Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum NS - Discussões incríveis sobre animes e mangás! Entrar

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

+12
Luquinhas
Nicckkokk
ghost akuma16
RafaelMOJ
Omar Pizzarou
FrutosDoMar
Sam
nono191
ShinobinoKami
Iriw
Justinboll
Heimdall
16 participantes

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Pessoal, algumas discussões recentes com o pessoal do fórum me relembraram de criar esse tópico, algo que eu pretendia fazer no passado. A ideia aqui é discutir de forma ampla os genjutsus da obra, desde seu mecanismo de aplicação ao seu funcionamento, incluindo detalhes sobre genjutsus especiais. Vou iniciar com a minha leitura sobre esse tema, mas a ideia do tópico é discutirmos outras interpretações para tentar entender melhor esse ramo de jutsus tão controverso na obra.

1 – Mecanismo de aplicação dos Genjutsus


Bom, tudo começa com o entendimento de como os genjutsus são aplicados. As primeiras explicações que tivemos na obra foram dadas no databook 1 e numa conversa do Jiraiya com o Naruto:

Databook 1 escreveu:

Genjutsu
Hipnose e ilusionismo para confundir a mente...

É um tipo de técnica hipnótica que leva a mente do alvo para um mundo ilusório, podendo causar confusão ou desgaste físico/mental. A principal diferença com relação a outros jutsus é que ele não ataca diretamente o corpo do alvo. Existem diversos tipos de genjutsu que podem ser usados para atacar ou criar uma vantagem para o usuário.

Vantagens: É difícil detectar quem utilizou o jutsu. Além disso, pode ser usado contra múltiplos alvos.

Desvantagens: Uso prolongado desgasta o usuário e dificilmente causa algum dano para o alvo.

O alvo cai na armadilha sem perceber...


Essa primeira explicação é bem básica e pouco comenta sobre o mecanismo que é usado de fato.

A segunda explicação, do Jiraiya, é bem mais esclarecedora:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  09
“Genjutsu é algo onde, aplicando ele nos cinco sentidos do oponente... você controla o chakra que flui no sistema nervoso dele.”

Com uma frase, já são abordados o mecanismo de aplicação dos genjutsus e como eles funcionam. Inicialmente, vou me ater à parte de aplicação. Os genjutsu funcionam por meio dos cinco sentidos do oponente, e sabemos pela obra que de fato este é o início da grande maioria dos genjutsus. Gens visuais requerem que a vítima enxergue uma determinada imagem. Gens sonoros exigem que a vítima ouça uma certa melodia, e por aí vai. Um ponto interessante com relação a isso foi o genjutsu do dedo, que o Itachi usou contra o Naruto. Geralmente, os usuários do Sharingan aplicam seu genjutsu usando os próprios olhos como “imagem”. Por isso a regra geral era tentar não olhar no olho do Uchiha. Mas, ao utilizar outro genjutsu, o usuário pode usar outra coisa como imagem, até mesmo um dedo:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  06
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  07

Analogamente, esse mecanismo seria como um código inserido em uma imagem/melodia. Ao ver aquela imagem “distorcida” com o código, cria-se uma porta de entrada na mente do oponente, a partir da qual o usuário aplica o genjutsu.

Existem alguns casos especiais, que vou comentar mais pra frente, mas à principio, o funcionamento é esse.

Aqui já existe uma controvérsia bem grande, porque depois que foi destacado que o genjutsu é uma aplicação de Inton, muita gente começou a interpretar que genjutsus funcionam por meio de injeção de chakra na rede do oponente. Eu vou abordar esse tema mais pro final tbm.

2 – Mecanismo de funcionamento dos Genjutsus


Depois que o usuário tem acesso ao oponente, aí o genjutsu começa a funcionar de fato. Novamente, vamos seguir com a explicação do Jiraiya.

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  10

Juntando a parte da página anterior, temos o seguinte:

“Genjutsu é algo onde, aplicando ele nos cinco sentidos do oponente... você controla o chakra que flui no sistema nervoso dele... Em um genjutsu, o chakra de sua mente é controlado pelo oponente.”

Com essa explicação, podemos tirar as seguintes conclusões:

1. Genjutsus funcionam por meio de manipulação do chakra do oponente. Não é citado entrada de outro chakra na vítima.

2. Mais especificamente, o chakra que é controlado é o que flui diretamente no sistema nervoso. Isso indica que o que ocorre nos genjutsus está diretamente relacionado ao sistema nervoso da vítima.

Existem diversos tipos de genjutsu, mas, de modo geral, eles podem sempre ser explicados por manipulações do sistema nervoso da vítima. Ao manipular o sistema nervoso, é possível explicar quase todos os genjutsus da obra:

a) Genjutsus de paralisia (Magen: Jubaku Satsu, Mateki: Mugen onsa, Magen: Gamarinsho, etc)

Ao travar a comunicação do cérebro com o resto do sistema nervoso, é possível causar paralisia no corpo. Aliás, paraplegia na vida real ocorre justamente por esse motivo. Lesões na coluna impedem o fluxo de sinais do sistema nervoso para o resto do corpo.

Pegando os exemplos, existem níveis distintos de paralisia. Jubaku Satsu e Mugen Onsa ainda permitem controle do pescoço pra cima (Kureinai mordendo o lábio, Sasuke e Itachi virando a cabeça pra usar o gen: Sharingan), além de permitirem moldagem de chakra (Shikamaru kage mane). Ou seja, isso indica que a paralisia é estritamente corporal, e o genjutsu funciona rompendo o link do pescoço para baixo. Já o Gamarinsho está em outro nível de potência. A manipulação do sistema nervoso ocorre de tal forma que toda (ou praticamente toda) a conexão cérebro corpo é rompida. Os corpos simplesmente tombam/desmaiam no campo de batalha. Nessa potência, é provável que a vítima não consiga nem moldar chakra mais.

Observação: Uma coisa não impede a outra, gens de paralisia são acompanhados por alguma ilusão (visual/auditiva) no plano mental, que geralmente representam simbolicamente o que está acontecendo com o corpo.

b) Genjutsus ilusórios (Gen: Sharingan (Sasuke), Kokuangyo, Magen: kijo no Rokaku, etc)

Nosso cérebro processa as informações obtidas pelos cinco sentidos. Ao manipular a parte do cérebro que interpreta os sinais mandados pelos cinco sentidos, é possível criar qualquer imagem, qualquer som, e por aí vai. Aliás, esse é o mecanismo de funcionamento das alucinações na vida real.

O nível de alteração pode ser simples, como o Sasuke trocando a imagem vista pelo Danzou ao olhar para o seu braço, ou criando uma imagem falsa dele próprio morrendo pra tentar enganar o Deidara. Pode ser mais complexo, alterando a central para forçar a vítima a não enxergar nada, como o Kokuangyo do Hashirama. Ou ainda mais complexo, como o Kijo no Rokaku do Gengetsu, que força a vítima a enxergar incontáveis miragens que simulam lutas e conversam, além de apagar qualquer imagem que as vítimas teriam do corpo verdadeiro. Tudo isso é alteração do centro de percepção da no cérebro da vítima.

c) Genjutsus de controle (Genjutsu Mangekyou Sharingan, Koto Amatsukami, Gen sharingan do Itachi na mulher do clássico).

Todas as nossas ações são realizadas pelo controle do cérebro. Genjutsus de alto nível são capazes de manipular o sistema nervoso da vítima de forma mais ampla, tomando controle de suas ações. O grande diferencial do Koto Amatsukami é que ele faz isso de forma tão sutil e refinada que a vítima não tem noção que está sendo controlada, o q não é verdade em outros casos.

3 – Quebra de genjutsus


Existem 4 mecanismos conhecidos que podem quebrar genjutsus, dois deles abordados na explicação do Jiraiya.

a) Controlar seu próprio chakra para romper o fluxo manipulado pelo oponente.

O Jiraiya explica essa mecânica e o Naruto tenta aplica-la contra o Itachi. Primeiro, é bom destacar como fica o fluxo de uma pessoa normal e uma presa em genjutsu:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  04
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  05
No caso da Rin, o chakra está sendo manipulado, o fluxo está completamente deturbado em várias direções. Enfim, essa tentativa para sair do Genjutsu consiste basicamente em romper esse fluxo, o resetando para o “default”, por assim dizer, encerrando o controle que esse chakra manipulado tem sobre o sistema nervoso da vítima.

No entanto, como ficou claro em Naruto v Itachi, isso nem sempre é possível, e é interessante entender a razão para isso. Essa manipulação do chakra da vítima ocorre de alguma forma, continuamente, para que a pessoa fique presa no genjutsu. E aqui, na minha visão, a explicação do databook traz um detalhe interessante:

“Desvantagens: Uso prolongado desgasta o usuário e dificilmente causa algum dano para o alvo.”

Como esse desgaste do usuário se dá?

A resposta, no meu entendimento, está no chakra. Muitos fãs da obra entendem que o mecanismo de atuação do Genjutsu é por meio de emissão de chakra para a vítima. Aí, esse chakra entraria na rede do alvo e faria o controle lá. Eu discordo fortemente disso. Eu escolhi trazer a imagem da Karin justamente pq é um contra-ponto a essa interpretação. Em nenhum momento a Karin se preocupou em verificar se o o chakra do Danzou estava dentro dela ou do Sasuke. A preocupação era ver se o próprio chakra dela ou o chakra do Sasuke estavam calmos. Se o mecanismo fosse de injeção de chakra, pq ela não se atentaria para isso, sendo sensora? Notem tbm que ela descarta com convicção a possibilidade de genjutsu ao ver que está calmo, dando a entender que não tem outra forma de cair em genjutsu.

Então como esse chakra é gasto?

Meu entendimento é que o usuário molda seu chakra na forma de Inton, ampliando sua capacidade no plano mental. Quanto mais chakra for moldado, e maior qualidade tiver esse chakra (Senjutsu- Gamarinsho), maior será o poder do usuário no plano mental.

A ideia é o seguinte, quando o usuário aplica o Gen, ele entra na mente do oponente através de uma porta (um dos cinco sentidos). A partir daí, o fluxo de chakra da vítima passa a ser manipulada por duas mentes, a da vítima e a do usuário. O que determina quem vai conseguir sobrepujar o outro nessa disputa é a quantidade/qualidade do chakra Inton e o controle de chakra. Quem tiver mais, leva a disputa. Por isso, quando o Naruto tentou tomar o controle de seu fluxo, ele perdeu pro Itachi, que tem um Inton bem mais desenvolvido e, à época, tinha um controle de chakra melhor.

Essa explicação encaixa muito bem com a obra. Ela explica pq Gens gastam chakra mas ao mesmo tempo, explicam o que esse chakra faz, já que essa cena da Karin e outras trazem fortes indícios de que o chakra não entra diretamente na vítima.

b) Dor

O segundo mecanismo conhecido é a dor, como mostrado por Shikamaru e Kurenai. Debatendo sobre esse tema surgiu um questionamento – se o genjutsu funciona via chakra no plano mental, como dor física remove genjutsus?
Isso é mais um ponto que corrobora a ideia de que todos os efeitos do genjutsu são gerados por manipulações no sistema nervoso. A dor é basicamente um sinal muito forte mandado mandado pelo sistema nervoso periférico para o central. Quanto mais forte a dor, mais forte é o sinal mandado.

A ideia para dor quebrar genjutsus é a seguinte: dependendo do nível de manipulação do sistema nervoso, a dor manda um sinal tão forte que desestabiliza a cuidadosa manipulação que o usuário está fazendo. Ou seja, se a força do sinal que está sendo manipulado for menor do que o sinal enviado pela dor, o sistema nervoso acaba voltando para o “default” tbm. Comparando com o primeiro mecanismo, é como se este atacasse diretamente no sintoma, enquanto o primeiro ataca a causa da doença.

c) Injeção de chakra de terceiros

O terceiro mecanismo é o que tem maior garantia de funcionar. Como foi explicado pelo Jiraiya, a entrada de um chakra externo na sua rede quebra completamente o controle que o usuário tem sobre ele. E a ideia para isso é bem direta. Usar genjutsus requer um controle minucioso da rede da vítima, tanto que essa habilidade é sempre associada a alto controle de chakra e inteligência. Quando alguém injeta chakra de fora, não existe disputa pelo controle da rede da vítima. Todo o minucioso controle é literalmente atropelado por um chakra externo, que dá um choque forte o suficiente na rede do alvo para desestabilizar completamente o controle.

E é por isso que o nível em Inton/controle de chakra da vítima e de quem está aplicando o chakra por fora independe na hora de liberar de um genjutsu por esse mecanismo. Não existe disputa no plano mental, não existe batalha pelo controle da rede de chakra.

A título de informação, esse aqui é o mecanismo adotado por Jinchurikis perfeitos para sair de genjutsus:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  15

d) Contra-Genjutsu (Magen: Kyō Tenchi-ten, combo Sasuke/Itachi)

A quarta forma de romper genjutsus é o mecanismo de contra-genjutsu. Ele apareceu na obra duas vezes, uma com o Itachi aplicando solo, outra com os irmãos aplicando o Gen Sharingan/Tsukuyomi para romper o controle do Mugen Onsa.

O mecanismo aqui é bem direto, ao invés de tentar sobrepujar o controle da rede de chakra de uma forma defensiva, ampliando o seu chakra Inton numa posição de desvantagem para tentar romper o Genjutsu, vc faz isso de forma ofensiva, inflando seu chakra para botar a outra pessoa em Genjutsu, e assim romper o controle original.

O Kyo Tenchi-ten faz isso de forma automática, o usuário do Sharingan copia o mesmo genjutsu que foi lançado em si, e o aplica na vítima. Como o nível do Itachi era muito superior ao da Kurenai, ele fez isso com bastante facilidade.

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  27411

Já no caso dos irmãos, um contra-genjutsu contra o Kabuto não era possível, visto que ele usava as pálpebras de cobra para evitar a porta de entrada da visão.

Nesse sentido, ao invés de tentar romper o genjutsu a partir de uma disputa no plano mental pelo controle da rede de chakra, eles utilizaram a abordagem mais rápida, rompendo os gens de forma ofensiva. Não seria impossível, em tese, sair do Mugen Onsa pelo método 1, o problema é que esse processo é mais desgastante e lento. Só ver o trabalho infernal que o Sasuke teve pra sair do Tsukuyomi na luta contra o Itachi.

4 – Casos especiais


A principal complexidade na análise de genjutsus são suas variantes e casos especiais, que acabam criando furos aqui e ali nos mecanismos propostos na obra. No entanto, vou tentar esclarecer alguns sob a luz do mecanismo que descrevi no tópico;

a) Genjutsus de uso contínuo (Kokuangyo, Kijo no Rokaju, etc)

Genjutsus, de modo geral, funcionam ao longo tempo. Mostrei acima a Rin, que passou várias horas presa no genjutsu do ninja de Iwagakure. No entanto, na maioria dos casos, sua aplicação é momentânea. Gen sharingan ocorre em um instante ao processar a imagem do olho, Mugen Onsa e Gamarinsho ocorre ao longo de poucos segundos, ao ouvir uma melodia e por aí vai.

No entanto, alguns genjutsus quebram esse paradigma. São genjutsus que o usuário mantém a aplicação ao longo do tempo. A melhor forma de exemplificar isso é com o Gen da ostra. O Gengetsu enfrentou um batalhão inteiro, ou seja, a qualquer momento um ninja poderia injetar seu chakra no outro para liberar do Genjutsu, mas o Gengetsu, que estava ajudando a aliança, deixou claro que a única forma era destruir a ostra.

Meu entendimento é que nesse tipo de genjutsu, a aplicação ocorre de forma constante. Antes de tudo, vamos à descrição do jutsu no Databook:

Databook 4 escreveu:

Mugen: Kijou no Roukaku
Genjutsu – Suplementar, Curto e Médio Alcance – Rank B
Usuários: Hozuki Gengetsu

As cópias intermináveis produzidas pelo vapor confundem o a mente do inimigo!!

A gigantesca ostra invocada libera vapor encobrindo completamente as redondezas. A membrana das partículas de água geram efeitos de difração de luz, enganando os olhos inimigos para dar origem a incontáveis imagens virtuais, ao mesmo tempo que o usuário oculta sua presença dentro da miragem...

↑ Atendendo ao chamado do Nidaime Mizukage, a ostra gigantesca aparece. Depois que ele ativa o jutsu, ele se oculta dentro da ilusão.

→ Diferente de outras técnicas de clonagem, as imagens virtuais não desaparecem mesmo que sejam atacadas.


O genjutsu só começa a partir do vapor da ostra, que preenche o campo com uma gotículas que o Gengetsu então refrata. A ideia aqui é que essas refrações são a porta de entrada (Sentido – visão) para o Genjutsu. Desse modo, como as refrações estão ocorrendo a todo momento, e a ostra mantém a liberação de vapor para manter as gotas de água no ar, a aplicação ocorre de forma constante e contínua.

Isso explica pq não adianta tentar quebrar esse genjutsu. Ao ver novamente as refrações, o usuário cai de novo no genjutsu, um processo praticamente instantâneo.

Essa mesma mecânica provavelmente se aplica ao Kokuangyo, já que o Hiruzen nem cogitou tentar quebrar o gen, ele partiu direto para usar seu olfato para tentar localizar o Orochimaru.

b) Genjutsus locais (Kori Shinchū, Magen: Kokoni Arazu, Genjutsu das bandeiras – Boruto filme etc)

Tratam-se de genjutsus aplicados em uma área, ou seja, todos que chegam no local, independente da atuação do usuário, caem no genjutsu. O funcionamento desses gens não é problema, já que alterações no sistema nervoso são capazes de replicar todos esses efeitos. O primeiro (Kori Shinchū), é aquele genjutsu usado no exame chunin, em que as vítimas ficavam andando em círculos sem chegar na torre. Uma ilusão ótica, alterando o posicionamento da torre dependendo da localização da vítima, explica o funcionamento. O segundo (Kokoni azaru) é aquele que transformou a plaquinha de 201 em 301 no clássico. Tbm muito simples, alteração da percepção de visão. O último foi aquele do filme, que multiplicou as bandeiras, processo bem similar ao do anterior.

O mais complicado é sua aplicação. Como todos esses gens são visuais, minha ideia é que o chakra do usuário é espalhado na superfície, convertendo as imagens vistas ali em portas de entrada para o genjutsu, e mantendo esse estado continuamente por longos períodos de tempo. Esses jutsus seguem a ideia de programação (como o Tensha Fuuin do Mangekyou Sharingan), em que o usuário não faz a manipulação da rede da vitima (e por consequência, do seu sistema nervoso) de forma ativa, em tempo real. Ao contrário, ele programa uma alteração especifica, que vai gera apenas um efeito, já escolhido antes do genjutsu. É por isso que, diferente dos gens contínuos, esses são bem fáceis de quebrar, já que ao quebrar a manipulação programada, como o usuário não está diretamente conectado com a vítima, não tem mais nada para acontecer.

c) Koto Amatsukami

O Koto é um doujutsu, mas não exige contato visual. Além disso, diferente do genjutsu do dedo do Itachi, não se destaca nenhuma imagem específica que foi usada como porta. E o problema aí é como esse gen é aplicado?
O funcionamento é simples de entender, mas a aplicação fica sem uma explicação clara.

d) Mugen Tsukuyomi

O Mugen Tsukuyomi é um dos gens mais discutidos, por ter propriedades únicas. A aplicação, à primeira vista, é simples. A porta de entrada dele pelos sentidos é a visão, por meio da luz emitida. Essa luz tem uma característica especial, que é atravessar qualquer obstáculo físico. Por isso todos na terra foram pegos, não adiantava estar dentro de casa, dormindo, numa caverna, enfim. A luz atravessa parede, rocha, pálpebra e chega no olho de qualquer forma.
No entanto, existe um problema. O Mugen tsukuyomi não é um Gen contínuo, visto que sua aplicação se dá apenas no momento que a luz está sendo emitida. Tanto é que, depois que o sasuke reflete essa luz protegendo o time 7, eles não caem no genjutsu depois. Até aí tudo bem, o problema é que, mesmo com terceiros tentando tirar a vítima do Genjutsu (Hiruzen tenta), não é possível.

E isso acaba indo de encontro com o mecanismo de aplicação. Não tem muito como explicar, mas levando em conta que se trata de um genjutsu divino (aplicado com chakra dos Otsutsuki) e que ele parece ter uma conexão direta com seres vivos (Edos não caem), fica claro que esse genjutsu tem particularidades que o distinguem dos demais.

Resumo


Ficou bastante longo, mas acho importante destrinchar esse ramo da obra. Essa é minha interpretação sobre genjutsus, e a ideia aqui é discutir essa interpretação e outras. Para quem não leu tudo, deixo esse resumo do que foi dito:

- Genjutsus são aplicados por meio dos cinco sentidos, necessitando de uma imagem, melodia (e em tese, contato físico, odor e sabor) para permitir que o usuário entre na mente do oponente e tome controle de sua rede de chakra;

- Genjutsus funcionam manipulando a rede de chakra do oponente, em especial na região do sistema nervoso central. Ao manipular esse chakra, o usuário manipula o sistema nervoso do oponente, aplicando efeitos de paralisia, alucinação entre outros.

- O chakra gasto em genjutsus se destina a moldar chakra Inton, que amplia as capacidades mentais do usuário, o permitindo vencer a vítima na disputa pelo controle da rede de chakra




Enfim, é isso, agradeço a todos que leram por completo e espero saber as opiniões de vocês, outras interpretações, e perguntas sobre choques específicos na obra, como Sharingan vs Gen da ostra, por exemplo, para ampliar essa discussão.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Heimdall escreveu:
Pessoal, algumas discussões recentes com o pessoal do fórum me relembraram de criar esse tópico, algo que eu pretendia fazer no passado. A ideia aqui é discutir de forma ampla os genjutsus da obra, desde seu mecanismo de aplicação ao seu funcionamento, incluindo detalhