas a água consegue subjulgar o fogo. Os agentes desviam no último instante e começam a se separar.

"Não tentem fugir !" Gritou Virbal.

Ele continua tentado os acertar com os jatos. várias áreas próximas são atingidas pelos ataques de Virbal, montanhas próximas são cortadas, nuvens são partidas e vários animais começam a entrar em pânico e correr.

"Temos que acabar com ele rápido, ou vai chamar a atenção das autoridades" Pensou Bic.

Ela consegue se aproximar por trás dele mas Virbal levanta sua mão por trás da cabeça e aponta para Bic, em seguida um tiro d'água sai de seu dedo indicador e a atinge.

"O que foi ? rápido demais pra você ?" Perguntou Virbal com deboche.

Quando Virbal vira a cabeça ele vê Mountblanc, que o acerta. Virbal tenta preparar outro ataque mas Mountblanc pensa rápido e chuta a mão dele para que errasse o tiro. Os dois trocam golpes até que Virbal vai superando aos poucos Mountblanc, o soldado do império consegue agarrar o braço de Mountblanc e prepara outro jato d'água.

"Esses mísseis não vão conseguir fazer muita coisa contra ele, tenho que mirrar num ponto fraco" Pensou Bic enquanto mirava com os misseis de seu traje.

Quando parecia que Virbal encaixaria um golpe mortal ele é atingido por um míssil Bic em sua fossa poplítea e tomba, Mountblanc aproveita para se soltar e ambos os agentes aproveitam para golpear Virbal várias vezes.

"Chega !" Gritou Virbal.

Ele afasta Ambos com um jato d'agua, Mountblanc consegue desviar mas Bic é atingida de rapão na perna, Mountblanc ajuda ela e ambos se afastam até conseguirem se esconder atrás de uma montanha.

Pouco tempo depois:

"Ele não é tão forte a ponto de lidar com nós dois juntos mas essas técnicas de manipulação de água são problemáticas" Analisou Mountblanc.

"Sim, se ao menos você estivesse com o seu traje você poderia tentar contra atacar os jatos dele com aquela rajada de energia" Respondeu Bic enquanto enfaixava sua perna.

"Já consegue andar ?" Perguntou Mountblanc.

"Já" Respondeu Bic.

"Podemos tentar usar os comunicadores para tentar chamar alguém" Sugeriu Mountblanc.

"Não acredito, 2 agentes de elite tendo que pedir ajuda" Resmungou Bic.

Ela tenta se comunicar com A.L.E.X

"A.L.E.X ?" Perguntou Bic.

"Estou meio ocupada agora, mas já consegui destruir o portal" Respondeu A.L.E.X

Nesse momento o Comunicador de A.L.E.X é quebrado e a ligação se encerra.

"A.L.E.X ? A.L.E.X!" Chamou Bic.


Ela tenta ligar para Pentel mas um jato d'água atravessa a montanha e passa por entre eles. Virbal levanta o seu braço fazendo o jato partir a montanha ao meio. Bic e Mountblanc se separam, cada um avança por um lado contra Virbal. O soldado do império prepara mais jatos porém Mountblanc pensa mais rápido e usa seus mísseis mas, ao invés de atirrar os mísseis em Virbal, ele os atira no chão para subir poeira e criar uma distração.

"O quê ?!" Disse Virbal confuso.

Nesse momento Bic se aproxima e consegue acertar um soco no rosto dele. Virbal aguenta a dor e devolve com outro soco que afasta Bic um pouco, nesse momento Mountblanc aparece e chuta Virbal com os dois pés o derrubando.

"Agora Bic " Disse Mountblanc.

Ambos começam a coordenar seus ataques, e no momento em que Virbal se levanta, eles o acertam com um poderodo golpe que quebra o nariz de Virbal. Antes que ele tenha tempo de se recompor Bic começa a ativar o lança-chamas e Mountblanc se junta a ela, juntos eles atingem Virbal com o lança-chamas. O soldado do império cai bastante ferido no chão.

"Acho que depois dessa já conseguimos controlar a situação" Comentou Mountblanc.

Nesse momento Telbol chega ao campo de batalha.

"Essa não, ele acordou. Deveríamos té-lo prendido na base da Urtiga Amarela" Comentou Mountblanc sobre Telbol.

"Virbal" Disse Telbol.

Ele vai até Telbol e o ajuda a levantar.

"Ainda bem que você está aqui Telbol, agora podemos nos unir e derrotar esses agentes" Disse Virbal.

"Não, eu não vou lutar" Respondeu Telbol.

"Como assim ?" Perguntou Virbal.

"Esse planeta e as pessoas que habitam nele não merecem passar tudo o que passamos no império" Respondeu Telbol.

"Está contra o império ?" Perguntou Virbal com raiva.

"Estou contra a missão, porque tem pessoas aqui ..."

Virbal empurra Telbol antes que ele termine de falar.

"Se você se juntou a eles então terá que morrer também" Disse Virbal.

"Vai mesmo tentar isso ? você não está nas melhores condições de combate" Comentou Telbol.

"Todos aqueles que ameaçam ao império devem ser apagados, sem exceções" Disse Virbal.

Ele aponta o seu dedo para Telbol e começa a concentrar mana. Telbol se afasta e vai para perto dos agentes.

"Acho que ele vai usar uma técncia para apagar a gente, que nem o ..."

"Na verdade acho que ele só está fazendo uma espécie de pistola d'água mesmo" Disse Bic interrompendo Telbol.

O ataque ficava cada vez mais potente.

"Não me obrigue a fazer isso, Virbal" Disse Telbol enquanto concentrava ácido para arremessar em Virbal.

Quando o ataque estava prestes a ser lançado um chicote envolve o braço de Virbal e é puxado, fazendo a mão apontar para o próprio Virbal. O ataque é disparado antes que o mesmo percebera e sua cabeça é explodida, Virbal havia morrido.

"Mas quem ?" Pensou Mountblanc.

Era Lehmer, ele estava com Pentel e estava usando o chicote de Tenali.

Continua ?





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-gostaria de agradecer, passamos a marca dos +1000 vistos aqui, inclusive chegamos a ter mais de +1050.

2-Como eu disse antes, o ritmo de capítulos vai diminuir um pouco agora, O Omega está tendo alguns problemas na vida pessoal dele que estão o deixando sem tempo.





O Refugiado

Capítulo 62

"É bom ver que conseguiram " Comentou Bic.

Lehmer e Pentel olham para Telbol.

"Vão me matar também ?" Perguntou Telbol.

"Não, apenas não fique no caminho" Respondeu Lehmer.

Lehmer e os agentes vão até a localização de A.L.E.X e Telbol continua pensando sobre a situação.

Minutos antes:

Moscou-Rússia, 9:00

"Espero que ele não tenha me visto" Comentou Tenali.

"É, eu vi sim" Disse Lehmer atrás dela.

Tenali toma um susto ao perceber que Lehmer estava atrás dela e o chuta. Lehmer consegue defender o chute, ele aproveita para pegar o pé de Tenali e arremessá-la para longe. Em seguida Lehmer prepara esferas elétricas, o que faz Tenali ficar em alerta e em pose de defesa, mas ao invés de disparar as esferas contra ela Lehmer dispara contra o portal,o destruindo.

"Missão "quase" cumprida" Disse Lehmer.

Ele olha para Tenali e ela decide fugir para a cidade. Lehmer a segue e em pouco tempo a alcança, o rigeliano golpeia Tenali fazendo-a cair entre alguns prédios.

"O que foi rigelian populus ? não vai começar a usar os seus ataques de água ?" Perguntou Tenali.

Lehmer não responde, ele não poderia usar seus ataques em maior escala ou poderia destruir a cidade.

"Que seja" Disse Tenali.

Ela saca o seu chicote e tenta atacar Lehmer, o rigeliano pensa rápido e desvia pulando para trás. Tenali continuava girando mais e mais o seu chicote a ponto de começar a atingir os prédios próximos.

"Tenho que acabar com ela rápido" Pensou Lehmer.

Ele começa a concentrar em suas mãos uma poderosa esfera elétrica comprimida e a arremessa mas a esfera é parada pelo chicote de Tenali, ela girava o chicote como uma espécia de vortice que prendia a esfera elétrica de Lehmer.

"O que !? ela conseguiu segurar minha técnica" Pensou Lehmer.

Tenali começa a mirar e prepara um arremesso.

"Posso ter perdido o portal mas você vai perder a vida rigeliano" Disse Tenali com raiva.

Ela devolve a esfera elétrica comprimida de Lehmer, o rigeliano consegue desviar mas ao atingir o chão a técnica cria uma pequena explosão que o atinge parcialmente.

"Vamos ver se ela consegue segurar vários projeteis ao mesmo tempo" Planejou Lehmer.

Ele cria várias esferas elétricas e as lança contra Tenali, a soldada do império começa a rodopiar fazendo com que o chiote a envolva, formando uma espécie de defesa. O chicote consegue defender as esferas elétricas de Lehmer.

"Ela é boa" Elogiou Lehmer.

"Saiba que essa técnica não é só defensíva" Disse Tenali.

Lehmer raciocina rápido e começa as afastar. Tenali concentra seu mana e, com um poderoso giro, destrói tudo ali com o chicote, o raio de alcance da destruição superava o tamanho do próprio chicote. Lehmer começa a olhar em volta analisando a destruição e percebe que um dos prédios próximos ficou avariado com o golpe de Tenali. Várias das pessoas que estavam no prédio sentem os tremores e caem no chão confusas.

"Mais um desses e esse prédio cai, tenho que tirar ela daqui" Pensou Lehmer.

De repente algumas pessoas começam a aparecer, elas ouviram o barulho do que havia acontecido e vieram dar uma olhada. Tenali olha para elas e dá um sorriso.

"Essa não" Disse Lehmer.

" Será que esses dois são atores ou ..."

Antes que o homem terminasse de falar Lehmer o carrega e começa levanta as pessoas próximas a ele, logo em seguida o local em que eles estavam é destruído pelo chicote de Tenali. Após pousar e largar todos, Lehmer é recebido com vários aplausos.

"Chega de enrolar" Disse Lehmer irritado.

Ele parte para cima de Tenali, ela percebe isso e prepara o seu chicote mas Lehmer acerta um poderoso soco nela antes, Tenali sente muita dor mas resiste e amarra o chicote na mão de Lehmer. Em seguida ela começa a girar levando Lehmer para longe e o fazendo bater no chão, antes que o rigeliano consiga se levantar ela move o chicote o lançando para o outro lado.

Enquanto isso:

Um brasileiro que estava em viajem estava falando ao telefone.

Como assim o meu voo vai atrasar em 2 dias ?" Disse Ele bastante estressado.

Ele começa a ouvir a resposta da companhia aérea.

"tá brincando ? o clima de hoje tá ótimo não é melhor prepararem o avião hoje ?" Perguntou o brasileiro.

Ele vira a cabeça e vê Lehmer batendo no chão ao lado dele. Lehmer se enfurece e concentra eletricidade no chicote eletrocutando Tenali e fazendo-a largar a arma. Lehmer aproveita para se soltar.

"Como é que você fez isso ? e por que você é verde ?" Perguntou o brasileiro.

Tenali pega o o chicote e se prepara para atacar. Lehmer salva o homem do ataque, que destrói o lugar onde eles estavam.

"Artes marciais e mana" Respondeu Lehmer ao homem.

Tenali tenta atacar de novo mas Lehmer coloca sua mão na frente, o chicote se prende ao braço de Lehmer causando dor a ele mas o Rigeliano resiste e começa a puxar. Com o modo heartbreaker ativado, Lehmer acerta um poderoso golpe em Tenali que a lança para fora da cidade.

"Seu peito tá brilhando" Comentou o Brasileiro.

"Sim, ele está. Agora com licença, tenho um certo alguém para derrotar" Respondeu Lehmer.

Ele começa a voar em alta velocidade.

Enquanto isso:

Tenali aterrissa longe da cidade e cospe um dente. Antes que ela pudesse pensar em fugir Lehmer aparece pronto para continuar a luta.

"Estamos em lugar sem pessoas para você ameaçar e eu peguei a sua arma. Ainda quer continuar ? " Perguntou Lehmer ativando novamente o modo heartbreaker.

Tenali avança contra Lehmer mas o rigeliano consegue desviar e amarrar o chicote no pescoço dela, o que faz Tenali acabar caindo. Lehmer finaliza com um pisão na cabeça de Tenali enquanto puxa o chicote, isso quebra o pescoço dela.

"Isso não foi tão difícil quanto parecia" Comentou Lehmer sobre a luta.

Ele se senta para pegar um ar mas logo se lembra que ainda há mais batalhas pela frente.

"O portal mais próximo agora é o da China, tenho que ir para lá auxiliar o Pentel" Disse Lehmer.

Ele voa em direção a China.

Continua ?

E antes que perguntem, não. Tenali não morreu instantaneamente mas vai acabar falecendo nas condições que Lehmer a deixou.





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com




descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-Gostaria de agradecer pelos +1220 vistos aqui, obrigado pessoal.

2-voltei,tenho alguns caps prontos e estou preparado pra postar.




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

capítulo 63

Beijing-China,14:00

"Não entendo. Deveria ser por aqui, o mapa indicou essa localização, próxima à cidade" Disse Pentel.

Ele havia chegado num campo cercado por uma floresta cheia de árvores mas não via sinal de Balaki ou do portal. Pentel anda um pouco procurando, até perceber alguns pequenos buracos no chão. Suspeitando de algo, Pentel bate no chão e percebe que estava oco.

"Está debaixo da terra, ele escondeu o portal" Disse Pentel.

O agente dá um grande salto e ao pisar quebra o chão que estava alí, revelando uma espécie de cratera com de mais de 200 metros de profundidade.

"Essa não, ele descobriu" Disse Balaki.

O portal estava aberto, um soldado do império já havia passado por ele e o outro já estava quase atravessando. Rapidamente Pentel reage e atira um míssil, o portal é atingido, o que o desativa e amputa a mão do soldado que não havia acabado de passar.

Enquanto isso, num planeta distante:

Um soldado do império gritava de dor por ter a sua mão cortada.

"Não sei porque isso aconteceu, geralmente não é o primeiro que se ferra ?" Comentou outro soldado ao lado dele.

Em paralelo a isso Pentel estava alerta para enfrentar 2 oponentes.

"Balaki, tem técnicas relacionadas a manipulação de terra, mas e o outro ?" Analisou Pentel.

Alvo: Fleeman
Nível de poder: 32.600

"Junto comigo, Fleeman" Chamou Balaki.

Fleeman coloca sua mãos no chão. Rapidamente o seu mana é transformado em energia elemental de lava e passa pelas rochas, transformando-as em rochas vulcânicas. Pentel consegue pular no último instante e desvia da pequena liberação de lava. Nesse momento Balaki aparece por cima e tenta atacá-lo mas o agente consegue se defender. Pentel chuta Balaki para cima e se prepara para usar o lança-chamas nele, porém ele percebe algo e se vira. Era Fleeman, o soldado do império se concentra e cospe lava da sua boca, fazendo Pentel mudar o seu alvo. O as chamas do lança-chamas colidem com a lava expelida por Fleeman.

"Lava é mais poderosa do chamas normais, não da pra ganhar dele assim" Pensou Pentel.

Ele consegue sair do caminho antes que a lava de Fleeman o atingisse, mas antes que pudesse fazer outra coisa Balaki o chuta novamente para o fundo da cratera.

"Vai ser difícil lidar com os 2 ao mesmo tempo, tenho que separá-los" Planejou Pentel.

O agente atira um míssil no chão perto deles para levantar poeira, em seguida ele aproveita a brecha e acerta um gancho em Balaki forte o bastante para arremessá-lo para fora da cratera. Em seguida Pentel chuta Fleeman para a parede e avança contra ele o golpeando várias vezes. Fleeman se enfurece e cospe lava mas Pentel desvia e segura a mandíbula de Fleeman, fechando a boca dele e aplicando um poderoso soco logo em seguida.

"Só mais um ataque para deixá-lo fora de combate" Pensou Pentel.

Ele estava preparando uma cotovelada que iria quebrar a cravícula de Fleeman.

Cotovelada na cravícula, também conhecido como Shuto Sakotsu Uchi é uma técnica de artes marciais e está classificada Te-waza, ataque com as mãos no Karate.

Quando Pentel estava prestes a aplica o golpe ele é atingido nas costas por um disco de rochas, que o faz tombar. Aproveitando a situação Fleeman o chuta para o alta e Balaki atira outro disco nele enquanto Fleeman sai da cratera.

"Hora de usar minha melhor técnica" Pensou Balaki.

Ele concentra seu mana e com um pisão, seguido por um bater de mãos ele fecha a cratera de centenas de metros de profundidade, esmagando Pentel.

"Nada mal" Comentou Fleeman

"Praticamente uma montanha esmagando ele, nesse caso chão inteiro" Respondeu Balaki.

"E agora o que fazemos ?" Perguntou Fleeman.

O soldado após perguntar se senta no chão para descançar e puxa o dedo para colocar o osso no lugar.

"A minha parte da missão fracassou, só consegui trazer você mas quem sabe os outros tenham conseguido ligar outros portais e trazer mais pessoal para a conquista do planeta" Respondeu Balaki.

Nesse momento eles sentem tremores e Pentel sai da Terra logo em seguida.

"Ele escapou na base da força bruta" Pensou Balaki surpreso.

O agente da patrulha galática estava com machucados nas mãos, ele havia socado as rochas até sair.

Continua ?





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1- Gostaria de agradecer pelos + 1295 vistos aqui, obrigado pessoal.





Aviso: Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 64

Pentel havia saído do chão e pousado.

"Como ele conseguiu fugir ? é esse traje que está dando poderes a ele ?" Perguntou Fleeman.

"Não, ele é poderoso com ou sem o traje" Respondeu Balaki.

"As técncias de raio do Lehmer seriam boas para contra atacar as rochas desse cara, era ele quem deveria ter vindo aqui" Pensou Pentel enquanto olhava para os machucados na sua mãos.

Nesse momento Lehmer chega e Pentel solta um sorriso.

"Droga é o rigeliano, parece que ele conseguiu derrotar a Tenali" Comentou Balaki ao ver Lehmer com o chicote dela.

"Parece estar em uma situação difícil, Pentel" Disse Lehmer.

"Sim, ele conseguiu ligar o portal. Eu o destruí, mas outro soldado conseguiu passar por ele antes" Explicou Pentel.

"Entendi a situação" Disse Lehmer

O rigeliano começa a elevar o seu poder.

"Esse rigeliano é um dos fortes, o nível dele quase chega na casa das 50.000 unidades" Analisou Fleeman.

"Não tem jeito, Fleeman. Vamos ter que combinar nossos ataques" Disse Balaki.

Ambos os soldados do império concentram seus manas, a energia é criada em forma de disco de rochas e logo é modificada, lava começa a se misturar com ele.

"Isso é mal" Pensou Pentel.

Lehmer começa a concentrar uma poderosa esfera elétrica comprimida. Ambos os ataques são lançados, mas o disco acaba superando o ataque de Lehmer, ele ao ver isso pensa rápido e consegue desviar recebendo um corte no braço. O disco vai para cima e gera uma grande explosão. Um pouco de lava começa a respingar em Lehmer, que sente muita dor com isso. A lava também respinga na perna de Pentel mas ele rapidamente retira a parte do traje atingida.

"Você está bem ?" Perguntou Pentel.

"Sim, a aura de mana ameniza um pouco do efeito" Disse Lehmer.

Balaki e Fleeman preparam outro disco mas Lehmer e Pentel desviam.

"Como conseguem continuar atacando assim ?" Perguntou Lehmer.

"a raça deles tem muita vitalidade" Respondeu Pentel.

"Com isso, maiores reservas de mana. É melhor eu enfrentar o que manipula a lava" Disse Lehmer.

"Não parece a melhor idéia" Comentou Pentel.

Eles percebem outro ataque sendo formado e decidem avançar assim mesmo.

"Droga ! não vai dar tempo de preparar outro ataque" Disse Fleeman.

Ele é arremessado para o lado com um soco de Lehmer e Balaki é atingido por um golpe de Pentel.

" Você pode ter técnicas complicadas de se lidar mas não é mais forte do que eu numa luta corporal" Disse Pentel.

"Não importa, já atingi você tantas vezes que já deve ter perdido essa vantagem" Respondeu Balaki.

Balaki avança mas Pentel desvia no último momento e lhe acerta um soco. O agente sente dor devido aos machucados mas persiste e usa o lança-chamas contra Balaki, que se defende levantando um pilar de rochas.

"Vou te esmagar!" Gritou Balaki com ódio.

Ele se concentra e um outro pilar surge do primeiro. Dessa vez ele parecia seguir Pentel, o agente se afasta, enquanto Balaki criava mais e mais pilares surgidos destes.

"Os movimentos dele, é como se estivesse dançando" Percebeu Pentel.

Os movimentos de Balaki, fazem parte de um estilo que ele usa que a rede de mana flua com mais eficiência em seu corpo, permitindo ataques mais rápidos.

Pentel é cercado e percebe que os pilares de rocha haviam se tornado uma espécie de jaula, ele rapidamente atira um míssil criando uma abertura e sai no momento em que Balaki comprime a jaula, Pentel seria esmagado se ficasse lá.

"Tive uma idéia" Pensou Pentel.

Balaki tenta novamente segui-lo com pilares, Pentel voa até onde estava Lehmer Fleeman, o rigeliano estava conseguindo sw defende dos golpes de Fleeman com facilidade.

"Lehmer! deixe que eu finalizo ele" Chamou Pentel.

Lehmer empurra Fleeman para Pentel no momento em que a jaula é formada.

"Tolo, me prendendo aqui só facilitou para que te acerte com meus ataques de lava" Disse Fleeman preparando-se para cuspir lava.

Pentel atira seu último míssil para trás e foge da jaula, deixando Fleeman confuso. A jaula é fechada e Fleeman é esmagado.

"Peguei ele, dessa vez eu tenho certeza que peguei ele" Disse Balaki.

Ele observa sangue vazando daquele amontoado de rochas comprimidas. Enquanto isso, Pentel percebe seu comunicador chamando, eram Bic e Mountblanc mas ao atender o agente ouve apenas barulho de jatos d'agua.

"Parabéns, você conseguiu matar o seu próprio aliado" Disse Lehmer para Balaki.

"O que ?!" Respondeu Balaki confuso.

Ele percebe que Pentel ainda estava vivo.

"Ah, cara" Reclamou Balaki se desanimando.

"Tanto faz, isso é que no império chamamos de "baixas de guerra", perdas aceitáveis" Disse Balaki.

Com um pisão ele prende os pés de Lehmer no chão e forma uma jaula em volta dele,mas antes que a jaula se feche o rigeliano consegue facilmente destruir tudo com esferas elétricas. Aproveitando a distração Pentel golpeia Balaki, o soldado do império se afasta o máximo possível cria um pilar de rochas gigantesco, que chegava a ter quilômetros de altura.

"Um desses e o meu crânio é esmagado" Pensou Pentel.

"Prepare as juntas dos braços" Disse Lehmer ativando o modo heartbreaker.

Balaki com um movimento mas com que a imensa Torre caia na horizontal, semelhante a uma árvore sendo derrubada por um machado.

"Tenho que acabar com esses caras rápido, meu mana já está quase acabando" Pensou Balaki.

Lehmer e Pentel unem suas forças e conseguem segurar o pilar ao ponto não terem seus crânios quebrados. Em seguida eles começam a levantar o pilar, o que impressiona Balaki.

"Meu traje não consegue voar mais do que isso com todo esse peso" Disse Pentel ao parar de elevar a altitude.

A dupla muda a direção e começa a mirar em Balaki, que percebe e começa a correr. A torre é lançada em alta velocidade, Balaki vê que não conseguiria fugir e tenta agarrá-la, o que resulta em vários ferimentos nos braços.

"Ele não vai cair só com isso" Pensou Lehmer.

Ele prepara um poderoso projetil d'agua e atira, destruindo a torre e matando Balaki. Antes que eles pudessem para descansar Pentel avisa sobre a mensagem.

"Bic e Mountblanc tentaram chamar pelo comunicador" Avisou Pentel.

"Certo" Respondeu Lehmer.

Eles vão em direção a àfrica do sul o mais rápido possível. Ao se aproximar, eles percebem que alguém estava enfrente a os agentes.

"Deve estar preparando um ataque" Concluiu Lehmer.

Ele usa o chicote para envolver o braço de Virbal e depois puxa, fazendo a mão apontar para o próprio Virbal. O ataque é disparado antes que o mesmo percebera e sua cabeça é explodida, Virbal havia morrido.

"Mas quem ?" Pensou Mountblanc.

Era Lehmer, ele estava com Pentel e estava usando o chicote de Tenali...

Lehmer e os agentes vão até a localização de A.L.E.X e Telbol continua pensando sobre a situação.

Enquanto isso, no Brasil:

Mathurine acorda no meio da noite para ir ao banheiro, ela estava bebendo um copo d'água enquanto passava pelo no corredor mas ao perceber a porta da masmorra aberta, ela rapidamente cospe a água chocada. Ela entra e procura pelo prisioneiros mas não acha ninguém. Depois disso ela tenta procurar o comunicador para apressar a invasão mas também não encontra.

"Não, não. Tenho que fazer alguma coisa" Pensou Mathurine.

Continua ?




Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 65

more_horiz
1- Gostaria de agradecer pelos 1415 vistos aqui, obrigado pessoal, foram mais de 100 vistos desde o último cap.




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 65

Nova Delhi-India, 11:30

A.L.E.X chega até onde está Sommers e o encontra.

"Se afasta do portal, nem ouse ligá-lo" Disse A.L.E.X ameaçando ele com os mísseis.

"Acha que esses mísseis vão me machucar ?" Perguntou Sommers com deboche.

"Não são para machucar você" Respondeu A.L.E.X.

Sommers demora um pouco, mas quando percebe, A.L.E.X atira 4 mísseis no portal. Sommers concentra mana em sua mão e num piscar de olhos parte os mísseis, causando uma explosão. A.L.E.X fica impressionada.

"Ainda bem que eu consigo destruir esse portal com um soco, ele parece um mecanismo meio frágil" Disse A.L.E.X de forma expositiva.

"Realmente, precisa ter certo cuidado com ele mas eu não vou deixar você destruir o portal" Respondeu Sommers.

Ambos fecham seus punhos e avançam um contra o outro, A.L.E.X acerta o rosto de seu oponente e vice versa. Eles se afastam por um momento mas em seguida, começam a trocar golpes, devido aos seus níveis de poder próximos, sua disputa de forças era bastante parelha. Parecia que ambos poderia ficar assim por vários minutos até que um consiga vantagem.

Pouco tempo depois:

A.L.E.X vê uma brecha e utiliza seus lança-chamas que acerta Sommers e o afasta. Ela aproveita a situação para se aproximar do portal mas Sommers consegue segurar os pés dela antes que ela pudesse alcançar, ela tenta usar o seu mana para voar mas Sommers mesmo assim não a larga.

"Já sei" Pensou A.L.E.X.

Ela usa os lasers de seus dedos e atinge o portal. Sommers se desespera e joga A.L.E.X para longe.

"Está bem danificado, mas acho que eu posso consertar" Comentou Sommers sobre o portal.

"Vou acabar com você !" Disse Sommers irritado.

A.L.E.X percebe que uma aura de mana em volta de Sommers sendo liberada, ela estava sendo concentrada na mão dele e estava começando a tomar forma.

"Você vai sentir a "garra do dragão"" Disse Sommers.

A garra do dragão, era uma técnica em que é canalizada uma grande quantidade de mana na mão do usuário, a alta concentração de energia obtém a forma de uma mão de um dragão que cobre o braço do usuário. Essa técnica é usada para ataques perfurantes e para agarrar coisas.

Sommers flexiona seus joelhos, e com um grande impulso, avança contra A.L.E.X. Ela consegue desviar por pouco.

"É um belo ataque mas ele é feito em linha reta, é previsível" Comentou A.L.E.X.

Ele novamente tenta o ataque, mas A.L.E.X novamente desvia e aproveita a brecha para acertar as costas dele com seu laser, fazendo ele cair. A.L.E.X aproveita a distração para acabar de destruir o portal.

"Missão cumprida, agora é só sair daqui e ..."

Antes que A.L.E.X pudesse terminar de falar Sommers tenta atacá-la, A.L.E.X desvia por pouco e contra-ataca com um chute. Sommers se defende e contra-ataca A.L.E.X, que se irrita e acerta uma cabeçada nele.

"Acabou Sommers, seu portal foi destruído" Disse A.L.E.X.

Sommers enfurecido faz um pisão no chão, que levanta várias rochas apenas com sua força bruta, ele novamente faz a garra do dragão e A.L.E.X fica em alerta.

"Isso vai gastar um pouco de mana, mas eu vou pegar o coração dela" Planejou Sommer.

Ele avança contra A.L.E.X, que consegue desviar. Ao invés de parar no ar e desativar a técnica, Sommers pula numa pedra que estava no ar e continua tentando atacar A.L.E.X. Ela não percebe a 2º investida de Sommer e é atingida de raspão, ele conseguiu arrancar parte do traje e ferir o braço de A.L.E.X.

"Na próxima eu perfuro ela" Pensou Sommers.

Ele continua pulando de pedra em pedra enquanto tenta atacar A.L.E.X, que desvia com bastante dificuldade.

Semelhante a um jogo de queimada, em que um jogador fica encurralado entre o time oposto e os prisioneiros atrás dele tentando acertá-lo com uma bola, A.L.E.X estava encurralada e se cansando mais rápido que Sommers. Naquele ritmo ele iria atingir ela.

A.L.E.X recebe uma chamada no seu comunicador e atende.

"Eu tô meio ocupada agora, mas já consegui destruir o portal" Respondeu A.L.E.X

Ela se abaixa, e desvia por pouco de Sommers, que havia pegado o comunicador e esmagado ele logo em seguida.

"Não da para ficar assim pra sempre, mesmo quando as pedras caírem ele vai jogar elas para cima de novo. Tenho que pensar em algo" Pensou A.L.E.X desesperada.

Sommers pega impulso numa última pedra antes dela cair no chão e avança contra A.L.E.X com sua técnica.

"Agora " Pensou A.L.E.X.

Ela se move em diagonal, fazendo com que sommers acerte o ombro direito dela. Se ela tivesse apenas ido para o lado seu ombro seria perfurado.

"Errei por pouco, mas certamente você não vai conseguir lutar como antes com esse ombro ferido" Comentou Sommers.

Antes que ele pudesse fazer algo A.L.E.X começa a golpear o braço dele até quebrar.

"Droga, ela quebrou o meu braço" Pensou Sommers surpreso.

Ele tenta se afastar mas A.L.E.X segura o braço dele e começa a levantá-lo, em seguida A.L.E.X bate Sommers no chão piorando a situação do braço dele e causando uma grande dor.

"Parece que agora estamos em condições iguais" Comentou A.L.E.X sobre ambos estarem com um dos braços inutilizados.

Sommers se levanta e prepara a garra do dragão com o seu braço bom, A.L.E.X fica alerta e quando o soldado do império avança ela usa seu laser, Sommers consegue atravessar o laser de A.L.E.X com sua técnica. Isso a assusta por um momento mas ela consegue desviar por pouco da técnica de Sommers, perdendo apenas alguns fios de cabelo. Sommers para por um momento e observa o cabelo de A.L.E.X em sua mão, em seguida ele olha como ela ainda conseguia mover o braço direito.

"Não pode ser, eu lembro de ter sentido o osso dela. Deveria demorar bastante até ela poder conseguir mexer o braço de novo. Seria isso uma regeneração ?" Pensou Sommers

"O que que você é ?" Perguntou Sommers.

A.L.E.X fica confusa com a pergunta.

"Já vi os terráqueos e você não é nem um pouco parecida com eles" Comentou Sommers.

A.L.E.X olha um pouco para sim mesma e logo responde:

"Sou uma A.L.E.X" Respondeu A.L.E.X.

"Alex ?" Perguntou Sommers

"Arma Letal contra Extraterrestres X" Disse A.L.E.X

"Entendo, uma arma biológica" Comentou Sommers.

"Vamos logo acabar com isso, A.L.E.X" Disse Sommers enquanto se levantava.

"Cumpra sua missão !" Disse Sommers.

Lá no fundo, Sommers havia já aceitado sua derrota, além de ser ligeiramente mais fraco do A.L.E.X, ele estava visivelmente mais cansado, sua missão havia falhado e era só questão de tempo até os aliados de A.L.E.X chegarem. Fugir não era uma opção já que Antélon não toleraria mais um fracasso. Sommers preferiu terminar da forma mais honrosa para ele, lutando.

"Certo, assim seja" Disse A.L.E.X começando a concentrar energia.

Sommers faz pela última vez a sua técnica, garra do dragão. Quando ele começa a avançar, A.L.E.X usa seus lasers concentrados e cruza as mãos fazendo com que os lasers cortem a cabeça de Sommers. Aquela foi a 1º vez que A.L.E.X efetivamente matou um alienígena, por um lado ela se sentia triste pois realmente sentia que poderia conversa com Sommers de forma pacífica, mas por outro não sentia remorso porque ela sabia que ele não ia desistir. A.L.E.X começa a enterrar Sommers em forma de respeito.

Pouco tempo depois:

Lehmer e os outros chegam após A.L.E.X terminar de enterrar Sommers.

"Missão cumprida, pessoal" Disse A.L.E.X.

"Certo, vamos voltar para o Brasil e esperar" Disse Pentel.

"Esperar !? Antélon vai explodir o núcleo do planeta quando descobrir que a conquista falhou" Respondeu Bic.

"Devemos ir atrás da nave então" Sugeriu Mountblanc.

"Certo, então vamos destruir a nave dele" Planejou Pentel.

"Não, eu vou atrás do Antélon" Respondeu Lehmer.

"Você está falando sério ? mesmo que estivéssemos com nossos trajes da patrulha galática as chances de conseguirmos derrotar o Antélon são arriscadas. Sem contar que ainda temos que passar pela boba da corte dele" Explicou Pentel.

"Ele vai causar destruição no planeta com ou sem a nave dele, não da pra esperar os reforços chegarem. Não estou pedindo que me ajudem mas saibam que isso acaba hoje " Disse Lehmer.

"Ele pode matar você, Lehmer" Disse A.L.E.X

"hum, eu não tenho mais nada a perder. Até onde eu sei, posso ser o último da minha espécie" Disse Lehmer.

"Talvez dê certo" Disse Pentel.

"Na região do Brasil ainda deve estar de madrugada. Telbol disse que Antélon só começaria a conquista as 6:00" Explicou Pentel.

"Talvez ele ainda esteja dormindo" Concluiu Mountblanc.

"Está bem, Vou me encontrar com o outro grupo em Brasília" Disse A.L.E.X

"Vou procurar a nave de Antélon" Disse Mountblanc.

"O resto de nós vai atrás dele" Disse Pentel.

Todos começam a voar com seus trajes até seu respectivos objetivo.

"Como está o ombro, A.L.E.X ?" Perguntou Lehmer.

"Aos poucos estou melhorando" Respondeu Lehmer.

"Não precisamos ir com pressa, ainda temos mais de 1 hora" Disse Pentel.

Continua ?




Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 66

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos +1500 vistos aqui, obrigado pessoal.




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

capítulo 66

Brasília-Brasil, 3:24

Rodrigues havia sido atingido por um laser e caido no chão sem forças.

"Essa não, agora não" Disse Toffoli.

Ele e Mendes se aproximam de Rodrigues e tentam tratar o ferimento.

"O que é aquilo ?" Perguntou Rocamo apontando para uma figura que estava voando.

"É um pássaro ?" Perguntou Mendes.

"É um avião ?" Perguntou Barbieri.

"Não, é a sua destruição" Respondeu a Figura ao pousar.

Em seguida 3 outras pessoas chegam em alta velocidade e se juntam a ele.

"Magno" Disse Toffoli.

"Eles são as pessoas que você ia chamar, Toffoli ?" Perguntou Barbieri.

"Não, os que ia chamar são bem mais perigosos do que esses aí" Respondeu Toffoli.

"Quem são eles ?" Perguntou Mendes.

"Aquele homem é Berto Magno, ele também é usuário de mana" Respondeu Toffoli.

Berto Magno serviu ao exército ao lado de Toffoli, há alguns anos atrás ele virou um mercenário e se uniu a uma organização criminosa.

"Os pulmões dele estão se enchendo de sangue, vou levá-lo ao hospital" Disse Mendes sobre Rodrigues.

Ele carrega Rodrigues nos braços e tenta sair voando dali, mas de repente algo invisível gopeia Mendes, o derrubando.

"O que aconteceu ?" Perguntou Barbieri.

"Eu não sei, alguma coisa me atacou" Respondeu Mendes de forma desesperada.

A pessoa que atacou Mendes defaz a sua invisibilidade se revelando uma mulher.

Alvo: Lei Huan
Nível de poder: 9.000

"Nem pense em fugir da Wisteria" Disse Lei Huan.

"Wisteria ?" Perguntou Barbieri.

"Uma organização criminosa, do tipo que quer dominar o mundo" Explicou Toffoli.

"Caramba, me sinto como se estivesse no desenho Comandos em Ação" Pensou Barbieri sobre a situação.

Wisteria era uma organização terrorista que visava alcançar uma hegemonia e dominar o mundo. Wisteria era secretamente financiada por globalistas e era rival da Urtiga amarela.

"Vamos levar o alienígena, os dois" Disse Magno.

"Espere um momento, foram vocês que roubaram minha nave" Concluiu Rocamo.

"Achado não é roubado" Comentou Lei Huan.

"Por mais que eu queira me livrar do alienígena que está desarcodado, não vou entregá-lo para vocês" Respondeu Toffoli.

"Não vai ser tão fácil acabar com a gente agora, Toffoli. Dessa vez estou mais forte, tão forte que poderia até enfrentar aquela sua monstrinha de estimação" Disse Magno se referindo a A.L.E.X.

Toffoli olha a situação em volta enquanto analisa suas possibilidades.

Alvo: Berto Magno

Nível de poder: 12.000

Alvo: Manu Muzi

Nível de poder: 11.000

Alvo: Yuri Karloff

Nível de poder: 8.000

Alvo: Raj Odara

Nível de poder: 7.000

Rodrigues começa a cuspir sangue e perder a consciência, Toffoli vê isso e se aproxima a ele.

"Estamos perdendo ele" Disse Mendes.

"Vamos lá parceiro, não deixa a gente" Disse Toffoli.

Mendes checa o pulso dele.

"Ele morreu" Concluiu Mendes.

Toffoli respira fundo e se vira para os agentes da Wisteria.

"Vou acabar com todos vocês, começando por você, Magno !" Disse Toffoli com ódio.

"Enfim. Vamos acabar com isso" Disse Magno tirando suas cimitarras da bainha.

Toffoli avança contra ele levando a luta para longe.

"Deixamos o Magno cuidar dele sozinho ?" Perguntou Lei Huan.

"Claro, não é como se o Toffoli tivesse ficado mais forte apenas por estar ruivo" Responeu Odara.

Enquanto isso Toffoli e Magno lutavam entre as árvores cortando tudo em volta.

"Acha que só porque ficou ruivo e com uma aura laranja vai conseguir acabar comigo Toffoli" Comentou Magno.

Toffoli desfere um soco em Magno, que bloqueia no último instante.

"Droga, ele realmente está mais forte mas eu ainda estou na vantagem" Pensou Magno.

Ele agarra a mão de Toffoli e derruba.

Em paralelo a isso:

"Vamos levar logo os alienígenas, pessoal" Disse Odara.

Nesse momento Barbieri tenta acertar um chute nele mas Odara cria um campo de força em volta e se protege.

"Raio laser, invisibilidade, campo de força" Percebeu Rocamo.

"Droga eles se modificaram usando os dados dos trajes" Comentou Rocamo.

A nave de Rocamo também tinha um mecanismo para conserto dos trajes, tal mecanismo já analisou e consertou os trajes dele e do resto do esquadrão classe S também.

Rocamo se levanta com raiva e tenta atacar mas tem seu soco segurado por Muzi.

"O que foi alienígena ? parece meio ... cansado" Comentou Muzi.

Ele joga Rocamo numa árvore, derrubando-a.

"O que fazemos com os outros 2 patetas ?" Perguntou Karloff.

"Eles não tem cara de serem soldados do governo" Comentou Karloff.

"Vamos apenas matá-los e roubar os trajes" Disse Odara.

Mendes se assusta ao ouvir isso mas logo toma coragem e tenta golpear Odara com toda a sua força.

"Nem doeu" Disse Odara, que nem havia se mexido com o golpe.

"Isso vai ser fácil" Muzi começando a rir.

Rocamo aproveita a oportunidade e acerta um forte chute no queixo dele.

"Desgraçado" Disse Muzi.

"Posso não estar nas melhores condições mas não vou me render" Disse Rocamo.

Ele avança para tentar trocar golpes com Muzi, que consegue defender com certa facilidade. Enquanto isso, Odara segura o punho de Mendes e o aperta causando muita dor a ele, em seguida Odara acerta uma cabeçada em Mendes e o arremessa em Barbieri, o derrubando. Após isso Lei Huan ergue os dois no ar com facilidade.

"Essa é a parte em que acabamos com vocês" Comentou Lei Huan.

"Droga, todos eles tem Super força" pensou Barbieri.

Ela bate um no outro e os joga no chão.

"Patético" Disse Lei Huan.

Karloff pula e avança contra Rocamo, mas ao invés de atacar ele levanta os dedos. De repente uma pequena luz surge da ponta dos dedos dele, e rapidamente brilham a ponto de cegar Rocamo.

"Meus olhos !" Reclamou Rocamo.

Muzi aproveita a brecha e chuta Rocamo, o derrubando. O agente tenta se levantar mas Muzi pisa nele.

"Eu nem vejo a hora de ver os médicos abrindo você e o alienígena que está desmaiado" Disse Muzi.

"Poderia repetir, eu não ouvi direito" Respondeu Rocamo ao olhar para o lado.

"Eu disse que não vejo a hora dos médico abrirem você e o outro alienígena que está desmaiado ! " Gritou Muzi.

"Ouviu isso Kistan, ele querem abrir a gente, creio que você não gostaria nada disso" Disse Rocamo.

Muzi olha para trás e vê Kistan de pé.

"Ótimo agora é só esperar eles se destruírem" Planejou Rocamo.

Ele chuta Muzi o fazendo cair perto de Kistan.

"É só mais um alienígena moribundo para espancarmos" Comentou Muzi de forma arrogante enquanto se levanta.

Ele respira fundo, mas antes que possa fazer um sopro frio Kistan golpeia o peito dele o afastando e atrapalhando a técnica.

"Droga" Disse Karloff.

"Mesmo ferido ele é mais forte que o outro" Comentou Lei Huan.

Todos os 4 soldados da Wisteria avançam contra Kistan.

Continua ?




Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 67

more_horiz
1-Gostaria de agradecer pelos +1550 vistos, obrigado pessoal.

2- devido a um pequeno erro meu pc reiniciou e acabei perdendo quase um capítulo e meio, o Omega está desmotivado, ocupado e estressado.




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

capítulo 67

Kistan tenta enfrentar os agentes modificados da Wisteria mas nas condições atuais ele não conseguia dar conta de todos os 4 golpeando em conjunto. Com estratégia, Kistan chuta Muzi para longe, em seguida ele segura os golpes Karloff e Odara, e os arremessa para outro lado, ele estava os separando para focar em apenas um. Nesse Momento Lei Huan percebe a desvantagem e ativa sua invisibilidade, confiando em sua habilidade, ela tenta atacar Kistan pelas costas mas ele devia.

"O que ?! mas como ele desviou ?" Se Perguntou Lei Huan.

Aproveitando a oportunidade ele golpeia a barriga dela, fazendo-a tombar e desativa sua invisibilidade por um momento. Kistan levanta seu pé para pisar nela mas Lei Huan pensa rápida e desvia a tempo, em seguida ela ativa novamente sua invisibilidade e recua. Kistan sente a aproximação de Odara e desvia de um golpe dele pelas costas. O soldado do império contra ataca mas Odara consegue se defender com um campo de força, o que impressiona Kistan. Nesse momento ele é atingido por um chute de Karloff.

"Vamos agilizar essa derrota" Comentou Karloff.

Ele usa o flash de seus dedos para cegar Kistan e tenta atacar de novo mas o soldado do império desvia de seus ataques.

"Mas como ? ele está desviando de meus ataques de olhos fechados" Pensou Karloff.

Kistan revida o golpeando várias vezes, ele o termina segurando as mãos de Karloff e quebrando seus dedos fazendo-o gritar de dor. Quando Kistan estava prestes a finalizar Karloff, Muzi tenta o atacar. Kistan desvia e Lei Huan aproveita para socorrer Karloff.

"Não vou conseguir usar o flash com os dedos quebrados" Disse Karloff enquanto tentava colocar os dedos no lugar.

Enquanto isso Muzi trocava golpes com Kistan, ele estava dando tudo de si mas não aguentaria muito tempo.

"Isso é péssimo, acabar com esse alienígenas vai ser bem demorado nesse ritmo" Comentou Karloff.

"Não da pra atacá-lo sorrateiramente, nem com minha invisibilidade. É como se ele tivesse um sensor" Percebeu Lei Huan.

Karloff começa a mexer os dedos para ver se os sentia, o movimento é percebido por Kistan, que se distrai e é golpeado por Muzi, o golpe o arremessa para longe.

"Percebeu isso Karloff ?" Perguntou Lei Huan.

"Sim, o sensor dele é baseado no movimento" Respondeu Karloff.

Enquanto isso:

As armas de Toffoli e Magno se chocam, estavam disputando força.

"É melhor desistir Toffoli, é só uma questão de tempo até o reforço chegar" Disse Magno se referindo aos outros 4 agentes.

Toffoli começa a ficar em desvantagem, naquele ritmo ele acabaria sendo cortado. Toffoli pensa rápido e chuta virilha de Magno que o cair de dor.

"Miserável " Disse Magno com ódio.

Ele se debate um pouco até se levantar.

" Isso foi golpe baixo, Toffoli" Comentou Magno.

"Baixo não, imprevisível" Respondeu Toffoli.

Magno começa a flutuar.

"Uma vez divisão aérea, sempre divisão aérea" Comentou Toffoli sobre o a habilidade de voar de Magno.

Toffoli começa a voar usando o traje.

"Aquele traje" Percebeu Magno.

Ele avança contra Toffoli e desfere um soco, porém o diretor da Urtiga Amarela consegue se defender, aproveitando a oportunidade Magno chuta as costas de Toffoli. Toffoli revida e acerta um golpe em Magno, que o afasta. Magno continua na ofensiva e atira seu laser atingindo o braço de Toffoli, em seguida ele avança por cima de Toffoli e acerta outro laser em usas costas, atingindo o mecanismo de voo do traje.

"Droga, estou começando a perder altitude" Percebeu Toffoli sobre o seu equipamento de voo estar danificado.

Nesse momento Magno acerta Toffoli com um chute usando as duas pernas, que o derruba no chão. Enquanto que Magno estava se preparando para uma investida Toffoli prepara uma esfera de mana e atira no chão. Quando Magno avança contra ele o pilar de energia se forma, o agente da Wisteria desvia por pouco mas Toffoli aproveita a oportunidade para fazer um corte nele.

"Esse foi o meu último ataque de mana" Pensou Toffoli.

Magno se levanta ferido e bastante furioso.

"Acho que deu empate, Magno" Disse Toffoli cansado.

Magno se enfurece e começa a concentrar mana em suas mãos.

"Odeio esse ataque" Comentou Toffoli.

A energia nas mãos de Magno é transformada em dois discos de mana. Magno rapidamente os arremessa contra Toffoli, que desvia mas tem parte de um dos seus sabres cortado com isso. Toffoli continua alerta sobre a técnica e Magno começa a controlar os discos para que eles voltem. Toffoli começa a correr entre as árvores para se esconder enquanto Magno controlava os seus discos para cortar tudo. Após correr muito Toffoli consegue fazer com os discos atinjam o chão, se desfazendo. Aproveitando a oportunidade Magno acerta Toffoli com toda a sua força, o arremessando de volta para onde estavam os outros agentes.

"Toffoli, parece que está em desvantagem" Comentou Odara debochando de Toffoli.

Magno chega e se reúne com eles.

"O outro alienígena acordou"Avisou Muzi.

"Isso é péssimo, pelo menos pegaram o outro ?" Perguntou Magno.

"O outro ?!" Respondeu Muzi.

Durante a luta Rocamo aproveitou a oportunidade para fugir e se esconder junto de Barbieri e Mendes nas árvores próximas.

"Não podemos deixar o Toffoli alí, vão matar ele" Susurrou Barbieri a Rocamo.

"Eu sei mas nas condições em que estamos um confronto direto seria suicídio, nem o Kistan conseguiu cansar eles o bastante" Respondeu Rocamo.

"E então Toffoli como prefefere morrer, congelado, fatiado ou morto pelos laser ?" Perguntou Magno ameaçando Toffoli.

Nesse momento todos ouvem um grito, era Kistan. Ele estava voando e estava com uma grande rocha para acertar eles.

"Ele ainda está vivo" Comentou Magno concentrando seu raio laser.

"Vamos acabar com ele" Comentou Muzi.

Kistan atira a imensa pedra contra eles mas Odara consegue usar seu campo de força para proteger todos do ataque. Em seguida Kistan avança contra eles e Muzi usa seu sopro gelado o que consegue retardar o avanço e o movimentos de Kistan. Nesse momento Magno toma a frente e usa seu raio laser em potência máxima atingindo Kistan e o arremessando para longe, o que impressiona todos.

"Mas que droga" Comentou Toffoli.

Kistan cai alguns quilômetros dali, no Parque Nacional de Brasília. Ele cai perto dos dois campistas que estavam alí.

"Essa não" Disse um dos campistas.

"Esse cara tá muito ferido" Percebeu ele.

"Sim, ele está pálido" Comentou o outro campista.

"Ele está vivo mas a situação dele está muito séria. Esquece a atividade extracurricular vamos levá-lo pro hospital" Disse o 1º campista.

Ele começa a arrumar as coisas.

"Isso, obrigado estrela cadente" Agradeceu o outro campista.

Continua ?





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 68

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos +1605, obrigado.

2-como eu disse antes, perdi 1 capítulo e meio devido a um erro que reiniciou o meu pc, então metade desse capítulo e o próximo foram reescritos.




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 68

A situação estava desfavorável, o soldado do império Kistan não conseguiu vencer os agentes da Wisteria, Rocamo estava desgastado demais para lutar com eles, Toffoli foi derrotado e tanto Barbieri quanto Mendes não conseguiriam lutar contra eles sozinhos.

"Agora, que não temos mais interrupções..." Disse Magno.

Ele pula e pisa na perna de Toffoli, fraturando ela e o fazendo gritar de dor. Toffoli chega ao seu limite e desativa sua transformação.

Nesse momento Barbieri e Rocamo se revelam.

"Olha só, parece que o outro alienígena apareceu. Acham que podem nos impedir de acabar com ele ?" Perguntou Odara.

Nesse momento A.L.E.X chega ao campo de batalha.

"Essa não, é a Arma Letal" Comentou Lei Huan.

"A.L.E.X, machuca eles" Ordenou Toffoli.

A.L.E.X olha para o seu alvos com um sorriso malicioso. Inesperadamente Magno começa a rir.

"Acha que eu tenho medo de você, aberração ?" Perguntou Magno se aproximando de A.L.E.X.

"Vou te contar um segredo: Nós modificamos nossos corpos, e com isso ficamos mais fortes, além de ganharmos alguns poderes" Explicou Magno.

"Eu poderia derrotar você sozinho, mesmo nas minhas atuais condições" Disse Magno.

A.L.E.X se irrita e dá uma cabeçada em Magno.

"Desgraçada" Disse magno enquanto sangrava pelo nariz.

Ele voa e começa a disparar raios laser pelos olhos.

"Tenho que dar um jeito nesses raios" Pensou A.L.E.X enquanto desviava dos lasers.

Ela começa a voar, o que impressiona a todos, e em seguida avança contra Magno acertando uma joelhada nele.

"O problema vem dos olhos" Percebeu A.L.E.X

A.L.E.X aproveita para segurar o ombro de Magno e acertar um forte soco em seus olhos em sequência. Isso atrapalha a visão de magno e dificulta os lasers dele.

"Vou contar um segredo para vocês: não pensem que nós fomos os únicos a ficarmos mais fortes, A.L.E.X treinou bastante desde a última vez que a viram. Ela se fortaleceu e aprendeu a usar o mana" Explicou Toffoli.

Isso choca todos os agentes da Wisteria.

"Mas que droga" Comentou Karloff.

Enquanto isso A.L.E.X conseguia lidar facilmente com os golpes de Magno e o derruba no chão com um golpe. Magno tenta usar seu raio laser, mas ao forçar sua vista seus olhos começam a doer. A.L.E.X aproveita a distração de Magno para avançar contra ele mas ela sente o cheiro de alguém e consegue defender um ataque de Lei Huan.

"Boa tentativa mas eu já vi alguém com invisibilidade antes" Disse A.L.E.X de forma não intencionalmente ironica.

Ela segura a mão de Lei Huan e fura o olho dela, fazendo-a gritar de dor e desativar a invisibilidade, em seguida A.L.E.X a arremessa em cima de Odara e usa seu lasers. O agente da Wisteria consegue defender com seu campo de força.

"É difícil defender, mas eu só preciso aguentar até alguém atacar ela de guarda baixa" Planejou Odara.

A.L.E.X se concentra e começa a atirar laser com seu outro dedo, ele começa a penetrar no campo de força.

"Esse laser é diferente do outro. É um laser concentrado, altamente perfurante" Percebeu Odara.

O laser fura o campo de força e atravessa o ombro de Odara, fazendo tombar de dor.

Nesse momento A.L.E.X sente um forte sopro frio, era Muzi que estava fazendo aquilo.

"Só tenho que aguentar mais um pouco" Pensou Muzi enquanto perdia o fôlego soprando.

A.L.E.X começa aos poucos a ficar lenta e congelar mas ela consegue mover os seus dedos com bastante esforço.

"Essa não" Pensou Muzi.

A.L.E.X atira vários lasers de seus dedos contra Muzi ao ponto de quase o desmaiarem.

Karloff Aproveita a oportunidade e golpeia A.L.E.X

"Bater em retirada !" Gritou Karloff.

"Perdemos essa batalha ... para Urtiga Amarela" Disse Karloff de forma Relutante.

Todos os agentes se ajudam para fugir dali.

"Isso ainda não acabou, Toffoli. Nós voltaremos" Ameaçou Magno.

Barbieri e Costa ficam com um pouco de medo disso.

"Não se preocupem. Eles sempre falam isso" Confortou Toffoli.

"Além disso, eles não sabem os seus nomes. Para Wisteria vocês são apenas dois soldados normais da U.A" Disse Toffoli.

"Isso é bom" Disse Barbieri

"Vamos, me ajudem a levantar" Disse Toffoli.

Mendes e Barbieri o ajudam a levantar e andar.

Toffoli olha A.L.E.X parada olhando o corpo de Rodrigues.

"Sr Rodrigues está morto ?" Perguntou A.L.E.X esperançosa.

Toffoli balança a cabeça sinalizando "sim".

"Esse homem permitiu grandes avanços na ciência com seu intelecto, um funeral digno é o mínimo que ele merece" Comentou Toffoli.

A.L.E.X começa a carregar o cadáver de Rodrigues.

"Não tenham muita pressa até a Urtiga Amarela, ainda temos 1.500 Km até o Rio de Janeiro" Comentou Toffoli.

Todos começam a andar de volta para o Rio de Janeiro.

"Me diga A.L.E.X, e quanto ao resto do pessoal ? eles conseguiram destruir os portais ?" Perguntou Rocamo.

"Sim, agora eles estão atrás do Antélon" Respondeu A.L.E.X

"O que ?! isso é péssimo !" Disse Rocamo chocado.

"Isso é ruim, Antélon é uma ameaça para todo o planeta" Disse Toffoli.

"Temos que voltar o mais rápido possível para o Rio de janeiro" Comentou Mendes.

"O equipamento de voo de vocês ainda funciona ?" Perguntou Toffoli.

Todos respondem que sim.

"Certo, vamos lá" Disse Toffoli.

Barbieri carrega Toffoli e todos começam a voar até lá.

Enquanto isso:

Rio de Janeiro, Brasil- 3:40

Andando pelas matas, Lehmer, Pentel e Bic estavam indo até a casa de Barbieri.

"Espero que Mountblanc consiga achar a nave" Torceu Lehmer.

"Ele vai, Mountblanc conseguiu ver onde a nave estava escondida antes de nos desmaiarem para levar para a casa de Barbieri. O único foco que devemos ter é em Antélon" Respondeu Pentel.

"Certo, já estamos quase perto. Mais uns 5 km e chegamos na casa de Barbieri" Disse Lehmer.

Quando ele pisa no chão vê algo brilhar e acontece uma explosão, era uma das minas de Mathurine.

"Estão todos bem ?" Perguntou Pentel.

"Meu traje já era, mas a bomba não me causou muitos ferimentos" Respondeu Lehmer.

"Também não fui prejudicada pela explosão" Comentou Bic.

Nesse momento Mathurine pousa na frente deles. Ela estava com sua roupa de combate do império, em sua cintura havia uma bolsa, com objetos para explodir e em suas costas havia uma bainha com uma espada Tantõ.

Tantõ é uma espada parecida com uma katana, a diferença é que o seu tamanho é bem reduzido tendo uma lâmina que chega a 30 cm.

"Antes de ser uma boba da corte, eu era uma guerreira" Disse Mathurine.

Ela tira seu tantõ da bainha e tenta atacar Lehmer, que desvia por pouco. Ela continua pressionando Lehmer fazendo-o recuar.

"Ela não está dando brechas para eu ir para os lados, é como se quisesse que fosse nessa direção" Analisou Lehmer.

Ele percebe que Mathurine o estava levando para uma mina terrestre e começa a voar.

"Não vou cair nos seus truques de novo, Mathurine" Comentou Lehmer.

Mathurine vai atrás dele. De sua bolsa ela tira um disco que ela usa para concentrar o seu mana e fazê-lo explodir, ela arremessa o disco em Lehmer mas contra ataca com uma esfera elétrica fazendo ambos os projetéis se explodirem. Lehmer aproveita para ativer o modo heartbreaker. Nesse momento, de dentro da fumaça, sai Mathurine que tenta acertar um soco em Lehmer. O Rigeliano agarra o soco e Mathurine tenta aplicar sua técnica ilusória no entanto Lehmer havia fechado os olhos no momento certo.

"Droga, não funcionou" Pensou Mathurine desesperada.

Lehmer acerta um forte soco em seu rosto, sucedido por vários golpes nela e a arremessa para longe com um chute. Antes que pudesse se recuperar, Mathurine é chutada por Pentel e derrubada no chão.

"Dessa vez eu vou vencê-la" Disse Lehmer.

Mathurine começa analisar a situação, ela precisava de alguma distração para colocar Lehmer e Pentel e em uma ilusão. Ela decide pegar seus discos e um pouco de terra no chão. Enquanto isso Lehmer, Pentel e Bic pousam na frente dela. Mathurine se-prepara e lança os discos juntamente com a terra, lehmer e Pentel conseguem destruir os discos mas são atingidos pela terra, que suja seus rostos e atrapalha a visão deles.

"Essa não" Comentou Bic.

Mathurine aproveita a oportunidade e avança mas Bic tenta impedí-la, a agente desfere vários golpes mas mathurine desvia de todos e a manda voar com uma joelhada. No momento em que Lehmer e Pentel terminam de limpar a terra a Terra em seus rostos, Mathurine usa sua técnica ilusória neles e prendem eles numa ilusão.

Continua ?







Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com



descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 69

more_horiz
1-Gostaria de agradecer pelos quase 1670 vistos




Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 69


Mountblanc estava voando enquanto procura pela nave de Antélon.

"Eu tenho que achar isso rápido, lembra Mountblanc, lembra" Pensou Mountblanc com as mãos na cabeça enquanto se esforçava para lembrar.

Ele se lembra de ser carregado para fora de uma gruta, um dos soldados de Antélon percebe que ele havia acordado e o nocauteia de novo.

"Gruta, eu tenho que achar uma gruta" Pensou Mountblanc.

Após procurar nos arredores de Belo Dia ele acaba achando a gruta. Mountblanc entra e acha um caminho que descia cada vez mais pelo subsolo, ele anda mais um pouco até achar um espécie de porta.

"Deve ser da nave do Antélon” Comentou Mountblanc.

"Precisa de senha para entrar” Percebeu Mountblanc após ver algumas teclas ao lado da porta.

“Espero que o Antélon não tenha nenhum alarme” Torceu Mountblanc.

Ele derruba a porta com um soco e adentra a nave. Após procurar um pouco ele encontra uma sala onde está um traje da Patrulha galática.

“Espera um momento … esse é o traje do Rocamo” Percebeu Mountblanc.

Mountblanc se conecta ao traje.

“O capacete está com o Antélon, mas até da pro gasto” Comentou Mountblanc.

Ele anda pela nave e desliga todos os sistemas.

Enquanto isso:

Lehmer via apenas escuridão, e ouvia risos diabólicos.

“Aqui estamos nós, de novo” Pensou Lehmer.

“Dessa vez não vou correr por aí nesse campo minado” Planejou Lehmer.

De repente ele sente alguém encostando nele, era Pentel. Ambos estavam de costas um para o outro.

“Pentel, é você ?” Perguntou Lehmer.

“Sim, sou eu. De perto eu consigo diferenciar sua voz dos risos” Respondeu Lehmer.  

“Se ao eu estivesse com o meu capacete conseguiria sair dessa situação” Disse Pentel

Os capacetes dos agentes da patrulha galática tinham um mecanismo que liberavam pequenos choques para tirá-los de técnicas ilusórias.

“Esse é um campo minado, vamos tentar voar para sair daqui” Planejou  Pentel.

Os dois começam a levitar mas no momento em que estavam começando a pegar altitude, são atingidos e derrubados por vários discos explosivos de Mathurine. Enquanto isso Bic se levanta e começa a voar de volta ao campo de batalha.

“Gente, se afasta. A Mathurine está atrás de vocês !” Chamou Bic.

“Eles não vão te ouvir tão facilmente, e os prendi numa ilusão” Respondeu Mathurine.

“Tenho que tirar eles disso” Pensou Bic.

Ela tenta se aproximar de Pentel e Lehmer voando mas Mathurine aparece na frente dela e a derruba.

“Não pense que vou te deixar acabar com a minha vantagem” Respondeu Mathurine.

Bic tenta usar o seu lança–chamas mas mathurine desvia e lança um disco explosivo na mão de Bic, ferindo-a e danificando aquela parte do traje. Bic ajoelha de dor e Mathurine se aproxima dela com um olhar de piedade para que ela se renda. Bic se levanta e Mathurine da um chute que a arremessa numa mina terrestre.

“Isso deve ter doído” Comentou Mathurine.

Bic havia sofrido dano com a explosão da mina terrestre.

“Droga, isso doeu. Isso realmente doeu” Pensou Bic.

“E então ? vai se render agora ?” Perguntou Mathurine.

Bic olha em volta enquanto pensava nas minas terrestres e olha para Lehmer e Pentel alertas, porém  presos na ilusão.  

“Desculpa gente” Disse Bic.

“Isso vai doer mais em mim do que em vocês” Pensou Bic.

Ela acerta um poderoso soco no chão a ponto de rachá-lo e ativar várias minas terrestres para causar várias explosões alí. Ao baixar a fumaça, boa parte do terreno estava destruído, Lehmer e Pentel foram atingidos mas não sofreram muito com a explosão, por outro lado Bic estava com vários ferimentos, ao ponto de tombar quase sem forças do chão.

“Bic !” Chamou Pentel ao vê-la naquele estado .

“Estou bem, só preciso descansar” Respondeu Bic.

“Pelo menos saímos da ilusão dela” Disse Lehmer desativando o modo heartbreaker para pegar um pouco de fôlego.

“Não vejo sinal de Mathurine” Disse Pentel enquanto olhava em volta.

“Deveríamos ter matado o Antélon quando a A.L.E.X nos tirou daquela masmorra” Comentou Lehmer.

Nesse momento Mathurine sai dos escombros, ela havia sido soterrada por várias pedras.

“Espero que o chefe não tenha ouvido isso” Pensou Mathurine.

Lehmer e Pentel se aproximam mas Mathurine não se intimida e fica de pé.

“Está mesma disposta a lutar pelo império ao ponto de dar a sua vida igual aos outros ?” Perguntou Bic.

“Eu não faço isso tudo pelo império, eu luto por alguém especial” Respondeu Mathurine.

Lehmer e Pentel se preparam para o ataque mas nesse momento todos ouvem alguém chamando Mathurine.

“Mathurine !” Disse a voz.

Era a voz de Antélon.

A figura se aproxima, revelando ser Mountblanc. Ele estava usando o modificador de voz do traje de Rocamo, nesse momento Lehmer solta um pequeno sorriso.

“Sua incompetente” Disse Mountblanc imitando a voz de Antélon.

“Chefe, eu... eu posso explicar” Disse Mathurine.

Mathurine tenta virar para trás.

“Não, não faça isso, nem ouse olhar na minha cara. Você não merece que eu olhe para você. Apenas fique parada e veja eu lidar com esses idiotas” Disse Mountblanc.

Ele se aproxima com a lâmina do seu traje ativada, no momento em que ele vai atacar Mathurine ela olha para o lado e reage, amputando o antebraço de Mountblanc com sua tantõ. A parte cortada do braço de Mountblanc voa e acaba explodindo numa mina terrestre. Todos ficam chocados com isso e Mountblanc grita de dor. No momento em que Mathurine se prepara para fazer outro ataque Lehmer avança com o modo heartbreaker ativado e a leva para longe.

"Isso dói, isso dói muito" Gritou Montblanc de dor.

Pentel e Bic vão socorre-lo.

"Eu ainda sinto ele !" Gritou Mounblanc.

"Você está tendo dor fantasma, é normal quando ocorre uma amputação" Disse Pentel.

Ele tira parte de sua roupa e começa a amarrar o braço de Mounblanc.

"Isso não vai ser o bastante, precisamos de um médico" Comentou Bic.

Nesse momento Pentel tem uma ideia.

"Bic, leva para o hospital da cidade" Ordenou.

"Um hospital daqui !?" Disse Bic surpresa.

"Nossa anatomia e bastante parecida com a dos humanos, talvez eles consigam resolver" Explicou Pentel.

"Não se preocupem comigo, vou ajudar o Lehmer" Disse Pentel.

Bic ajuda Mounblanc e ambos partem o mais rápido possível para o hospital de Belo Dia.

Enquanto isso:

Lehmer continuava levando Mathurine até que ela bate nas costas dele fazendo-o cair. Mathurine tenta atacar Lehmer com sua Tantõ mas ele consegue criar uma esfera elétrica e se defende. Em seguida Lehmer pressiona o chão e cria uma pequena explosão d’água onde estava Mathurine, a arremessando para o alto.


Continua ?





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyRe: O Refugiado 3 [Tópico definitivo]

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos +1725 vistos, obrigado pessoal.





Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 70

Minas Gerais, Brasil 4:00

Aberth acorda de dentro da nave e vê Maya lendo um mapa que eles pegaram na aldeia indígena abandonada.

“Você está perdida, não está ?” Perguntou Aberth.

“Não, eu tenho tudo sobre controle. Já sai com essa nave para muitos lugares nesse planeta, não deve ser tão difícil achar esse “Rio de Janeiro” " Respondeu Maya.

“Deixa eu ver o mapa” Disse Aberth.

Maya entrega o mapa para ele.    

“Esse mapa cobre só o estado do Amazonas” Percebeu Aberth.

“Ninguém merece, agora vamos ter que perguntar a alguém” Comentou Maya.

“E então Aberth, tem certeza que pode derrotar o Antélon agora ?” Perguntou Maya.

“Eu tenho que tentar. Já passou mais de 1 mês que o Antélon chegou e ele pode ter arrasado toda  a cidade de Belo dia nesse meio tempo, por isso temos  que chegar lá o mais rápido possível” Explicou Aberth.
 
“Certo, só espero que consiga fazer o que fez mais cedo” Disse Maya.

Enquanto isso:

Um caminhão passava pela estrada, era Navalha que estava dirigindo, ele estava acompanhado com um parceiro de quadrilha e o motorista de refém, estava ocorrendo um  roubo de carga.

“Com o tanto de fertilizante que conseguimos vamos plantar um campo inteiro” Comentou o parceiro de Navalha.

“Enfim os negócios estão voltando a melhorar” Respondeu navalha começando a rir.

Nesse momento a nave de Maya aparece e bate na parte de trás do caminhão, destruindo-a e espalhando toda a carga. O caminhão inteiro treme e navalha perde o controle, ao ponto de sair do veículo e rolar morro a baixo até bater de cara com uma árvore, a batida o faz perde alguns dentes e cair sonso no chão.

“Droga, tá cheio de terra na frente da nave” Comentou Maya com raiva.

“Acho que batemos em algo” Disse Aberth.    

“Está bem, tente ver o que é enquanto eu paro para limpar isso aqui” Respondeu Maya.

Aberth vai até o caminhão e encontra o parceiro de crime de Navalha desmaiado pela batida  juntamente com o motorista amarrado, ele entra em pânico ao ver Aberth mas o rigeliano o desamarra mesmo assim.

“Sabe para onde fica a cidade de Belo dia ? “ Perguntou Aberth.

O motorista com medo aponta para o sul e Aberth agradece. Nesse momento o parceiro de navalha acorda e atira em Aberth mas ele pega a bala e joga de volta, causando muita dor ao ladrão de carga. o motorista aproveita a chance e sai correndo. Após Aberth ir, o  parceiro de  navalha até ele e o encontra no chão desanimado.

“Patrão, você não vai acreditar …“

“Deixa eu adivinhar, uma criança verde de olhos amarelos ?” Presumiu Navalha.

“Sim” Respondeu  o parceiro de Navalha.

Quando navalha vira a cabeça ele vê algo no meio das raízes da árvore.

“Espera, tem uma sacola de dinheiro aqui” Percebei Navalha.

“Encontrar algo de grande valor nas raízes de uma árvore, que conveniente. Esse é tipo de coisa que muda a vida de alguém” Comentou Navalha.

Ele tenta sorrir, mas ao fazer isso mais de seus dentes caem.

Enquanto isso:

Mathurine havia sido arremessada para cima com o ataque de Lehmer, ela se recompõe e começa a voar até ele, Lehmer lança mais esferas elétricas mas Mathurine desvia de algumas e contra-ataca outras com seus discos. Mathurine pousa e avança contra Lehmer em alta velocidade, o rigeliano consegue agarrar o golpe dela e a arremessa para longe mas Mathurine consegue aterrisar numa árvore e pegar impulso para avançar contra Lehmer novamente, dessa vez ela o ataca com sua tantõ. Lehmer pensa rápido e saca o chicote que ele pegou de Tenali, no momento oportuno ele consegue enrolar a mão de Mathurine no chicote, confundindo-a.

“Esse é o chicote de Tenali ?” Pensou Mathurine.    

Lehmer começa  a girar em alta velocidade, o que leva Mathurine e a arrasta no chão. Ela passava em cima das últimas minas terrestres, recebendo todo o dano das explosões. Em seguida Lehmer puxa o chicote com toda a sua força e bate com Mathurine no chão. Ele desativa o modo heartbreaker e Pentel chega aonde ele está.

Enquanto isso, Na Urtiga Amarela:      

A.L.E.X, Barbieri, Mendes, Rocamo e Toffoli chegam na base, A.L.E.X coloca o corpo de Rodrigues em cima de uma maca enquanto Toffoli esfera num sofá até o médico chegar.

“Vocês vão realmente continuar nas condições em que estão ? ” Perguntou Toffoli.

“Temos que tentar, essa pode ser a melhor chance que temos de acabar com o Antélon” Respondeu Barbieri.

Os 4 saem dali e Toffoli pega um telefone que estava na sala.

“Espero que vocês consigam segurar o Antélon, pelo menos até “eles” chegarem” Pensou Toffoli enquanto fazia uma ligação.

Quando todos chegam da floresta perto da casa de Barbieri, eles encontram Lehmer e Pentel. Lehmer havia acabado de arremessar Mathurine no chão.

“É bom ver que conseguiram “ Disse Lehmer.

“E então, conseguiram matar o Antélon ?” Perguntou Barbieri.    

“Ainda não, mas estou quase derrotando a boba da corte dele ” Respondeu Lehmer.

Enquanto eles conversavam, Telbol estava vendo tudo escondido de longe.

“Será que eles realmente vão conseguir ?” Se Perguntou Telbol.

Nesse momento todos começam a ouvir passos.

“Esse nível de poder, é ele” Pensou Mathurine enquanto media o nível da pessoa que se aproximava.

A pessoa se revela o príncipe Antélon, ele estava com um semblante frio e decepcionado.

“Chefe, eu posso explicar. Deixe-me cuidar deles” Disse Mathurine.

Antélon continuava andando.

“Chefe…alteza ?” Chamou Mathurine.

Antélon continuava caminhando ao ponto de pisar em Mathurine, até que ele para à frente dela e suspira.

“Está bem, Mathurine. Explique” Disse Antélon.

“Quando eu acordei, os prisioneiros  não estavam na masmorra e também não havia sinal do Telbol” Explicou Mathurine.

“Parabéns Mathurine, você acaba de ser testemunha de como um único elo fraco pode acabar com um plano promissor. Fatiei os móveis da casa e mesmo assim não me acalmei” Respondeu Antélon decepcionado.

“Saibam que eu vou matar todos vocês por isso, e não vai ser nada rápido” Disse Antélon furioso à Lehmer, Pentel, Rocamo, A.L.E.X, Babieri e Mendes.

“Saiba você, Antélon que nós não vamos cair tão fácil assim. Já sabemos os seus truques” Respondeu Lehmer.

“E acha que me pode me vencer ?” Perguntou Antélon provocando Lehmer.

O Rigeliano não responde.

Antélon começa a olhar em volta, para marcar os seus alvos. Rocamo faz um sinal para que Barbieri e Mendes se afastem e eles começam a lentamente se afastar.

“Já sei como atacar” Pensou Antélon.

Ele avança contra Rocamo.


Continua ?





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 71

more_horiz
1-gostaria de agradecer pelos +1780 vistos, obrigado.

2-estava planejando soltar esse capítulo ontem, mas tive alguns problemas com o navegador aqui.





Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 71

Antélon havia avançado contra Rocamo, paracia que ele ia perfurá-lo com seu nukite. No entanto, ele rapidamente para e vira para o lado, conseguindo defender um golpe de Lehmer, que já estava com o modo heartbreaker ativo.

“ Já esperava que você ia intervir” Disse Antélon.

Lehmer desfere um chute mas ele desvia.

“É tudo o que tem ? o seu pai me deu bem mais trabalho” Disse Antélon provocando Lehmer.

Lehmer se enfurece e atira várias esferas elétricas contra Antélon  mas ele consegue cortá-las facilmente. Enquanto Antélon cortava as esferas elétricas, Lehmer pega distância e começa a preparar seu projétil d’agua. Ele o lança mas Antélon consegue ver e desfere um poderoso corte, que parte a técnica ao meio e consegue atingir Lehmer superficialmente.
“Você tem sorte, a sua técnica absorveu boa parte do dano” Comentou Antélon.

“Se for só isso que você tem receio estar decepcionado, só precisei usar 70% do meu poder” Disse Antélon.

Lehmer parte para cima de Antélon tentando atacar, mas Antélon consegue facilmente lidar seus golpes. Rocamo, Pentel e A.L.E.X não suportam ficar parados e decidem agir, agora os 4 estavam atacando Antélon com tudo o que tinham.

“Eles estão conseguindo, eles estão trocando golpes com Antélon” Percebeu Mendes.
 
“Não, Antélon está brincando com eles” Respondeu Barbieri.

“Isso vai ser difícil de ver” Pensou Mathurine sobre o massacre que antélon planeja.

Antélon percebe uma falha e arremessa A.L.E.X para longe com uma cotovelada, em seguida ele agarra os braços de Pentel e Lehmer e os arremessa para longe, sobrando apenas Rocamo que tem o seu soco segurado por Antélon.

“O que foi ? não vai me dizer que cansou ?” Disse Antélon de forma debochada.

Rocamo estava ofegante e bastante cansado das lutas anteriores, ele não tinha muito o que  fazer aqui. Nesse momento Antélon o desmaia com uma cabeçada, quando ele estava prestes a finalizá-lo A.L.E.X o acerta com lasers, isso distrai Antélon e Lehmer aproveita para levar Rocamo para longe.

“Leve-o para a casa de Barbieri” Disse Lehmer entregando Rocamo a Mendes.

Ele parte para a casa de Barbieri o mais rápido possível.

A.L.E.X continua a usar seus lasers contra Antélon, No entanto ele consegue se defender com as mãos nuas, sentindo pouco dor. Ao virar para o lado Antélon vê Barbieri com seu lança-chamas, ele consegue se defender dos ataques com um corte. Barbieri vê isso e pula para o lado, por muito pouco ele não é atingido pelo corte.

“Antélon !” Gritou Pentel prestes a usar o seu lança-chamas.

“Acha que uma chama desse nível pode me parar ?” Perguntou Antélon.

Ele contra-ataca com um bola de fogo que engole as chamas de Pentel.

“Agora, Lehmer !” Gritou pentel enquanto saia do caminho da bola de fogo.  

Surpreendentemente, para Antélon, Lehmer estava atrás de Pentel, preparando seu projétil d’água com muito mana acumulado. O projétil é disparado e consegue se sobressair contra a bola de fogo de Antélon chegando a atingí-lo em cheio.

“Isso, consegui causar dano nele” Pensou Lehmer.

Antes que Antélon pudesse se recompor, A.L.E.X o chuta para o alto e atira vários lasers, Pentel a ajuda com o lança-chamas.

“Droga, sinto como ele nem estivesse lutando a sério” Percebeu Barbieri.

Antes que a fumaça se dissipe uma bola de fogo é atirada e atinge Pentel nos braços quebrando o equipamento responsável pelo lança-chamas.

“Vocês sujaram a minha roupa. Acabou a hora de brincar “ Disse Antélon ao pousar.

Ele rapidamente desfere 3 cortes, todos direcionados a Pentel. Um deles atinge seu tórax em horizontal, outro atinge o seu olho em tórax em vertical e o último igualmente atinge o tórax em horizontal. Pentel cai no chão de dor enquanto sangrava.  

“Meu olho !” Gritou Pentel de dor.

Antélon tenta se aproximar dele mas A.L.E.X atira mais lasers, que de nada adiantam. Antélon se enfurece e se move em alta velocidade.

“Ele desapareceu ?!” Pensou A.L.E.X ao perder Antélon de vista.

Antélon aparece do lado dela e corta os dedos da mão esquerda de A.L.E.X, sobrando apenas o polegar. Em seguida ele faz um corte no abdome de A.L.E.X com sua perna, o que impressiona Barbieri.

“Como ele consegue fazer isso ?” Perguntou Barbeiri.

“O Príncipe Antélon consegue concentrar poder de corte em todas as extremidades do corpo” Respondeu Mathurine.

A resposta dela assuta Barbieri.

Lehmer avança com ódio contra Antélon pelas costas mas ele consegue reagir e pegar o rigeliano pela boca.

“Essa floresta destruída está me deprimindo. Já que você quer acabar com tudo, que seja num local mais aberto” Comentou Antélon enquanto levantava Lehmer.

“Mathurine, leve esses 3 patetas para o mesmo lugar que nós vamos. Ninguém mais vai fugir dessa vez” Ordenou Antélon.  

Antélon começa a voar e leva Lehmer para longe.

“Onde eles foram ?” Se perguntou Barbieri em dúvida.

Mathurine começa a andar, o que assusta Barbeiri. Ela havia sofrido danos em sua luta mas ainda estava em condições de lutar.

“Onde vocês estão ?” Se perguntou Mathurine.

Ela começa a rastrear a assinatura de mana de Antélon e consegue uma medição de aproximadamente 170.000.    

“Achei você, Antélon” Pensou Mathurine.

Nesse momento Barbieri levanta o seu braço para usar o lança-chamas mas antes que ele possa fazer algo Mathurine desfere vários socos e destrói o traje dele, em seguida ela o levanta. Barbieri tenta resistir em vão.

Ela carrega Pentel, A.L.E.X e Barbieri voa até estava Antélon e Lehmer.

“Droga, droga, droga. Se eu ajudar esses caras o Antélon vai me matar, mas eu não quero que o Antélon conquiste esse lugar. pensa Telbol, pensa” Pensou Telbol.

“Vou fazer algo sem que descubram que fui eu” Planejou Telbol.

Ele segue Mathurine.

Enquanto isso:

Antélon leva Lehmer até uma planíce próxima e o joga no chão.

“Da pra ver a sua preciosa Belo Dia daqui. Um lugar perfeito para bombardear depois que eu conquistar o planeta” Ameaçou Antélon.

Lehmer não se intimida e continua pronto para o combate.


Continua ?  






Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 72

more_horiz
1- Gostaria de agradecer pelos +1840 vistos, obrigado.





Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.



O Refugiado

Capítulo 72

Lehmer coloca suas mãos no chão para causar uma explosão d’água embaixo de Antélon. No momento em que ele percebe algo abaixo dele, Antélon concentra mana em seu pés e com um pisão cria uma grande explosão debaixo da terra, semelhante ao fraturamento hidráulico. Isso anula a técnica de Lehmer e o impressiona.

“E você ainda achou que conhecia todos os meus truques”  Disse Antélon.

Ele acerta uma joelhada no rosto de Lehmer, em seguida ele concentra mana em seu pés e com mais um pisão cria outra explosão dentro do chão. Dessa vez a explosão sobe para a superfície atingindo as costas de Lehmer e o arremessando para cima. Quando Lehmer estava caindo prestes a alcançar o chão,  Antélon o golpeia com um forte soco. Nesse Momento, Mathurine chega e joga A.L.E.X, Pentel e Barbieri no chão.  

“Enfim você chegou, Mathurine” Comentou Antélon.

Antélon chuta Lehmer caído, fazendo-o desativar o modo heartbreaker e cuspir sangue.

“Hora de dar um fim nisso” Disse Antélon.

“Droga. Ele vai matar o Lehmer, e eu não posso fazer nada “ Pensou Barbieri impotente.

Ele olha para Pentel e A.L.E.X, ambos estavam sentindo bastante dores por causa dos cortes e dificilmente conseguiriam fazer algo contra o Antélon.

Antélon levanta o seu braço, e no momento em que vai cortar Lehmer um escudo de ácido surge. Antélon atinge o escudo e entra em pânico.

“Que merda !” Pensou Antélon pelo susto.

Ele rapidamente tira a parte da luva que atingiu o escudo. Mathurine começa a procurar e acha a assinatura de Telbol.

“Apareça, seu retartado ! não preciso de rastreador para saber o que está aqui” Disse Antélon irritado.

“Como sabia que era eu ?” Gritou Telbol de longe.

“Você é o único que trouxemos com poderes de manipulação de ácido e você não foi morto por eles” Respondeu Mathurine.  

“Tá bom, ta bom” Disse Telbol  se aproximando.
 
“Eu sei que isso não vai soar bem … mas será que não podemos simplesmente deixar essa  conquista para lá ?” Perguntou Telbol.

“O que ?! ” Respondeu Mathurine confusa e surpresa.

“A sociedade dos terráqueos é bastante funcional, não tem motivos para o império intervir, e além disso …”

Enquanto Telbol falava Antélon apenas o encarava com ódio.

“Bastante funcional, não foi o que eu vi na internet” Pensou Mathurine.

“Cala boca, cala boca, a cada segundo que ele passa respirando só me dá mais raiva” Pensou Antélon.

Ele estava vibrando o seu braço, esperando para fatiar Telbol com um golpe.
“E também o imperador Antélon recomendou não invadirmos esse planeta, o imperador é muito inteligente, não que você não seja, alteza. Vai ver tem algo aqui nesse planeta que faz ele não ser bom de se conquistar, tipo um gás venenoso e tal” Disse Telbol.

Abruptamente Lehmer, com o modo heartbreaker ativado acerta um soco em Antélon o fazendo errar o grande corte que ele ia acertar em Telbol, impressionando a todos. Lehmer com suas últimas forças desfere várias esferas elétricas contra Antélon, até que o seu mana acabar. Ao baixar a fumaça Lehmer vê Antélon com pouquíssimo dano, ele havia cortado boa parte das esferas.

“Isso não foi o suficiente” Pensou Lehmer nervoso.

O rigeliano desativa o modo heartbreaker e cai de joelhos incrédulo. Será que tudo o que ele passou seria em vão ?

“ Você é obstinado mesmo hein ?” Disse Antélon.

O príncipe do império derruba Lehmer com um chute que faz um corte no rosto de Lehmer.

“Enfim…”

Nesse momento Antélon é atingido por um lança-chamas, era Mendes que havia disparado.

“Ah, dá licença !” Disse Antélon frustado pela interrupção.

Antélon faz alguns cortes fatiando o traje de Mendes e o deixando sem graça, Mathurine se aproxima dele e o derruba com um tapa.

“Chefe, olha só isso” Apontou Mathurine para cima.

Eles olham e percebem uma nave voando acima deles, alguém estava tentando pousar alí .

“Eu adoraria ver o que tem na nave, mas já cansei de enrolar”  Disse Antélon fazendo o seu nukite.

Ele rapidamente vira para trás e crava a sua mão no chão, o príncipe fica confuso pois é Lehmer quem devia ser perfurado, mas ao olhar para o lado ele vê Aberth com Lehmer nos braços.

“Aberth ? Aberth me desculpe, eu tentei e não consegui derrotar o Antélon” Se Lamentou Lehmer enquanto abraçava o seu irmão.

Aberth coloca Lehmer.

“Não se lamente, vocês fizeram o máximo que podiam “ Respondeu Aberth.

Aberth olha em volta e percebe A.L.E.X, Pentel, Barbieri e Mendes. Todos estavam felizes dele estar vivo.

“Não se preocupem, eu mesmo vou derrotar o Antélon” Disse Aberth.

“Você ?! mas como vai fazer isso ?” Perguntou Lehmer.

Nesse momento o Aberth eleva sua aura de mana e concentra, de cada célula de seu corpo.

Enquanto isso na base da Urtiga Amarela:

Conceptivo sai da base com algo nas mãos, ele as abre revelando uma borboleta.

“Voa lagartinha, agora você tem assas” Disse Conceptivo.

A borboleta começa a voar.




De volta a Aberth, ele havia se transformado. Sua pele fica bastante oleosa além de adquirir um tom de verde mais pálido. Isso impressiona a todos, inclusive Antélon, que solta um assobio de curiosidade.

“É hora de acabar com isso, Antélon” Disse Aberth.

Ele vira a cabeça e olha para trás revelando que seus olhos também haviam ficado vermelhos.

O Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 Imagem_40

Continua ?


Sim, eu fiz mais um desenho. Dessa referente a esse último trecho do capítulo. Acabei trazendo o design do Lehmer com isso também.





Artes dos fãs

Infelizmente não recebi nenhuma arte dos fãs dessa vez, mas caso queiram me enviar, enviem pelo discord do fórum ou pelo e-mail Omega38867950@gmail.com

descriptionO Refugiado 3 [Tópico definitivo] - Página 2 EmptyO Refugiado-capítulo 73

more_horiz
1-Gostaria de agradecer pelos quase 1890 vistos aqui.

2-esqueci de mencionar semana passada, mas conseguimos passar dos 3000 vistos em O Refugiado 2, Obrigado.





Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 73

“Um rigeliano evoluído, nada mal garoto” Elogiou Antélon.

“Sabe, no império estamos bastante interessados nesse tipo de habilidade. Se vir conosco e cooperar podemos nos dar muito bem” Propôs Antélon.

“ Eu não vou com você, Antélon. Eu vou acabar com você” Respondeu Aberth.

“Espero que você ganhe, Aberth !” Torceu Maya.

Todos ouvem e olham para Maya, que rapidamente se esconde atrás da nave.

“Uma rigeliana ?! “ Comentou Lehmer surpreso.

“Aquela é a Maya, ela também caiu na Terra e me resgatou “ Explicou Aberth.

“Outra rigelian populus, isso vai ser problemático à longo prazo” Pensou Antélon.      

“Está bem, Aberth. Já que assim, vou ter que levar você à força” Disse Antélon.

O príncipe faz uma investida contra Aberth, mas o rigeliano consegue agarrar o soco com tranquilidade.

“Devo ter me segurado demais nesse golpe” Comentou Antélon sorrindo.

Ele desfere um chute mas Aberth o bloqueia. Logo ele começa a desferir vários golpes,liberando mais de seu poder enquanto que o rigeliano continuava os defendendo e também se fortalecendo.

“160.000 … 180.000 … 200.000” Analisou Mathurine enquanto lia o Leitor.

Aberth solta um leve sorriso enquanto prepara os seus dedos

“220.000 e não para de aumentar”  Pensou mathurine.

“Chefe, o nível dele já supera as 220.000 unidades !” gritou Mathurine.

“Ele superou o Kerner” Pensou Lehmer.

Antélon se assusta com isso e Aberth aproveita para acertar um golpe que fura o olho de Antélon com seu dedo. Tudo o que os presentes ouviam era o grito de dor de Antélon.

“Moleque desgraçado !” Disse Antélon Com raiva.

O príncipe libera todo o seu poder e desfere um chute mas Aberth desvia se abaixando. Antélon tenta acertar vários socos mas Aberth consegue desviar de todos até obter uma brecha para agarrar as mãos de Antélon. Logo ambos disputam forças, ao ponto de rachar o chão. Em pouco tempo Aberth consegue a vantagem e começa a empurrar Antélon.

“Não acredito. eu, o príncipe do império Antélon sendo superado por uma criança ?” Pensou Antélon incrédulo.

O príncipe rapidamente gira e arremessa Aberth para cima, em sequência ele faz um poderoso corte. Aberth desvia do corte por pouco mas acaba olhando para o lado preocupado caso o corte atinja a cidade, por sorte o golpe se desfez antes. Antélon percebe a preocupação de Aberth.

“Preocupado com a cidade” Pensou Antélon.

Ele concentra mana nos seus pés e aplica um poderoso chute em Aberth que cria uma explosão que arremessa o rigeliano para a cidade de belo dia.

“Por que ele mandou o Aberth para o centro de Belo Dia ?” Perguntou Mendes.

“Essa não” Disse Lehmer percebendo o motivo.

Ele começa a correr até lá.

“Eu também vou” Disse Barbieri.

No momento em que ele vai, A.L,E.X segura o braço dele.

“Não podemos fazer nada do jeito que estamos, Barbieri” Disse Mendes.

Barbieri para um pouco para pensar e concorda.

“Confiamos em você, carinha” Disse Barbieri torcendo para Aberth.

Enquanto isso, em Belo dia:

Um trabalhador, que havia acordado cedo, tinha saindo de casa e estava caminhando até o ponto de ônibus. Ele para no ponto, sozinho, até que de repente dois vultos em alta velocidade passam por ele.

“Cara, a falta de sono tá acabando comigo” Pensou Ele ao ver isso.

“Ou eu só perdi o ônibus mesmo” Completou o trabalhador.

Aberth estava trocando golpes com Antélon, o impacto de seus golpes estavam ficando tão forte que a onda de choque começava a quebrar as janelas próximas, o que preocupa Aberth.

“O que foi, Aberth ? está com medo que eu destrua a sua preciosa cidade com um simples golpe ?” Perguntou Antélon provocando Aberth.

O príncipe observa uma falha e chuta Aberth, o arremessando para longe. O rigeliano pensa rápido e segura num poste para pegar impulso e revidar com um chute no rosto de Antélon, um chute tão forte que é capaz de tirar sangue dele e fazê-lo a atravessar um prédio. Antélon se levanta e limpa o seu sangue enfurecido, ele cruza os braços em forma de X e começa a concentrar o mana, em seguida ele avança e destrói o prédio a qual havia acabado de atravessar, isso surpreende Aberth e o rigeliano é atingido. Lehmer que estava próximo dali vê isso intervém.

“Droga, Antélon” Pensou Lehmer.

Enquanto o prédio caia ele vê 4 pessoas, que nem tinham tempo de processar tudo o que havia ocorrido. Lehmer pula de pedra em pedra e as salva com sua velocidade, em seguida ele pousa e os solta.

“Estão todos bem ?” Perguntou Lehmer enquanto colocava eles no chão.

“O que foi isso ? algo simplesmente atropelou o prédio” Perguntou um dos zeladores.

“Isso… foi um terremoto, um bem localizado” Respondeu Lehmer mentindo.

“Tinha mais alguém no prédio ?” Perguntou Lehmer.

“Tinha mais uns 3 seguranças, além de mim” Respondeu um segurança.

“Não consegui vê-los” Se lamentou Lehmer.

“E você ? como conseguiu nos salvar tão rápido assim ?” Perguntou o segurança.

“Sou um super bombeiro” Respondeu Lehmer antes de partir.

Em paralelo a isso Antélon conseguiu atingir Aberth com sua técnica, ele consegue levar o rigeliano para longe até  atravessar a parede do estacionamento de um outro prédio e criar uma cratera no chão.

“Dessa vez você sentiu, não é rigeliano ?” Perguntou Antélon após ver que Aberth havia levado dano com essa técnica.

Continua ?





Artes dos fãs

Voltando para apresentar mais uma fanart de O Refugiado enviada para mim, gostaria de agradecer ao artista (@Ben Ikneg) por isso:

Releitura da personagem A.L.E.X , Por Ben Ikneg :


Caso queiram me enviar suas artes relacionadas a obra podem enviar para o email Omega38867950@gmail.com ou então no discord do fórum.
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos