Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás! Entrar

O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

+3
Yourn_Nigthmare
Gaius
Comando Omega
7 participantes

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyO Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Link da primeira saga dessa obra : https://www.forumnsanimes.com/t85631-o-refugiado-topico-definitivo?highlight=refugiado


Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.

O Refugiado

Capítulo 19

Algumas semanas haviam se passado desde o confronto contra Toffoli,nesse meio tempo Aberth aprendeu sobre a vida na Terra,até mesmo se adaptando a alguns costumes como dormir em camas com espaço aberto ao invés de buracos aconchegantes mas ainda tinnha dificuldade de entender algumas expressões.

Era uma tarde de sol,Aberth estava fora de casa emcima de uma árvore ocioso até Barbieri chegar.

"Você já esta aí há 1 hora Aberth,não acha que melhor arranjar alguma coisa pra fazer ?" Perguntou Barbieri.

"Tipo o que ? não vou conseguir treinar direito na academia sem revelar todo meu poder,eu não sei onde o Toffoli mora e a A.L.E.X deve estar andando pelo país" Respondeu Aberth.

"Não precisa treinar necessáriamente,quem sabe algum esporte como basquete ?" Perguntou Barbieri.

"Não,obrigado prefiro ficar aqui olhando pro sol" Disse Aberth.

Barbieri ouve o caminhão da correio entregando um pacote na sua porta,ele vai ver o que é,ele abre a caixa era exatamente o que ele pensava.

"Ei Aberth! e que tal astronomia ?" Gritou Barbieri de longe.

Aberth demonstra curiosidade e vai até Barbieri,ele estava com um telescópio montado na sala.

"O que é isso ?" Perguntou Aberth.

"Isso é um telescópio,usamos esse instrumento de para observar os planetas e estrelas que estão longes" Explicou Barbieri.

"Vocês tem algo assim no planeta de vocês ?" Perguntou Barbieri.

"Não,nossos aparelhos para observar longas distâncias são menores" Respondeu Aberth.

"Como é que você conseguiu isso Barbieri ?" Perguntou Aberth.

"O Centro de Pesquisa Biológica comprou alguns microscópios na promoção e o telescópio veio junto,como eu ganhei o último campeonato de canastra acabaram me dando como prêmio" Disse Barbieri.

Eles vão até o terraço com o telescópio e Barbieri explica a Aberth como usá-lo .

Horas depois:

Ja estava de noite,Barbieri estava jantando enquanto vê televisão até que é interrompido por Aberth.

"Barbieri olha só" Disse Aberth.

Ele mostra um desenho que fez de alguns objeto que viu na orbita da Terra.

"Até que você desenha bem Aberth" Elogia Barbieri.

Ele observa todos os satélites naturais,artificiais e as chamadas "miniluas" que Aberth havia percebido na orbita.

"Miniluas" é o termo dado a pequenos asteroides que acabam atraídos pela orbita terrestre e ficam orbitando o planeta por alguns meses.

Barbieri acaba percebendo no desenho um objeto voador não identificado,mais conhecido como OVNI.

"Aberth,por que tem uma nave alienígena perto do nosso planeta ?" Perguntou Barbieri.

"Como assim ? esse não é mais um de seus satélites e antenas lançados no espaço ?" Perguntou Aberth.

"Não,definitivamente não" Disse Barbieri.

Eles vão até o terraço para que Barbieri possa ver essa nave com mais clareza.

"Caramba,essa nave ainda tá lá" Disse Barbieri observando pelo telescópio.

" Quem será que é ?" Perguntou Aberth.

" Eu não sei mas acho que...pera aí a nave está se movendo" Descreveu Barbieri.

A nave,que estava ha pouco tempo observando a Terra começa a se mover,ela entra na atmosfera do planeta.

"Droga,a nave entrou na atmosfera,vai pousar no planeta" Disse Barbieri.

"Barbieir temos que ir atrás dessa nave" Disse Aberth.

"O quê !?" Disse Barbieri.

"Barbieri,talvez seja meu pai e meu irmão que estão nessa nave" Disse Aberth

"Aberth" Disse Barbieri tentando interromper.

"Por que mais a nave iria ficar minutos parada observando o planeta ? ele me rastrearam com certeza"

"Aberth como é que eles vão rastrear especificamente você em todo o planeta ?" Perguntou Barbieri.

"O meu pai consegue sentir o mana,ele deve ter me rastreado por isso" Disse Aberth.

"Tem certeza mesmo Aberth ? aquela nave não parece com a que você chegou e eles não parecem estar se movendo pra cá" Disse Barbieri.

"Eles devem ter roubado uma nave dos caras que destruiram Rigel,não acho que devem saber pilotar uma nave de um planeta diferente" Disse Aberth.

"Por favor Barbieri,essa pode ser a minha chance,por favorzinho" Implorou Aberth.

Barbieri para um momento para pensar no quão trabalhoso vai ser para fazer isso.

"Esta bem Aberth" Disse Barbieri.

"Baseado no movimento daquela nave eu diria que ela vai aterrissar em Minas gerais,no região da Zona da Mata" Disse Barbieri.

"Ok,eu posso chegar lá em pouco tempo" Disse Aberth.

"É melhor não,quando chegarmos no pedágio vai causar uma má impressão eles verem eu montado nas suas costas" Disse Barbieri.

Eles vão para o carro e dirigem até por algumas horas.

Na estrada:

Barbieri percebe que a gasolina acabou e decide encostar o carro.

"Esta certo Aberth,acho que vi um posto de gasolina a uns 5km daqui,pode encher esse galão lá ? aproveita e compra um daqueles sucos de caixinha,com orelha " Disse Barbieri entregando o dinheiro para Aberth.

Enquanto isso:

Dois policiais estavam patrulhando a estrada deserta da fronteira com um aparelho velocímetro.

"Que chato quase nada acontece por aqui" Comentou um dos policiais.

"Pelo menos é melhor do que fazer operações" Disse o outro.

Os policiais recebem uma chamada.

"Caramba,deve estar ocorrendo um 157 a uns 4km daqui temos que nos apressar" Disse o Policial.

Ele pega o velocímetro para guardar.Nesse momento Aberth passa em alta velocidade pelos policiais e os assusta.

"Você viu aquilo ?" Perguntou o policial.

"Não só consegi ver um vulto,mas seja o que for chegou a 85km por segundo,cerca de 306000 km por hora" Respondeu o outro policial.

Aberth chega ao posto de gasolina,ele entra dentro da loja para ver se tinha alguém e encontra os funcionários rendidos,nesse momento chegam dois bandidos com algumas mercadorias roubadas.

"Vamos faturar horrores vendendo isso no morro,agora falta só pegar a gasolina e ..."

O Bandido vê Aberth e o reconhece.

"Droga,Você denovo!" Disse o Bandido.

"Conhece esse moleque Navalha ?" Perguntou o outro bandido.

"É ele o bicho que levou o lucro do mês passado" Disse Navalha.

"Ja que ele está aqui" Disse o outro bandido.

Ele atira em Aberth com um fuzil mas o rigeliano facilmente pega as balas.

"Caramba ele é rapido mesmo Navalha,Navalha ?" Perguntou o bandido.

Quando ele vira o rosto Aberth ja estava na sua frente e acerta com um soco.Navalha,o cabeça do assalto havia fugido ele estava na parte de fora do posto jogando gasolina no chão para provocar uma explosão.

"Vamos ver se essa peste sobrevive a isso" Pensou Navalha.

O outro bandido é arremessado para perto de navalha,bastante surrado.Navalha vê isso e tira uma navalha de seu bolso e arrasta no chão para fazer uma fagula e botar fogo na gasolina,o fogo começa a se alastrar,os traficantes começam a rir por acharme que Aquilo iria matar Aberth,mas ele rapidamente utiliza a palma da rajada de vento e apaga as chamas,calando os traficantes.Navalha tenta atirar em Aberth num ato desesperado mas é desarmado e derrubado com um golpe,o outro bandido tenta acertar Aberth com a arma mas ele nem sente,o bandido tenta acertar de novo mas é desarmado e tem a sua mão quebrada por Aberth.Quando Aberth se vira vê Navalha tentando ligar a moto e fugir,ele pisa em velocidade máxima,mas a moto não se mexia.

"Você não aprende,não é ? " Perguntou Aberth num tom irônico.

Ele estava na frente da moto impedindo ela de andar.Aberth o derruba,Navalha usa sua navalha para tentar cortar Aberth mas ele desvia e corta sua orelha fora.Navalha esperneia de dor no chão enquanto seu parceiro estava desmaiado.Aberth volta para a loja e solta os funcionários.

"Sabem onde estão os sucos de caixinha ?" Perguntou Aberth.

Um dos funcionários aponta o corredor e Aberth compra e sai da loja,ele vê a gasolina toda no chão decepcionado.

"E agora como é que eu vou abastecer o carro do Barbieri ?" Pensou Aberth.

Ele olha para a moto dos bandidos e tem uma ideia,nesse momento ele a polícia chega.

Alguns poucos minutos depois:

Aberth chega até Barbieri.

"Aqui Barbieri,a gasolina e o suco de caixinha,com orelha" Disse Aberth entregando tudo a ele.

Barbieri sente um pouco de nojo e larga a orelha do bandido no chão.

Eles vão até a zona da mata e procuram pela mata por algum tempo até encontrar a nava,a busca foi bem facilitada pelos salto de Aberth que superavam a altura das árvores.Chegando até onde estava a nave,Barbieri percebe algumas árvores derrubadas e flores estranhas,elas tinham pétalas que alternavam entre azul e roxo com bolinhas amarelas.

"Pai! Pai! Sou eu,o Aberth!" Chamava Aberth.

"Acho que ele deve ter saido para explorar" Disse Aberth.

"O Aberth,olha só essas flores,elas não parecem ser de nenhuma espécie conhecida" Chamou Barbieri.

"Pera,eu conheço essas flores,elas tem efeito alucinógeno e viciante,meu pai me disse que o comércio delas é proibido em todo o nosso quadrante da galáxia"

Nesse momento eles ouvem os passos de alguém e se encondem,mesmo Aberth que ainda tinha esperança de que fosse seu pai se escondeu por garantia.Logo dos arbustos sai um humanoide peludo com garras como as de uma preguiça e pés parecidos com um urso,ele tinha apenas um olho e uma boca vertical,apesar disso ele não parecia agir como um animal,ele andava de forma bípede parecida com os humanos,estava carregando material de cultivo,até usava uma roupa azul.Apesar disso Barbieri estava com bastante medo da situação.

"Não pode ser,é o Mapinguari" Disse Barbieri.

"O que é isso ?" Perguntou Aberth.

"É uma lenda de uma criatura que atrai os caçadores com gritos e os mata,dizem que ela pode te petrificar como olhar,também dizem que originalmente era um indígena que chegou a uma idade avançada e evoluiu" Explicou Barbieri.

Nesse momento Aberth começa a rir descontroladamente.

"Aquilo não é um Mapinguari,é só Atuniano" Disse Aberth.

Nesse momento eles são descobertos,pelo Atuniano,ele ouvi os risos de Aberth.

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Primeiramente gostaria de agrade cer pelos + de 1400 vistos na 1º saga de O Refugiado

2-Sinto muito pela demora entre o último cap e esse,ocorreram as provas de fim de ano e outras coisas como pensar em uma forma satisfatória de introduzir novos elementos.

3-Sei que não sou bom,ou pelo menos decente desenhando mas fiz o que seria uma arte conceitual de Zisnashi após após a luta contra Aberth (acho que podem considerar como um especial 20 capítulos),o desenho e o cap já estavam prontos no dia 27 desse mês mas hoje eu procurei e não achei os lapis para colorir(meus familiares devem ter escondido),então finjam que a cor da calça de Zisnashi é amarelo escuro e a camisa rasgada é um azul um pouco escuro,a tonalidade do pelo seria marrom.

O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] 20201210


Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 20

Aberth e Barbieri foram descoberto pelo atuniano,eles se encaram por um momento em silêncio até que Aberth pega Barbieri o leva para longe.

"Um Rigeliano ? eu achei que estavam quase extintos depois daquela explosão" Comentou o atuniano.

"Ele fala !?" Disse Barbieri impressionado.

"Sim,ele fala,a raça dele é uma das dominantes do planeta" Disse Aberth.

"Aberth,você conhece ele ? " Perguntou Barbieri.

"Sim ...quer dizer..não...mais ou menos.O planeta dele,Atum faz parte do mesmo sistema estelar de Rigel,nossos planetas são do mesmo sistema estelar mas aquele cara eu não conheço" Explicou Aberth.

"Ora ora,acho que eu ja sei o que está acontecendo,você tentou fugir pra cá depois que seu planeta explodiu não é rigeliano ?" Perguntou o atuniano.

"Sim" Respondeu Aberth.

"Como você está aqui a mais tempo deve saber mais desse planeta ?" Presumiu o atuniano.

"Sim,estou aqui faz algumas semanas" Respondeu Aberth.

"Sabe seria ótimo que você me ajudasse a achar produtos para acelerar o crescimento dessas flores,a proprósito,sou Zisnashi.quem sabe eu até poderia te dar um agrado por isso" Disse Zisnashi ao fazer a proposta para Aberth.

"Aberth,não faz isso não sabemos o que essas plantas podem provocar ao serem plantadas aqui podem envenenar a flora e a fauna local" Disse Barbieri.

"Esse é seu terráqueo de estimação Aberth ? Ja ouvi falar deles,tem um carne doce mas de bom sabor" Disse Zisnashi.

"Não deixa ele me pegar Aberth" Disse Barbieri.

Zisnashi extende o braço para tentar pegar Barbieri mas Aberth o segura.

"Não toque no meu amigo" Disse Aberth de forma séria.

Zisnashi arremessa Aberth para longe e tenta pegar Barbieri mas o atinge com uma esfera elétrica.

"Seu pirralho" Disse Zisnashi bastante irritado.

"Segura ele Aberth,eu vou me livrar dessas flores" Disse Barbieri.

Zisnashi parte para cima de Aberth,o rigeliano desvia e contra ataca com um chute mas o atuniano de defende,ele aproveita a oportunidade e pega o pé de Aberth,ele o arremessa numa árvore e tenta acertar um soco em Aberth mas ele desvia e acerta um golpe em Zisnashi,em seguida eles começam a trocar golpes até que Zisnashi toma vantagem e arremassa Aberth.

"Esse cara é forte,ja vi que vou ter que ir com tudo contra ele" Pensou Aberth.

zisnashi avança novamente contra Aberth mas o rigeliano pula e usa a palma da rajada de venjo atingindo Zisnashi em cheio,Aberth aproveita e aparece atrás de Zisnashi para golpea-lo,Zisnashi vira tentando acertar Aberth mas ele desvia e aplica novamente a palma da rajada de vento o que arremessa Zisnashi para longe,Aberth tenta finalizalo com 5 esferas elétricas mas ele desvia de todas.

"Ele rápido!" Pensou Aberth.

Zisnashi avança contra Aberth acertando um soco em seu rosto e o chutando para longe.

"Você é bem para a sua idade,acho que eu subestimei você Aberth" Disse Zisnashi.

"Eu também subestimei você" Disse Aberth assoando um pouco de sangue do nariz.

Zisnashi dessa vez tenta usar suas garras para arranhar Aberth,ele desvia e Zisnashi corta uma árvore,ele aproveita e joga a árvore em Aberth,o rigeliano consegue destruir a árvore com um soco mas Zisnashi usa adistração para atingir Aberth,ele arranha o ombro direito de Aberth.  
 
Enquanto isso,Barbieri já havia tirado todas flores e havia levado elas para longe do mato para queima-las sem prejudicar a floresta.

"Droga,esqueci o isqueiro no carro" Disse Barbieri após verificar os bolsos.

Logo Aberth é arremessado para perto de Barbieri.          

"As coisas não tão fáceis né ?" Perguntou Barbieri.

"Pois é,tenho que admitir que esse cara está além dos meus limites,você tem alguma idéia de como posso derrota-lo ?" Perguntou Aberth.

"por enquanto não,mas poderia fazer as honrar e colocar fogo nessas flores ?" Disse Barbieri.

Aberth come a criar uma faisca em seu dedo.

"Não!" Disse Zisnashi bastante irritado ele parte para cima de Aberth mas ele desvia.

"Você ja me deu muito trabalho garoto,essa luta ja acabou" Disse Zisnashi

Ele se concentra e atira um raio de seu olho,aberth consegue desviar e o raio transforma a parte do chão que foi atingida em pedra.Barbieri se aproxima e percebe isso.Enquanto Aberth continuava desviando dos raios,Barbieri pensa num plano,logo,ele vai para perto das flores.

"Ei ciclope peludo" Chamou Barbieri.

Zisnashi se irrita com isso,Barbieri acena para Aberth tirar ele do caminho do raio e no último instante o rigeliano consegue empurrar seu amigo mas sua perna é atingida e se transforma em pedra.

"Droga,por que se arriscou assim Barbieri ?" Disse Aberth.

"Não!"Gritou Zisnashi.  

Eles olham e percebem que todas as flores tinham se virado pedra,exceto uma.

"Vocês já me deram nos nervos" Disse Zisnashi.

"Corre Barbieri !" Disse Aberth.

Barbieri corre para trás de alguns arbustos,Aberth tenta fugir mas é atingido pelo raio e se transforma em pedra.Zisnashi pensa em perseguir Barbieri mas desiste da idéia e vai embora junto com a flor restante.Poucos segundos depois Barbieri sai dos arbustos e se aproxima da estátua de Aberth.

"Aberth..." Lamentou Barbieri.

Ele percebe vibrações na estátua,como se alguém estivesse se mexendo lá dentro.Barbeiri pega uma pedra no chão e bate com toda a força na estátua quebrando a parte do Nariz e da boca e revelando que Aberth ainda estava vivo.

"Obrigado estava difícil de respirar la dentro,você está aí Barbieri ? pode me ajudar a quebrar o resto da pedra ?" Disse Aberth.

Algum tempo depois:

"E Então o que faremos com esse cara ?" Perguntou Aberth.

"Eu não sei,acho que deveríamos chamar..."

Barbieri é  interrompido pelo barulho de uma nave vindo rapidamente para onde eles estavam,a nave pousa próxima a eles.Dela sai um pessoa vestindo um traje,ele olha para Aberth e Barbieri.

"Saudações habitante da Terra e ... Rigeliano ?" Disse a pessoa com o traje um pouco confusa.

"O ar aqui é respirável ? " Perguntou a pessoa com o traje.

"Sim" Respondeu Aberth.

"Ok,desculpem pelo incômodo eu detectei um nível mais alto e achei que era outra pessoa" Disse a pessoa com o traje.

A pessoa aperta um botão e capacete se retreai se tornando apenas um pequeno visor parecido com um óculos de proteção.A pessoa se-revela um homem relativamente parecido com um terráqueo,a única diferênça eram as sobrancelhas que eram apenas dois pontos.  

"Quem é você ?" Perguntou Barbieri.

"Feltro,agente da patrulha galática" Disse Feltro se apresentando.

"Estou a procura de um contrabandista,Atuniano,viram um por aí" Disse Feltro.

"Sim,Zisnashi,ele me venceu e fugiu pra longe " Disse Aberth.

"Ele estava com flores de Arutad ?" Perguntou Feltro.

"São aquelas flores com bolinhas amarelas ?" Perguntou Barbieri.

"Sim,são essas flores" Respondeu Feltro.

"Eu arranquei elas do chão,por sorte fiz Zisnashi atingi-las com o próprio raio dele" Disse Barbieri.

Feltro observa as flores petrificas e se aproxima.

"Raio de transmutação" Comentou Feltro.

Ele bate nas flores,mas apenas quebra a camada de pedra que se formou emcima delas.

"Ele não deve ter usado a técnica com a potência máxima" Disse Feltro.

"Bem,eu ja vou indo,agradeço pelas ajuda,agora tenho que rastrear e prender Zisnashi" Disse Feltro.

"Espera aí,nós vamos juntos" Disse Aberth.

"Aberth,acho melhor não nos intrometermos em uma investigação intergalática" Disse Barbieri.

"É óbvio que temos que nos intrometer Barbieri,viemos até outro estado e ainda fui petrificado por causa desse cara,isso não vai ficar assim" Disse Aberth.

"Esta bem,podem me ajudar,mas terão que seguir minhas ordens quando chegarmos lá,você não vai conseguir derrota-lo sozinho o nível de poder de Zisnashi é maior do que o seu Aberth" Disse Feltro.

"Nível de poder ?" Perguntou Barbieri.

"É uma medição feita por nossos aparelhos que mede as capacidades físicas de uma pessoa " Explicou Feltro.

Os níveis de poder são uma medição criada pela raça de Feltro ha vários anos para determinar um nível mínimo baseado em força,velocidade,resistência para que os indivídos fossem considerados guerreiros,atualmente esse nível mínimo é utilizado nos testes físicos para entrar na patrulha galática.  

Feltro começa a analizar com seu visor em volta e consegue captar alguma coisa.

"Rastreei um nível consideravelmente mais alto do que a média,deve ser ele" Disse Feltro.

Enquanto isso numa cidade próxima:

Zisnashi estava saindo de uma loja destruída por ele mesmo com alguns equipamentos de jardinagem e fertilizantes,ele também estava enfaixado e com alguns equipamentos de primeiros socorros.

"Tenho que admitir até que a medicina desse planeta não é tão arcaica,ja me sinto em forma de novo" Pensou Zisnashi.    
 
Em seguida aparecem Aberth e Feltro em alta velocidade na frente de Zisnashi.

Feltro e Zisnashi estavam se encarando de forma bastante séria,seu visor estava focando nele analizando o alvo como se estivesse prestes a atirar.

Alvo: Zisnashi
Nível de poder: 14.100

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 21

Feltro e Zisnashi estavam se encarando,ambos estavam alertas ao mais mínimo movimento,nesse momento Barbieri chega em seu carro distraindo a todos.

"Cheguei pessoal,e então ja capturaram o atuniano ?" Disse Barbieri saindo do veículo.

Ele vê os três prestes a se enfrentar e deduz que não,nesse momento Feltro tira de seu traje uma arma de raios de gelo começa a atirar em Zisnashi,o atuniano consegue desviar e começa a correr desviando dos raios,várias partes do estacionamento da loja eram congeladas.

"Acha mesmo que essa arma é rápida o bastante para me pegar ?" Perguntou Zisnashi

Ele pula e usa seu raio de transmutação,o raio acerta a arma mas Feltro consegue larga-la antes que sua mão seja afetada.Barbieri pega a arma do chão e tenta quebrar a camada de pedra mas a arma inteira é quebrada.

"É Aberth ?" Disse Barbieri.

"Mas como ?" Disse Aberth confuso.

"Antes eu deixei você vivo por ser uma criança,mas agora que trouxeram problemas você,Feltro e o terráqueo vão pagar com a vida !" Disse Zisnashi irritado.

Ele parte para cima de Feltro mas Aberth entra na frente e segura o golpe,ambos medem forças até que Zisnashi começa a subjulgar Aberth.Feltro percebe isso e pula para trás de Zisnashi ele começa a atirar projeteis de seu traje nele,Zisnashi é atingido levando um pouco de dano,Aberth aproveita e o golpeia várias vezes até arremessa-lo para longe.Zisnashi se levanta bastante irritado e começa a se concentrar.

"Ele vai mostrar outra técnica de mana ?" perguntou Barbieri

"Não,o rastreador esta detectando mana sendo transformado em energia elemental" Disse Feltro.

Logo uma esfera de mana é formada entre as mãos de Zisnashi e essa esfera de mana se transforma em rocha.

"Ele vai tacar uma pedra na gente ?" Perguntou Barbieri.

"Aquilo não é uma pedra comum Barbieri" Disse Aberth um pouco assustado.

Zisnashi arremessa a rocha no chão e ela causa uma explosão,Aberth consegue entrar na frente de Barbieri protegendo ele dos estilhaços de rocha que voaram por todo a lugar quebrando paredes de vários lojas e atingindo Feltro também.

A Técnica de Zisnashi funcionava como uma espécie de granada,a explosão era apenas o menor dos problemas,overdadeiro problemas seriam as rochas de estilhaços são arremessadas na explosão em alta velocidade por todo o lugar,as rochas por serem criadas a partir do mana eram mais fortes do que rochas naturais.

"Qual o problema ? não gostaram do meu trunfo ?"Disse Zisnashi num tom de deboche.

Aberth tinha ferimentos na costas por ter entrado na frente de Barbieri,Feltro tira de seu traje dois discos,ele os lança em Zisnashi,mas o atuniano consegue desviar.

"É tudo o que tem ?" Perguntou Zisnashi.

Feltro sorri,Zisnashi percebe isso e olha para trás,os discos estavam voltando,ele consegue desviar mas é feito um pequeno corte em seu rosto.Zisnashi atira seu raio de transmutação nos discos transformando eles em pedra e fazendo eles cairem no chão,em seguida avança contra Feltro,Feltro o golpea mas Zisnashi resiste e golpeia de volta arremessando ele para longe Feltro se levanta e pega uma arma de raios elétricos mas Zisnashi o chuta para longe antes que ele consiga usar derruabando a arma,Feltro já estava basntante ferido prestes a ser finalizado por Zisnashi até que o atuniano é atingido por várias esferas elétricas,era Aberth quem tinha voltado ao combate.

"Agora estamos quites" Disse Aberth.

Zisnashi se enfurece e parte para cima de Aberth,o rigeliano desvia e logo ambos começam a trocar golpes.

"Você parce mais enfraquecido depois de ser acertado Zisnashi" Percebeu Aberth.

"Digo o mesmo" Disse Zisnashi.

Aberth parecia estar tendo vantagem até que Zisnashi aproveita uma felha e acerta as costas de Aberth onde estavam os ferimentos de antes,Aberth grita de dor e afasta Zisanshi com a palma dar rajada de vento.Enquanto Aberth e Zisnashi estavam lutando,Barbieri observa a arma de raios elétricos que havia caído no chão ele pega a arma e começa a mirar em Zisnashi até que ele fique de costas.

"Aberth" Gritou Barbieri.

Aberth e Zisnashi veem Barbieri,Aberth percebendo o plano chuta Zisnashi para facilitar Barbieri,ele atira várias vezes e atinge Zisnashi,Aberth aproveita a brecha e derrota Zisnashi com a plama da rajada de vento.

"Esse deu trabalho" Disse Aberth.

"Onde você aprendeu a atirar assim ?" Perguntou Aberth.

"Tive que praticar tiro ao alvo para o estado me deixar ficar com aquela arma em casa" Respondeu Barbieri.

Zisnashi acorda bastante franco no chão,ele aproveita que Aberth e Barbieri estão conversando e começa a preparar o seu raio de transmutação até que é atingido por uma rede de energia lançada pela armadura Feltro.

Algum tempo depois:

Aberth,Barbieri e Feltro haviam levado Zisnashi algemado de volta para a floreesta até chegar a anve de Feltro.

"Mais uma captura concluída,agradeço a vocês pela ajuda" Agradeceu Feltro.

"Não foi nada" Disse Aberth.

"É sério,eu subestimei um pouco você e seu amigo,eu vi aquele tiro,nada mau para um terráqueo com um poder de ... 5,3" Analisou Feltro.

"A gente se vê outra hora para eu saber mais do planeta" Disse Feltro.

"E porque não agora ?" Perguntou Aberth.

"A Patrulha galática não deixa agentes explorarem e documentarem planetas sozinhos,questão de segurança" Disse Feltro.

Feltro liga a nave e parte para fora do planeta.

"Nossa 5,3 mais alto do eu imaginava não é Aberth ? Aberth ?" Comentou Barbieri.

Ele obversa Aberth um pouco cabisbaixo.

"Ei Aberth,eu sinto muito não ter sido o seu pai" Lamentou Barbieri.

"valeu,mas olha pelo lado bom,fizemos um novo amigo" Disse Aberth.

2 dias depois na prisão galática:

Zisnashi estava em seu primeiro dia na prisão um pouco irritado no refeitório,ele assim como os outros prisioneiros não podiam usar o mana por causa de coleiras especiasis,ele anda até achar uma mesa com poucos prisioneiros.

"Você é o novato não é ? qual foi o seu crime ?" Perguntou um detento mais velho.

"Contrabando de Arutads,fui pego depois de plantar a minha 2º remessa" Disse Zisnashi.

"Amador" Disse o Detento.

"O que você disse ancião ?" Perguntou Zisnashi irritado.

"Fui acusado de massacrar um país inteira em meu planeta" Disse o Detento.

"Não parece grande coisa,eu poderia fazer isso em alguns dias" Disse Zisnashi.

"O meu colega de cela alí foi acusado de destruir o próprio planeta e destruir a própria raça" Disse o Detento.

Ele aponta para um rigeliano que estava na mesa com eles mais próximo a parede,ele olha de volta e Zisnashi se assusta.


Continua ?

________________________________________________                                

__________________________________


Já leu O Refugiado ?


O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] 5ov6ln

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos 120 vistos,acho que alcançamos essa meta mais rápido do que no outro tópico.

2-Admito ter me inspirado um pouco no Coringa(Heath Ledger) na parte em que o Lehmer conta o ocorrido com o planeta.


Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.

O Refugiado

Capítulo 22

"Como assim ele destruiu o próprio planeta ?" Perguntou Zisnashi um pouco assustado com o dito.

"Conta pra ele Lehmer como você destruiu o planeta ?" Chamou o prisioneiro

Lehmer se aproxima de forma calma e coloca a bandeja com os restos de comida na mesa.

"Vamos ver, um pequeno grupo planejou aquilo por 8 meses,froubando naves e mais algumas coisas até termos condições de roubar uma das naves do império Antélon,pesquisaram bastante até achar a tecnologia perfeita para conseguir criar uma raio forte o bastante para chegar ao núcleo de Rigel e o danificasse" Disse Lehmer

"Nossa!" Disse Zisnashi.

"Depois disso conseguimos esconder a nave no planeta,meu irmãozinho percebeu o que estava planejando" Disse Lehmer.

"O que aconteceu com ele ?" Perguntou Zisnashi

"Eu o silenciei" Respondeu Lehmer.

"Se permite continuar ? infelizmente alguns outros descobriram e me deram bastante problemas o grupo só consegui usar o raio quando era de noite,depois disso só pegamos o que tinha de valor,matamos alguns sentinelas e vazamos do planeta,eu até degolei o meu proprio pai" Disse Lehmer.

Um outro prisioneiro percebe e tenta interromper Lehmer.

"Hei garotão,acho que você não fez o trabalho direito,um amigo meu em Atum me disse que chegaram 30 rigelianos em naves" Disse o prisioneiro.

"Ah,sobre isso é que ... os rigelianos estavam preparados para uma evacuação do planeta eu tentei atirar em algumas naves mas devo ter deixado passar algumas,eu levei esse plano de fazer a limpa tão a sério que matei meus companheiros de plano" Disse Lehmer.

"Por que você planejaria fazer isso com sua raça ?" Disse Zisnashi.

"Fazer o que ? eu não fiz nada,eu não sou o cara que planeja apenas sigo o plano,eu troco o plano ,eu me adapto ao plano" Disse Lehmer.

"Me fala, quando o meu pequeno grupo estava saqueando e destruindo os planetas menos desenvolvidos e que não faziam parte da "panelinha" que é vigiada pela Patrulha galática,alguém se importou ?não,para os grandões é aceitável,só algo dessa magnitude fez foi capaz de atrair a atenção da patrulha galática" Disse Lhemer.

Todos estavam impressionados com as palavras de Lehmer.

"Por que o meu povo em específico ? simples,eles eram fracos e acomodados precisavam passar por alguns momentos difícies para evoluir,que nem aquele outro rigeliano há uns 50 anos " Disse Lehmer.

"caramba" Disse o prisioneiro.

"Esse cara é louco" Disse Zisnashi.

"Apenas os loucos sabem da verdade que ninguém aceita,por isso são considerados loucos e desmoralizados,aliás vai comer esse fruto aí ?" Perguntou Lehmer.

Ele pega um fruto da bandeja de Zisnashi e tira um canivete improvisado do bolso.

"E então Zisnashi,como você chegou aqui ?" Perguntou Lehmer cortando o fruto.

"Foi tudo culpa de um terráqueo e de um maldito rigeliano,sem ofensa" Disse Zisnashi.

"Fale mais do rigeliano" Disse Lehmer.

"Ele era jovem,eu diria de 10-12 anos,usuário do mana,bem mais forte do que a média da idade dele" Disse Zisnashi.

A expressão de Lehmer muda para alguém interressado no assunto.

"Se não me engano seu nome era Aberth,mais ou menos 1,37 de altura" Disse Zisnashi.

"Aberth ? " Disse Lehmer.

Ele para por uns segundos.

"Conhece ele ?" Perguntou Zisnashi.

"Sim,eu... matei o irmão dele,e tenho assuntos a tratar com o resto da família" Disse Lehmer.

O tempo passa,os prisioneiro continuam comendo no refeitório até o sinal tocar,depois disso todos vão para as suas celas.

Mais tarde na cela de Lehmer:

"Ei Lehmer ?" Chamou o velho prisioneiro

"O que Riopaca ?" Disse Lehmer.

"Não acha que exagerou dessa vez ?" Perguntou Riopaca.

"Eu nunca exagero,afinal,mesmo assim o serviço não foi completado,se é que me entende" Disse Lehmer.

"Você ainda planeja se vingar daquele cara quando sair daqui ? " Perguntou Riopaca.

"Eu pessoalmente não sei,aqui temos roupas novas,comida e um teto de graça,não vejo motivo para perder essa estabilidade mas agora que descobri que o Aberth está vivo tenho que sair daqui " Disse Lehmer.

"Então o plano ainda está de pé ?" perguntou Riopaca.

"Sim,ainda está" Concordou Lehmer.

"Riopaca..." Chamou Lehmer.

"O que ?" Perguntou Riopaca.

"Obrigado por tudo,inclusive aquela técnica" Agradeceu Lehmer.

No dia seguinte:

Uma nave chega a prisão,de dentro dela saem alguns agente para fazer uma inspeção e outros para trocar de turno.

"Olá a todos,devo presumir que estão aqui para a inspeção ?" Perguntou o diretor da prisão.

"Sim,nós estamos " Confirmou um dos agente.

"Saiba que é uma honra conhecé-lo agente Rocamo,não é todo dia que que falamos com um agente da elite" Disse o Diretor.

"Eu agradeço" Disse Rocamo.

Alvo: Agente Rocamo

Nível de poder: 22.000 com o traje exoesqueleto

Rocamo fazia parte do esquadrão classe-S,um grupo de elite da patrulha galática,os agentes desse grupo atuavam sozinhos ou em duplas as vezes,mas em situações extremas todo o esquadrão era acionado.

Enquanto isso,Lehmer roubou a foto da esposa do chefe de uma facção e a escondeu na cela de do chefe de outra facção,nesse meio tempo Riopaca usou o canivete improvisado para se cortar e marcar a área de uma facção com o símbolo da outra,logo depois eles se encontram no pátio.

"Conseguiu fazer a sua parte ?" Perguntou Riopaca

"Sim" Disse Lehmer

"ótimo,agora é só esperar aqui no pavilhão neutro até que eles comecem a se matar,depois que os guardas abrirem as portas para virem separar a briga nos atravessamos" Disse Riocapa.

Uma voz no rádio manda todos os prisioneiros dos outros pavilhões voltarem para as celas e avisa que um confronto de facções está acontecendo.

"O que é isso ?" Perguntou Rocamo ao ouvir os alertas dos rádios.

"Um confronto entre facções,não se preocupe eles ocorrem mas são facilmente controláveis" Disse o Diretor da prisão.

"Vou averiguar" Disse Rocamo.

Nesse momento Lehmer e Riopaca vão diretamente para o pavilhão em que estava o correndo o confronto,o que eles não esperavam é que Zisnashi havia observado eles e estava os seguindo,chegando lá eles encontram vários prisioneiros brigando entre si inclusive os lideres de facções.Lehmer e Riopaca se escondem até os guardas começaram a entrar,eles começam a usar os controles das coleiras para enfraquecer os prisioneiros e conte-los,Lehmer e Riopaca passam rapidamente pelos guardas até que são vistos por um,ele tenta usar o controle nas coleiras deles mas não funciona.

"Mas que droga,eles devem ser de outro pavilhão" Comentou o guarda.

Quando ele se vira para chamar reforços é nocauteado por Zisnashi.

"E então pra onde vamos quando roubarmos a nave ?" Perguntou Riopaca

"Vamos para a Terra,tenho alguns assuntos a tratar com Aberth" Disse Lehmer.

Enquanto isso na Terra:

Eram 9:00 da manhã: Aberth estava tomando café da manhã e vendo televisão.

"Aberth o que está passando no noticiário ?" Perguntou Barbieri da cozinha.

"Mais uma reportagem sobre o Zisnashi ter sido visto no hospital roubando equipamentos" Respondeu Aberth.

"Denovo ? só falam disso faz 3 dias" Reclamou Barbieri.

"Barbieri eu estive pensando,será que a patrulha galática conseguiu achar o culpado pela destruição de Rigel ?" Perguntou Aberth.

"Talvez,existem crimes aqui na Terra que nunca foram solucionadas,outros que acontecem e ninguém nunca fica sabendo mas um planeta explodindo com certeza vai atrair a atenção de alguém,não dá pra esconder isso" Disse Barbieri.

"Você tá certo" Concordou Aberth.

De volta a Prisão Galática:

Lehmer e Riopaca haviam chegado aonde as naves estavam estacionadas,começam a preparar a nave até que Zisnashi os imterrompe.

"Me levem com vocês" Disse Zisnashi.

"Foi mal colega,vocês são criminosos de verdade nós não" Disse Riopaca.

Infelizmente havia apenas uma nave naquele hangar da prisão,seria muito arriscado para Zisnashi ir até outro sem ser descoberto.A nave começa a decolar e nesse momento Zisnashi se enfurece e começa a preparar a sua técnica,ele a arremessa na nave causando uma grande explosão dentro da nave.

"Se eu não conseguir vocês também não vão" Disse Zisnashi.

Dentro da nave:

"Caramba ele atingiu um dos propulsores " Disse Lehmer.

Lehmer e Riopaca vão até o propulsor para resolver o problema,chegando lá eles o encontra bastante avariado.

"Acho que vamos ter que ejetar,se ele explodir vai acabar com a nave não é Riopaca?...Riopaca?" Disse Lehmer.

Lehmer não entendia tanto sobre propulsores,mas Riopaca sabia que aquilo estava a poucos segundos de explodir,ele olha pra Lehmer e o ataca,arremessando o rigeliano para longe Riopaca rapidamente aperta o botão,a área em que Riopaca estava é isolada e ejetada juntamente com o propulsor da nave e a explosão acontece logo em seguida,tudo isso aconteceu em três segundos.

"Droga Riopaca,você não merecia acabar assim" Lamentou Lehmer.

Continua ?


O que estão achando da história pessoal ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos mais de 145 vistos aqui e pelos mais de 1500 vistos na 1º saga de O Refugiado,valeu pessoal.

2-compartilhem se puderem.

Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 23

Zisnashi estava pensando em uma forma de chegar até o outro hangar sem ser pego,nesse momento o agente Rocamo chega.

"Prisioneiro B-289 volte para a sua cela imediatamente" Ordenou Rocamo.

"Nunca" Disse Zisnashi

"Mas que droga,não estou com o controle da coleira dos presos do pavilhão B,já vi que vai ser do jeito antigo" Pensou Rocamo.

Rocamo saca a sua arma de raios e atira em Zisnashi,o atuniano desvia de todos os tiros.

"Hora de usar a 2º configuaração" pensou Rocamo.

A 2º configuração consiste em um modo em que arma usa o mana do portador para aumentar a velocidade e a potência de seus tiros,dependendo do quão forte é o mana do usuário os tiros poderia ser mais rápidos do que a luz e ter uma potência para destruir uma Lua ou ser tão rápido quanto uma avião de papel e não conseguir destruir sequer uma árvore.Boa parte dos equipementos da Patrulha Galática tinham essa configuração.

Rocamo atira novamente contra Zisnashi,ele tenta correr mas cada vez mais os tiros ficavam mais rápidos até o acertarem e ele cair.

Zisnashi se enfure e parte para cima de Rocamo,o agente segura o golpe com certa facilidade,Zisnashi tenta acertalo com a outra mão mas ele desvia e logo os dois trocam golpes mas rapidamente Rocamo vencé-lo e o arremessa pra longe.

"Ele é forte demais" Pensou Zisnashi

O atuniano usa seu raio de transmutação mas Rocamo consegue desviar e atira com sua arma de raios de gelo,ele atinge Zisnashi e causando bastante dor nele.Em seguida Zisnashi se enfurece e usa sua técnica para causar uma explosão.

"O nível de poder dele está aumentando" Percebeu Rocamo ao olhar para o visor.

"Mas é claro,ele deve estar concentrando todo o poder num único ponto para causar uma explosão,se ele jogar aquela rocha no chão eu posso me ferir" pensou Rocamo.

Rapidamente Rocamo pula atrás de Zisnashi o fazendo se desconcentrar e deixando a rocha cair,antes dela explodir Rocamo coloca um aparelho nas costas de Zisnashi projetando um campo de força que prende ele e a rocha isolando a explosão e fazendo Zisnashi cair no próprio truque,ao baixar o campo de força Zisnashi esta bastante ferido e Rocamo o derruba com um chute.

Pouco tempo depois:

Rocamo havia levado Zisnashi de volta e estava conversando com os outros guardas e com o Diretor da prisão.

"Esse foi o último ?" Perguntou Rocamo.

"Não,pela contagem ainda faltam dois presos,não conseguimos rastrea-los aqui eles devem ter roubado uma das naves e fugido" Respondeu um guarda.

"Lembro que mais cedo havia uma nave no hangar onde reaprendi o prisioneiro B-289,eles devem ter roubado ela" Disse Rocamo.

"Sabemos como eles fugiram,mas agora falta saber,para onde eles vão ?" Disse o Guarda.

"Tive uma idéia" Disse Rocamo.

Eles abrem a cela tiram Zisnashi de dentro dela.

"Escuta aqui seu degenerado,diz agora onde seus amigos foram !?" Perguntou Rocamo de forma intimidadora.

"Amigos ? aqueles dois malucos me deixaram aqui" Respondeu Zisanshi.

"Diz o que aconteceu !" Exigiu Rocamo.

"Eu ataquei a nave deles,o mais velho acabou morrendo numa explosão,mas o rigeliano ainda deve estar vivo" Disse Zisnashi.

"E pra onde eles foram !?" Perguntou Rocamo.

"Terra" Respondeu Zisnashi.

"Terra ?" Perguntou Rocamo.

"Ele ficou interresando nesse planeta quando eu falei dos caras que me prenderam" Respondeu Zisnashi.

"Parece informação suficiente" Disse Rocamo.

"Alguém aí sabe as coordenadas do planeta Terra ?" Perguntou Rocamo.

"As coordenadas devem estar no relatório do agente Feltro" Disse o Diretor da Prisão.

Algum tempo depois:

Rocamo já estava em sua nave em direção a Terra,ele tentava rastrear a nave que foi roubada para conseguir alcançar o fugitivo e prendé-lo.

"O que um Rigeliano faria na Terra ? acho que meu arrependi de não ter tirado mais informações daquele prisioneiro" Se Questionou Rocamo.

Ele ativa o comunicador da nave para falar com um dos agentes da prisão.

"Agente de elite Rocamo falando" Se apresento Rocamo.

"Qual o motivo da mensagem agente ?" Perguntou um atendente.

"Gostaria de mais informações sobre o prisioneiro B-237,quero saber tudo sobre ele,o que ele fez ?" Perguntou Rocamo.

"O Prisioneiro B-237 é um rigeliano chamad..."

Nesse momento a nave de Rocamo bate em outra e comunicador quebra.

"Mas que ... Eu lembro dessa nave,Foi ela que o rigeliano roubou" Observou Rocamo.

Ele ativa seu traje para conseguir respirar no espaço e especiona a nave.

"Esta completamente desligada,isso explica os sensores não conseguirem rastreala e como não é um asteroide o sensor de segurança não apitou,Maldito rigeliano agora tenho uma nave desligada e outra com comunicador quebrado" Pensou Rocamo.

Rocamo percebe a coleira de Lehmer no chão.

"Ele é esperto,tirou a coleira para eu não conseguir usar o controle nele" Pensou Rocamo.

Ele ativa um comunicador com a central de seu traje.

"Central,responda aqui é Agente de elite Rocamo " Disse Rocamo.

"Qual o motivo da mensagem ?" perguntou um atendente.

"Encontrei uma de nossas naves que foi roubada,ela está vazia" Explicou Rocamo.

"Entendido,vamos enviar 2 agentes para recuperar a nave" Disse o atendente.

"Ótimo,vou dar as coodenadas e voltarei para o curso da minha missão" Disse Rocamo.

Enquanto isso Lehmer havia acabado de chegar a Terra com sua capsula de fuga.Ele estava em uma região montanhosa e acaba avistando algumas pessoas andando por alí.

"Então é assim que são os terráqueos ? eles devem ter certo nível de inteligência mas não aparentam estar acostumados com outras espécies,melhor eu não arriscar e me esconder" Pensou lehmer.

Ele se esconde subindo numa árvore próxima.

"O Aberth se destacaria bem aqui,agora só falta eu achar ele" Pensou Lehmer.

Continua ?

O que estão achando da história pessoal ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Continue, comando.

Por falta de tempo (monografia, OAB, estágio, universidade, academia, etc) e de interesse mesmo em desmembrar batalhas de diferentes estilos acabei floppando minha ideia. Seria uma forma de eu ilustrar (em palavras) e documentar as histórias que acabei pensando em flashes de criatividade.

Continue. A imaginação fértil cessa quando temos muita coisa chata porém importante pra fazer.

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos +180 vistos,obrigado usuários e convidados.

2-O que acham da minha forma de narrar as lutas ?


O Refugiado

Capítulo 24

Rocamo enfim chega a Terra,era quase 18:00 ,ele pousa e esconde sua nave numa floresta.

"Os níveis de oxigênio perecem ser propícios para eu conseguir respirar,isso é bom" Analisou Rocamo.

Ele começa a caminhar enquanto mexe no rastreador do seu capacete,ao chegar numa área com banheiros químicos perto de uma feira ele enfim consegue um sinal.

"Até que enfim uma medição" Pensou Rocamo.

O aparelho começa a marcar um nível de poder.

"1.000...15.000...250.000...5.000.000...80.000.000 isso não é possivel,esse aparelho deve tá quebrado" Pensou Rocamo.

O número no aparelho continuava aumentando até chegar na casa dos bilhões.

"Chega,esse aparelho deve ter quebrado quando eu bati a nave,não é possível existir alguém tão poderoso assim enquanto os outros terráqueos não chegam nem a 50" Disse Rocamo enquanto tirava o capacete.

Ele mexe no capacete para e o reenicia para fazer funcionar de novo.

"Vamos ver o que aparece agora" Disse Rocamo.

"Um nível de poder de 12.000 ao leste daqui,espero que seja o rigeliano" Disse Rocamo.

Enquanto isso ao Leste de onde Rocamo estava:

Lá estava ela,a arma biológica mais poderosa da Urtiga amarela,a Arma Letal contra Extraterrestres X,mais comumente chamada de A.L.E.X ou Alex.Ela estava usando seu laser para marcar uma mensagem em uma árvore "Alex esteve aqui" dizia a mensagem.Após fazer isso ela pega sua moto e vai para uma colina próxima para ficar vendo o anoitecer.

"Nossa que vista,tá na hora da marmita" Disse A.L.E.X.

Antes de abrir o pacote,ela sente um cheiro diferente,não era uma onça se aproximando,nem um tamanduá,era um cheiro diferente até dos alimentos da terra,A.L.E.X se vira e vê Rocamo apontando uma arma para ela,eles se encaram por alguns segundos até a ficha cair e Rocamo baixar a arma.

"Você... vai atirar em mim ?" perguntou A.L.E.X.

"Não,sinto muito senhora eu me-enganei" Se desculpou Rocamo.

"Ok,agora boa noite"Disse A.L.E.X.

Ela o ignora e começa a comer.Rocamo fica um pouco confuso com a tranquilidade e indiferença de A.L.E.X mas logo se aproxima para tentar arrancar alguma informação.

"Você é bem forte em comparação ao resto dos terráqueos" Disse Rocamo.

"Sim eu sou,é até fácil me sustentar com isso" Respondeu A.L.E.X.

"Você é uma espécie de heroína para essa gente ?" Perguntou Rocamo.

"Ta mais para arma do governo" Respondeu A.L.E.X.

Rocamo estava anotando todo o necessário.

"Já que trabalha para o governo poderia me ajudar a achar o paradeiro de um criminoso que estou procurando" Sugeriu Rocamo.

"Como ele esse tal criminoso é ?" Perguntou A.L.E.X

"Um Rigeliano" Respondeu Rocamo.

A.L.E.X para por um tempo tentando entender.

"Você é um extraterrestre ?" Perguntou A.L.E.X.

"Sim,mas estou aqui em missão,não mude de assunto" Disse Rocamo.

"Não sei como é um Rigeliano" Disse A.L.E.X.

"Eles são humanoides de cor verde paraíso,olhos amarelos e os cabelos podem variar para preto,marrom e branco,sua altura é parecida com a nossa,eles gostam de dormir em lugares apertados,sugiro procurar em lugares assim"Descreveu Rocamo.

"Entendi" Disse A.L.E.X.

"E cuidado, o criminoso fugitivo é acusado de genocídio"Disse Rocamo.

A.L.E.X novamente fica cconfusa sobre a palavra usada.

"Genoci.."

"Genocídio,exterminio de toda uma população,povo ou grupo" Interrompeu Rocamo.

"Entendi" Disse A.L.E.X.

Ele cumprimenta A.L.E.X e planta um rastreador nela sem que ela saiba e parte.

"Sinto muito,mas não confio em você o bastante para te dar um comunicador,se o governo desse planeta não for bem hospitaleiro com visitantes do espaço eles iriam me rastrear" Pensou Rocamo.

Enquanto isso,A.L.E.X estava pensando em alguém com essas características até lembrar de Aberth.

Na casade Barbieri:

Já era o Dia seguinte,Barbieri ainda estava no trabalho,Aberth estava sozinho em casa e vasculhando algo para comer na geladeira até que ele ouve a campanhia.

"Quem deve ser ?" Pensou Aberth

Ele Abre a porta e se depara com A.L.E.X,ela estava com vários equipamentos de captura.

"Oi A.L.E.X,qual o motivo da visi..."

Aberth é imterrompido por A.L.E.X que coloca a mão na boca dele.

"Preciso entrar imediatamente" Disse A.L.E.X

Ela entra na casa e fecha todas as janelas e cortinas.

"Ontem a noite um outro alienígena apareceu,ele disse que estava procurando um rigeliano acusado de genocidio" Disse A.L.E.X

A expressão de Aberth muda para a de alguém chocado.

"Eu quero saber Aberth,se é você esse rigeliano ?" perguntou Aberth.

"Obviamente não,A.L.E.X sou apenas um sentinela em treinamento lá em Rigel,tem um monte de gente mais forte do que eu para eu,além do mais por que eu faria isso ? se eu fosse um assassino teria matado Toffoli e os guardas da urtiga Amarela" Se explicou Aberth.

"Isso faz sentido,só queria ter uma comfirmação,é que as vezes eu consigo sentir o cheiro daquele cara como se ele estivesse me seguindo depois que falei com ele ..." Começou a explicar A.L.E.X

Enquanto isso Rocamo havia rastreado A.L.E.X até aquele lugar,ele estava escondido e não conseguia ver muito o que se passava dentro da casa.

"Por que ela entraria na casa de um terráqueo comum ? será uma base do governo escondida ? não,se fosse teria alguma câmera escondida por aí,é mais provável que ela esteja se encontrando com um amante antes de procurar o rigeliano" Presumiu Rocamo.

Ele tira uma barra alimentar do bolso e da uma mordida enquanto vigia.

"Nesse caso acho que devemos falar com esse tal alienígena para saber ..."

"Espere,esse cheiro,estou sentindo ele denovo,o alienígena está aqui,tenho que ir agora Aberth de alguma forma ele está me rastreando,falo com você denovo quando despistá-lo" Interrompeu A.L.E.X um pouco assustada.

Ela abre a porta e se prepara para correr mas Aberth acaba percebendo um rastreador na roupa dela nesse momento.

"A.L.E.X espere" Disse Aberth.

Ela parte em alta velocidade para o mais longe possível.

"Caramba,que relação rápida" Comentou Rocamo.

O agente percebe alguém seguindo A.L.E.X nesse momento e usa seu rastreador para verificar.

"Nível de poder 13.000 ,espera um pouco" Disse Rocamo.

Ele percebe algo estranho naquele alvo e tenta seguir eles.

"A.L.E.X espere tem um rastreador em você !" Disse Aberth.

A.L.E.X percebe e para perto de um galpão abandonado.

"Ele está me seguindo,você devia manter distância Aberth" Disse A.L.E.X

"Ele plantou um rastreador em você A.L.E.X" Disse Aberth.

Ela procura e tira o rastreador.

"Isso explica ele me seguir" Disse A.L.E.X

Ela quebra o ratreador.Nesse momento Rocamo chega ao local e vê Aberth.

"Como suspesitei,um rigeliano" Disse Rocamo.

"Não entendo,uma criança ? se foi ele mesmo deveria estar num hospício ou no reformatório e não na prisão galática com os maiores de idade,devem ter trocado as ficha dele para o garoto ir para lá" PresumiuRocamo.

"Renda-se rigeliano,você é acusado de causar um genocídio com sua própria espécie e destruir o planeta Rigel" Disse Rocamo.

"Mas eu não fiz isso" Disse Aberth.

"É normal um criminoso negar ter feito o crime,vou te levar para averiguar " Disse Rocamo.

"Peraí,Sr policial do espaço Aberth não faria algo assim,ele salvou a vida de muitos terráqueos aqui" Disse A.L.E.X tentando defender Aberth.

Ele se aproxima para tentar render Aberth mas o garoto resiste e o derruba.

"Já vi que vai ser do jeito difícil" Disse Rocamo.

Ele saca sua arma de raios e atira em Aberth,o rigeliano desvia e sobe nas paredes para despistar os tiros,ele pula e tenta acertar Rocamo mas o agente segura o soco de Aberth e o arremessa para longe.

"Esse cara é forte,acho que teremos que nos unir para acabar com ele A.L.E.X" Disse Aberth.

Aberth se concentra e crias esferas elétricas,ele parte para cima de Rocamo e lança as esferas elétricas,porém Rocamo desvia e atira nas esferas elétricas destruindo elas,Aberth aproveita a chance e o golpeia,Rocamo sente o ataque mas consegue revidar chutando Aberth e o derrubando,Enquanto isso A.L.E.X atira uma rede nele mas Rocamo desvia,A.L.E.X tenta acertar um soco nele mas Rocamo desvia e chuta A.L.E.X,Aberth aproveita a chance e aplica a palma da rajada de vento o afastando mas causando pouco dano.

"Parece estar em desvantagem,vai se render agora ?" Disse Rocamo.

"Não" Disse Aberth.

Rocamo avança contra Aberth e tenta golpeá-lo,o rigeliano desvia com dificuldade e tenta trocar golpes com ele mas em pouco tempo Aberth é superado e golpeado na barriga.Rocamo já estava pronto para prender Aberth com as algemas até que é acertado pelo laser de A.L.E.X o laser consegue ferir Rocamo,A.L.E.X percebe isso e tenta usar de novo,dessa vez com com as duas mão,Rocamo ativa então um campo de força e defende os lasers,Rocamo saca a sua arma de raios de gelo com a 2º configuração ativada,ele atira em A.L.E.X congelando a mão dela

"Mas como ?" Disse A.L.E.X enquanto tentava quebraro gelo da mão.

Rocamo rapidamente aparece na frente dela,A.L.E.X tenta acerta-lo mas Rocamo desvia e golpeia suas costelas,A.L.E.X mexe seu braço com a mão congelada,Rocamo fica em guarda para desviar mas A.L.E.X golpeia a própria mão para quebrar o gelo,e corre para fora do galpão.

"Que azar rigeliano,sua amiga foi embor.."

Rocamo vê que Aberth também tinha fugido.Aberth e A.L.E.X estavam escondidos do lado de fora do galpão.

"Acho que estamos levando uma surra" Disse A.L.E.X.

"Pois é,ele é bem mais forte do que nós dois,acho que pra fazer alguma coisa deveriamos atacar juntos de forma coordenada o que você tem ?" Disse Aberth

"Só a arma de gancho,tem alguma idéia de como passar por aquele escudo ?" Perguntou A.L.E.X

"Não,mas acho que já sei como lidar com as arma de raios laser" Disse Aberth.

Enquanto isso Rocamo estava mexendo no seu capacete rastreador,como Aberth e A.L.E.X estavam com o mana baixo se tornava mais difícil de distinguí-los dos animais silvestres mas depois de alguns minutos o rastreador apita e revela a posição deles.

"Achei vocês" Disse Rocamo.

Ele atira com sua arma de raios mas Aberth e A.L.E.X conseguem pular na última hora.

"É hora de agir A.L.E.X" Disse Aberth.

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos +215 vistos,obrigado usuários e convidados.

2-O que acham da minha forma de narrar as lutas ?

Aviso: A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 25

Todos estavam se encarando,preparados para qualquer ataque,nesse momento Rocamo saca suas duas armas.

"A.L.E.X,agora" Disse Aberth.

Rocamo começa a atirar,mas Aberth pula e cria várias esferas elétricas,diferente das outras vezes essas esferas elétricas eram bem menores e rodeavam o seu corpo,Rocamo ao ver isso fica alerta mas Aberth não as atira e se aproxima,Rocamo então atira com suas armas de raios mas os tiros destruíam apenas as esferas elétricas e não feriam o corpo do Aberth.

"Droga,ele está usando as esferas elétricas de forma defensiva" Disse Rocamo.

"Você se esqueceu de mim,otário !" Disse A.L.E.X.

A.L.E.X havia se aproximado enquanto Rocamo focava em Aberth,ela tenta acertar um soco em Rocamo,mas ele larga a arma de raios de gelo e consegue segurar o soco a tempo,enquanto isso Aberth chega pelo outro lado e destroi a arma que estava na outra mão,Aberth tenta aplicar um outro chute mas Rocamo consegue se defender,logo eles começam a trocar golpes,Aberth e A.L.E.X estavam conseguindo resistir mais e até conseguindo encaixar alguns golpes em Rocamo pelo trabalho em equipe mas após uma esquilibrada disputa,Rocamo consegue achar uma falha chuta A.L.E.X para longe.

"A.L.E.X !" Disse Aberth.

Rocamo aproveita a distração e arremessa Aberth para longe.Nesse momento A.L.E.X consegue se levantar e usa seu laser com as duas mãos,Rocamo fica alerta mas os lasers atingem o chão do lado de Rocamo,ele fica um pouco confuso mas desconfia disso.

"Te peguei" Disse A.L.E.X com um sorriso.

Ela cruza os braços o braço fazendo lasers passarem e cortarem tudo,inclusive parte da parede do armazém,ao baixar a fumaça A.L.E.X vê rocamo em posição de defesa com alguns arranhões na armadura.

"Mas o que ?" Disse A.L.E.X

"Ainda bem que eu me defendi,se eu estivesse sem a armadura poderia ter me cortado com esse laser" Pensou Rocamo.

Nesse meio tempo Aberth vê a arma de raios de gelo de Rocamo no chão e pega,depois disso ele se aproxima de A.L.E.X para se reagruparem.

"E agora ?" Perguntou A.L.E.X.

"Eu não sei,estou sem idéias e quase sem mana,mas pelo menos eu peguei a arma dele" Disse Aberth.

Nesse momento Rocamo começa a mexer no traje e atira um laser,A.L.E.X e Aberth conseguem desviar com dificuldade,Rocamo continua atirando o laser enquanto se aproximava. A.L.E.X consegue uma oportunidade e usa seu laser para contra-atacar os lasers se chocam e uma pequena explosão acontecem,ao baixar a fumaça,Rocamo aparece com uma lâmina de energia do traje e tenta cortar Aberth,o rigeliano consegue desviar mas com um pequeno corte no torax.Aberth e A.L.E.X se afastam de forma desesperada.

"Aberth eu tive uma idéia mas você vai ter que atacar primeiro" Disse A.L.E.X

Nesse momento Aberth toma coragem e pula por cima de Rocamo,ele usa com suas últimas reservas de mana a palma da rajada de vento para atrair a atenção dele.Em seguida A.L.E.X usa sua arma de gancho e amarra as pernas de Rocamo,ela puxa e o derrubando.

"Segura isso Aberth" Disse Aberth jogando a arma.

Rocamo tenta usar a Lâmina para cortar o cabo mas A.L.E.X percebe e pula o mais alto possível chegando no teto do armazém.

"Tá na hora da retalhação" Disse A.L.E.X.

Ela atira seus lasers várias vezes seguidas para acabar com o Rocamo,começava a subir a fumaça de tantos tiros disparados,A.L.E.X estava gastando toda a sua energia nesse último ataque.Ao acabar a retalhação A.L.E.X consegue se segurar em uma das treliças.

"E então Aberth,ele morreu ?" Perguntou A.L.E.X.

"Eu não sei,tem muita fumaça" Disse Aberth.

Ao baixar um pouco da fumaça,Aberth percebem Rocamo com um campo de força ativado.Ele olha para cima e foca em A.L.E.X ,Rocamo ativa as botas de seu traje em potência máxima e avança com o campo de força em A.L.E.X,ela é atingida em cheio e o teto do armazém se quebra,mas mesmo assim ambos continuam subindo um pouco mais.

"A.L.E.X !" Gritou Aberth de preocupação.

Rocamo rapidamente desativa o escudo e pega A.L.E.X ,ele a arremessa no chão e avança contra ela com o campo de força ativado em alta velocidade,A.L.E.X é atingida e uma explosão é causada dessa vez a explosão é tão grande que destroi tudo o que sobrou do armazém.

Lehmer,que estava passando nas proximidades percebe a explosão.

Enquanto isso na cidade de Belo Dia:

Barbieri estava voltando para casa em seu carro ,ele estava preso no trânsito até que olha para o lado percebe a explosão do armazém,várias pessoas saem dos carros e param para olhar.

"Não pode ser,espero que não seja ele" Disse Barbieri.

Ele liga para Aberth.

"Atende Aberth,atende" Disse Barbieri nervoso.

O celuar cai na caixa postal e Barbieri muda seu destino.

Na mata onde ficava o Armazém abandonado:

Aberth sai dos escombros bastante ferido,A.L.E.X estava desmaiada por causa do ataque,ele da alguns passos até conseguir ver Rocamo em meio a fumaça.Aberth já não tinha mais mana para fazer uma técnica,e nem conseguiria fugir dele por muito tempo,Aberth teria que enfrenta-lo no combate físico,nesse momento Aberth percebe a arma de raios de gelo que Rocamo havia largado,ele a pega e parte pra uma última ofensiva desesperada.Rocamo esta prestes a algemar A.L.E.X,quando ele vira o rosto é atingido por uma joelhada de Aberth,o rigeliano tenta uma segunda investida mas Rocamo ativa a lâmina de seu traje,Aberth pula chuta as costas dele para pegar distância.

"Essa foi por pouco" Pensou Aberth.

Ele atira com a arma de raios de gelo mas Rocamo usa sua lâmina para desviar e cortar os tiros,ele se aproxima de Aberth e acerta um soco nele,Rocamo desarma Aberth e o derruba,Aberth tenta se mexer mas Rocamo o desmaia com um último ataque.

"Vocês me deram mais trabalho do que deveriam" Disse Rocamo.

Ele pega as algemas para prender Aberth.

"Se afaste do Garoto!" Gritou uma voz.

Rocamo olha e vê Lehmer, ele observa a roupa da prisão galática e percebe que era ele o prisioneiro que fugiu.

"Priosioneiro B-237,presumo que você não vai se entregar pacificamente" Disse Rocamo.

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Tem futuro esse mlk

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Infelizmente pode ser que o próximo capítulo demore um pouco,aconteceu um pequeno erro no notebook em que eu tive que desliga-lo mas esqueci de salvar o capítulo,o que é ruim,já que eu estava gostando bastante de escrever o capítulo 26 e agora eu desanimei um pouco de começar a escrever de novo.




Hora de recomeçar a luta.

________________________________________________                                

__________________________________


Já leu O Refugiado ?


O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] 5ov6ln

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-gostaria de agradecer pelos +270 vistos e pelos +1630 vistos Na 1º parte dessa história

2-O que vocês verão agora é uma versão reescrita de 80% do capítulo.

3-O que acham da minha forma de narrar as lutas ?

Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.

O Refugiado


Capítulo 26


Rocamo usa o laser de seu traje em Lehmer que desvia e se aproxima e o golpeia para longe,Rocamo se recompõe e usar o lança chamas de seu traje,Lehmer consegue desviar mas é atingido de raspão,ele se concentra a usa esferas elétricas mas Rocamo consegue se defender com o campo de força.

Enquanto isso,há 1 KM dali:

Barbieri dirigia até onde ele conseguia na floresta mas acaba chegando num ponto em que ele é obrigado a sair do carro e andar até onde está Aberth.

Enquanto isso:

Lehmer e Rocamo estavam lutando em alta velocidade pela floresta,se afastando de onde estavam Aberth e A.L.E.X.Rocamo tenta atacar Lehmer com sua lâmina laser mas ele saca seu canivete improvisado.

"Como se uma faquinha dessas fosse conseguir fazer algo" Pensou Rocamo.

Inesperadamente Lehmer consegue se defender do ataque.Lehmer estava concentrando o seu mana no canivete para aumentar a resistência.

"Mas como ?" Disse Rocamo.

O canivete começa a quebrar,e Rocamo tenta força-lo,Lehmer aproveita a situação e o chuta para longe.

"Hora de usar a artilharia pesada" Disse lehmer.

Ele coloca suas mãos no chão e um grande volume começa a se mover por debaixo da terra até Rocamo,ele percebe e tenta se afastar mas o volume se expande e acontece uma grande explosão d'água,a explosão leva grande parte da floresta e parte de uma montanha próxima.

"Acho que exagerei na área da explosão" Disse Lehmer ao ver a cratera que causou.

Ele avista Rocamo,que tinha sido arremessado pela explosão para o alto e vai atrás dele,Lehmer estava voando,ele se concentra e cria esferas elétricas,Rocamo se recompõe e arremessa dois discos em Lehmer,o rigeliano lança 2 esferas elétricas destruindo os discos e lança as outras em Rocamo acertando ele em cheio.

Enquanto isso:

Barbieri chega até onde estão Aberth e A.L.E.X ,ele acorda o rigeliano.

"Barbieri ?" Disse Aberth acabando de acordar.

"Eai carinha vamos,vou acordar a A.L.E.X e a gente vaza daqui" Disse Barbieri.

Ele vai até A.L.E.X para acorda-la.Nesse momento,Lehmer e Rocamo caem próximo onde eles estão,mesmo assim eles continuavam lutando.

"Quem são eles ?" perguntou Barbieri.

"O de armadura é um policial do espaço que veio atrás de um fugitivo e o que está com roupa de prisioneiro eu não sei" Disse A.L.E.X que havia acabado de acordar.

"Entendo,ele deve ser da patrulha galática,vamos para casa Aberth e deixar o agente fazer o trabalho dele ... Aberth ?" Chamou Barbieri.

Aberth estava parado olhando a luta,cada vez mais Lehmer levava vantagem diante de Rocamo.

"Não pode ser ele,não tem como ser ele" Pensou Aberth atrito enquanto olhava Lehmer cada vez mais tendo vantagem na luta.

O peito de Lehmer brilha por um momento e ele derrota Rocamo com um golpe na barriga,o rastreador chegou a marcar 42.000 nesse pico de poder.Após isso ele olha para Aberth e começa a andar.

"Então era você" Disse Aberth começando a se aproximar.

"De todas as pessoas que eu conheço você é o que menos esperava sobreviveria aquilo" Disse Aberth.

Ambos ficam parados um de frente para o outro e se encaram por um momento,A.L.E.X e Barbieri estavam alertas esperando um confronto.

"Irmãozão!" Disse Aberth.

"Irmãozinho!" Disse Lehmer.

Ambos se abraçam de forma bastante emotiva.

"Eu achei que você tinha morrido" Disse Aberth quase soltando lágrimas.

"Não,eu achei que você tinha morrido" Disse Lehmer.

"Eu entendo,mas agora deixa eu te apresentar.Pessoal esse aqui é o meu irmão" Disse Aberth.

"Saudações terráqueos,Sou Lehmer da casa Dohtem " Disse Lehmer se apresentando.

"Oi Lehmer" Disse A.L.E.X.

" Em primeiro lugar,é prazer conhecé-lo,e em segundo,por que a roupa de prisioneiro ? " Perguntou Barbieri.

"Longa história,depois eu conto mais detalhes" Disse Lehmer

"Então tá,mas o que fazemos com ele ?" Perguntou Barbieri enquanto apontava para Rocamo desmaiado.

"Não se preocupem,eu vou chamar a Urtiga Amarela para darem um jeito nele" Disse A.L.E.X

Algum tempo depois:

Todos,exceto A.L.E.X estavam na casa de Barberi,enquanto que Lehmer estava aprendendo a ajustar o choveiro para tomar banho e trocar de roupa,Aberth e Barbieri conversam sobre o ocorrido.

"Como é que funciona esse negócio de "casas" no seu planeta,você com um clã ou uma família ?" Perguntou Barbieri.

"É,mais ou menos isso,meus pais tem esse nome,minha tia tem esse nome,meu irmão tem,toda a família" Disse Aberth enquanto via TV.

"Por que não disse isso antes ?" Perguntou Barbieri.

"Não costumamos a chamar as pessoas pelo sobrenome no dia a dia,afinal Juliano toda a sua família se chama Barbieri também" Disse Aberth.

"Não possoo dizer que está errado" Concordou Barbieri.

"O Seu irmão,parece mais forte do que você não é ?" Disse Barbieri.

"Ele é sim,Lehmer já é um sentinela formado na classe média" Disse Aberth.

"Não acho confiável" Disse Barbieri.

"Mas por quê ?" perguntou Aberth.

"Ele é fugitivo Aberth,é só olhar a roupa de prisioneiro dele,além disso para aquele agente ir procuralo ele deve ter fieto alguma coisa" Disse Barbieri.

"Eu confio no meu irmão Barbieri,tenho certeza que tem uma boa explicação para tudo isso" Disse Aberth.

Enquanto isso:

"Então é assim que os terráqueos se vestem,roupas mais simples mas ainda prefiro as nossas" Pensou lehmer ao acabar de se vestir com algumas roupas de Barbieri e se olhar no espelho.

Ele sai do banheiro.

"Espera um segundo" Disse Lehmer.

Ele rapidamente volta e come a procurar na sua roupa de prisioneiro.

"Achei" Disse Lehmer ao pegar um chip.

Ele vai para a sala e encontra Aberth e Barbieri.

"E então Lehmer ? o que aconteceu para você ser preso? " Perguntou Aberth.

"Eu fui traído Aberth,armaram para mim" Disse Lehmer.

Nesse momento tanto Aberth quanto Barbieri ficam confusos e em dúvida.

"Vou explicar como eu fui para na prisão." Disse Lehmer começando a explicar.

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
Quem é seu alter-ego, Omega?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
@Comando Sigma escreveu:
Quem é seu alter-ego, Omega?


Segredo,mas digamos que eu sou apenas um humilde brasileiro que mora no pé de alguma favela do Rio de janeiro.

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos + de 310 vistos aqui e os quase 1700 vistos no 1º arco

2-O que estão achando da história pessoal ?

3- Estive planejando isso quando completasse 30 caps,mas ontem me deu a louca e decidi desenhar de novo,criei um animal da fauna rigeliana:

O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] 20210411


A idéia me veio um mês atrás quando estava rasgando algumas caixas com minha mãe,depois de parar para ver o formato me veio a idéia de uma mistura de camelo e elefante:

O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] 20210210


Quanto a cor desse animal eu diria que seria uma mistura de cinza com alaranjado(cores do elefante e do camelo):

O Refugiado 2 [Tópico Definitivo] Kak-poluchit-teplyj-seryj-cvet-evrikak-e1496241381326

Agora chega de enrolar.


Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.


O Refugiado

Capítulo 27

Algumas semanas antes,numa sala dentro de uma nave:

"Eu tinha sido capturado pelos caras que atacaram o planeta,eu estava amarrado,meus poderes estavam restringidos e estava vendado.depois de um tempo percebi a nave aterrisando e eles me levaram para uma sala,apesar de não entender nitidamente,eu ouvi duas vozes conversando,eu havia reconhecido a vozes,uma era do homem que havia atacado o nosso planeta e a outra era do comamdante da patrulha galática,depois disso fui golpeado e desmaiei.Quando acordei tinha sido achado por 2 agentes e levado a julgamento.Não importava o que eu falasse,eles sempre tinham provas para me desmentir e me acusar como o genocída de meu próprio povo e destruido de meu próprio planeta."  

No tribunal da federação galática:

"Eu já estava condenado,e bastante decepcionado com aquela injustiça,eles já estavam me levando para a prisão perpetua até que..."

"Espere um minuto" Parou o agente que estava levando Lehmer.

"Tenho que ir ao banheiro antes de ir,não saia daqui" Disse o agente.

"Isso é Sério ? vai mesmo deixar eu aqui sem ninguém me olhando?" Perguntou Lehmer.

"Você não tem chance de fugir,está com a velocidade restringida,o local tem câmeras,então para de birra,sua cela tem banheiro,na minha nave não" Respondeu o agente.

"Eu fiquei esperando por alguns segundos,até perceber que perceber que tinha uma outra sala do lado,por curiosidade eu entrei e descobri que era uma sala de gravações dos julgamentos,eu procurei e achei a gravação do comandante da patrulha galática conversando com ele,o verdadeiro genocida.Eu copiei aquilo em um chip até que ..."      
   
"Não adianta se esconder,eu posso rastrear você mesmo restringido" Gritou o guarda procurando ele.

"Nesse momento eu me desesperei,eu vi a sombra do agente se aproximando e escondi o chip em seguida o agente chegou."

"Aí está você,achou que se esconderia pra sempre ?" Disse o Agente.

"Espera,veja as filmagens,elas provam que o julgamento foi forjado" Disse Lehmer.

"As filmagens que você editou enquanto eu tava soltando um barro ? até parece " Disse o Agente.

"Eu tentei resistir mas não conseguia fazer muito com aquelas algemas.Depois disso fui levado para a prisão galática,e largado numa cela  "

"Depois disso eu fui para a prisão galatica,tive que engolir o chip para conseguir chegar com ele na cela sem ninguém pegá-lo"

Na Cela da prisão:

"Quando cheguei vi que meu colega de cela era apenas um velho lendo um livro,mesmo assim não podia baixar a guarda"

Lehmer foi até sua cama e começou a arrumar as suas coisas.

"E então,qual foi o seu crime ?" Perguntou Riopaca.

"Isso não é da sua conta e fica longe de mim" Respondeu Lehmer um pouco irritado.

"Que pena,sou acusado de genocídio e rapto de milhares então é melhor não bancar o irritadinho" Disse Riopaca.

"Você foi mesmo acusado disso ?" Disse Lehmer.    

"Sim,eu matei todo mundo e ainda tive mana o bastante para capturar o restante" Disse Riopaca.

"Tem certeza que não foi "o principe Mimadinho do império" ? " Perguntou Lehmer.

"E por que você acha que foi ele ?" Perguntou Riopaca

"Porque foi ele quem cometeu um ataque covarde contra o meu povo !" Gritou Lehmer.

"Quem pena,Antélon também armou para mim" Disse Riopaca.

"Trágico" Disse Lehmer olhava enquanto colocava mão na boca.

Ele tentava alcançar sua úvula para conseguir regurgitar o chip,Riopaca vê aquilo e tenta ajudar.

"Quer uma colher ?" Perguntou Riopaca.

"Claro" Disse Lehmer.

Ele usa a colher e consegue regurgitar.

"Mas e você ? qual a sua história veterano ? " Perguntou Lehmer enquanto procurava o chip em meio ao vômito.

"Sou apenas um piloto de nave aposentado,depois que fiquei sem nada pra fazer comecei a me aproximar do monges e artistas marciais de minha aldeia com isso aprendi como usar o mana" Disse Riopaca.

"Sou um sentinela de classe média no meu planeta,apenas um guerreiro que também usa o mana" Disse Lehmer.

Lehmer consegue achar o chip.

"O que planeja fazer com isso ?" Perguntou Riopaca.

"Vou sair daqui e apresentar isso para a patrulha galática,esse chip prova que o meu julgamento foi forjado pelo próprio comandante" Disse Lehmer.

"É um bom plano,mas o comandante provavelmente tem todo o alto escalão sob o controle dele,quem garante que ele não dê um jeito de roubar o chip ou te desmentir denovo e te matar dessa vez ?" Perguntou Riopaca.

Lehmer pensa um pouco e chega a conclusão que valia mais a pena deixar as coisas como estão.

"Quer saber ? você me lembra um pouco a minha neta,ambos tem um jeito de pensar parecidos" Comentou Riopaca.

"O que aconteceu com ela ?" Perguntou Lehmer.

"Ela morreu durante a invasão de nosso planeta,isso foi a uns 2 anos" Disse Riopaca um pouco desanimado.

Lehmer se identifica um pouco com a situação de Riopaca.

"Sinto muito" lamentou Lehmer.

"Bem agora não podemos fazer nada,aliás vai limpar essa sujeira ?" Comentou Riopaca.

Dias atuais,casa do Barbieri:

"Depois disso eu apenas sobrevivia,com o tempo Riopaca começou a me dar alguns conselhos de como ganhar respeito na prisão fingindo ser genocida louco e exibir meu falso crime,também compartilhamos algumas técnicas de mana,com os colares não conseguíamos ficar mais fortes mas ainda tinha como aprender algo,eu podia dizer que minha vida estava estável na prisão.Mesmo assim sentia que ainda não havia acabado,algo dentro de mim dizia que havia mais rigelianos por aí,eu comecei a planejar uma forma de escapar mas ... depois de um tempo acabei desistindo de por tudo a perder até que um Atuniano mencionou um rigeliano chamado Aberth na Terra,depois disso eu fugi da prisão e aqui estamos nós" Disse Lehmer terminando de explicar sua história.

"Nossa,que situação complicada" Comentou Barbieri.

"O que aconteceu com o Riopaca ?" Perguntou Aberth.

"Ele morreu durante a fuga" Disse Lehmer.

"Entendi.Espera um pouco,você disse que aprendeu novas técnicas aquele brilho no seu peito era isso ?" Perguntou Aberth.

"Aquilo ? era o modo heartbreaker" Disse Lehmer.

"Modo heartbreaker ?" Disse Barbieri.

"Permita-me demonstrar" Disse Lehmer.

Ele Anda para o meio da sala e eleva o seu mana,várias coisas começam a tremer cair no chão.Lehmer se concentra e seu peito começa a brilhar em forma de rachaduras na área onde fica seu coração.

"Essa técnica aumenta nossa capacidade física quando é ativada,foi difícil aprender a fazer isso tive que concentrar bem o fluxo de mana pelo corpo" Explicou Lehmer.

"Parace bem vantajosa" Comentou Aberth.

"Mas não é apenas flores,todo esse estresse é concentrado no coração,por isso não é recomendado ativa-la por uso prolongado" Disse Lehmer.

Ele desavita o modo.

"Eu ainda não dominei essa técnica mas acho que da pra fazer muita coisa ainda," Comentou Lehmer.

Enquanto isso na base da Urtiga Amarela:

Rocamo,estava preso com suas próprias algemas numa sala com um vidro que dava a visão para uma outra sala com todos os seus equipamentos,dois guardas armados com tranquilizante estavam de olho nele e três cientistas,incluindo Toffoli estavam na outra.

"Ótimo,está tudo pronto,podemos começar o interrogatório" Disse Toffoli.

Continua ?

descriptionO Refugiado 2 [Tópico Definitivo] EmptyRe: O Refugiado 2 [Tópico Definitivo]

more_horiz
AS CONQUISTAS ALI DO PERFIL DEVEM FICAR AQUI!
1-Gostaria de agradecer pelos +365 vistos,vocês são 10 pessoal

2-O que estão achando da história pessoal ?

3-sinto muito pela demora desse capítulo,estive em época de trabalhos e provas nessas última quinzena,mas agora as provas acabaram e eu tô livre por algum tempo.


Aviso:A história a seguir pode conter vários clichês e falta de originalidade.

O Refugiado

Capítulo 28

E assim começava a interrogatório.

"Vamos começar pelo mais fácil,Quem é você ?" Perguntou Toffoli do outro lado do vidro.

"Sou Rocamo,um agente da patrulha galática"

"Imagino que seja um polícia espacial" Comentou Toffoli.

"De qual planeta você veio ?" Perguntou Toffoli.

"E pra quê eu diria ? até onde eu vi o nível tecnológico de vocês não parece ser o bastante para chegar a até outro sistema estelar" Disse Rocamo.

"Sou eu quem faz as perguntas aqui.Não ache que vou manerar nos protocolos de segurança só porque somos parecidos" Disse Toffoli.

"Agora me diga,de que planeta você veio ?" Perguntou Toffoli.

Rocamo fica em silêncio,Toffoli percebe isso e tenta não insistir.

"Está bem,vamos pular essa,Por que estava atrás daquele outro Rigeliano ?" Perguntou Toffoli.

"Aquele cara é um condenado,ele matou quase todos da própria raça e destruiu o próprio planeta" Respondeu Rocamo.

Toffoli registra a resposta.

"Tem que acreditar em mim,ele é perigoso,ou já li o nível médio do pessoal desse planeta,você não vão ter a mínima chance" Respondeu Rocamo de forma mais desesperada.

"Está bem podemos fazer uma ligação e achar esse rigeliano" Disse Toffoli.

Ele chama um soldado e diz para que ligue chamando Aberth e Barbieri para a base.

"Enquanto que ele não chega,vamos continuar.Digamos que ele realmente seja perigoso,acha que essas armas iria parar ele ?" Perguntou Toffoli indo para a mesa,ele pega um relatório escrito pela própria A.L.E.X das armas que foram usadas.

Rocamo tenta se levantar mas é parado por um guarda.

"Vamos ver que temos aqui ?" Disse Toffoli começando a ler o relatório.

"Uma arma de raios,destruida por Aberth.Dois discos,destruidos por Lehmer.Uma arma de raios de gelo..."

Enquanto Tofolli lia,os cientistas testavam as armas em uma lata de refrigerante que estava no outro lado da sala,primeiro ela foi congelada.

"Um lança-chamas no bracelete.Um campo de força ativado pelo mesmo bracelete.Um raio laser ativado no outro bracelete e um rastreador que diz o mede o poder das pessoas."

A lata de refrigerante,foi queimada,e furada pelo laser.

"P.S: ele também tem algemas que enfraquecem" Acabou de Ler Toffoli.

"Tenho certeza que tem mais do que isso aqui" Disse Toffoli.

Toffoli começa a analisar os equipamentos não testados,enquanto isso um dos cientistas começa a mexer no bracelete até que ele se machuca e grita,o bracelete havia recordado e reproduz a voz dele,todos se impressionam.

"Um sintetizador de voz,nada mal,você deve ser do tipo que se infiltra" Comentou Toffoli.

"Essa tecnologia vai dar um belo salto no armamento aqui" Disse Toffoli.

"Assimilando tecnologia ? hum,bom plano mas não vou ficar aqui por muito tempo" Disse Rocamo.

Todos ficam alertas.

"Sei,deixe-me adivinhar,como você é um policial galática vão mandar outros atrás de você ?" Disse Toffoli.

"Eles vão chegar em 1,2 dias no máximo" Disse Rocamo.

Enquanto isso:

Aberth já havia escutado a ligação e estava indo para a base da Urtiga Amarela com Barbieri e Lehmer.Chegando lá todos apontam suas armas para Lehmer.

"Mas o que significa isso ?" Perguntou Lehmer indignado.

"Sinto muito Aberth,mas o seu semelhante é acusado de crimes graves,infelizmente como não temos provas a favor dele,ele deve ficar aqui por garantia" Disse Toffoli.

"Mas eu tenho provas,todo o meu julgamento foi forjado" Disse Lehmer mostrando o chip.

"Ótimo,temos o chip mas onde colocamos isso ?" Perguntou um dos cientistas.

"Eu tive uma idéia" Disse Toffoli.

Ele pega o bracelete da armadura de Rocamo.

"Entendi,o julgamento de Lehmer foi feito pelo povo dele,a mesma tecnologia" Percebeu Barbieri.

Toffoli insere o chip,e a gravação começa a passar em um holograma.

Na gravação:

Lá estava ele,o atual comandante da patrula galática conversando com alguém que estava numa outra sala que não aparecia na gravação.A Gravação datava de um dia antes do julgamento de Lehmer.

"Tem idéia do que você fez dessa vez !? " Perguntou o Comandante.

"Fizemos alguns planejamentos,e os Rigelianos não iriam se submeter tão facilmente ao império,seria bastante caro um confronto com eles" Disse a pessoa na outra sala.

"Você destruiu a droga de um planeta ! não tem como eu esconder isso,vários agentes daquela área perceberam o sumiço" Disse o Comandante.

"Acho melhor rever como fala,ou o seu planetinha vai ser o próximo alvo" Disse a pessoa na outra sala.

O Comandante se cala por um momento.

"Eu já imaginava que esse incidente faria um grande barulho,por sorte temos o rigeliano para usar de bode espiatório,seus agentes já conseguiram achar ele no local em que o deixamos ?" Disse a pessoa na outra sala.

"Sim" Respondeu o Comandante.

"Ótimo,agora é só você mexer uns pauzinhos e ele vai preso" Disse a pessoa na outra sala.

O tempo da gravação no chip acaba.

"Realmente,isso explica muita coisa" Disse Barbieri.

"Podemos fazer uma cópia disso ?" Perguntou Toffoli.

"Está bem,mas depois me devolvam o chip original" Disse Lehmer.

Algum tempo depois:

Toffoli reuniu Abert,Lehmer e Barbieri em uma sala para explicar a situação.

"Rocamo disse que viriam mais atrás dele,sabem o que isso significa ?" Disse Toffoli.

"Temos que nos preparar" Disse Lehmer.

"Infelizmente,manter Rocamo por aqui e testar a tecnologia dele vai exigir atenção máxima de quase todo o pessoal da urtiga amarela,mas ..."

A.L.E.X entra na sala

"A.L.E.X se dispôs a ajudar vocês nessa luta" Disse Toffoli.

"Quanto tempo temos até eles chegarem ?" Perguntou Barbieri.

"Pelo que Rocamo disse,2 dias" Disse A.L.E.X

Todos entram em choque.

"Temos que nos apressar" Comentou Aberth.

Continua ?
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos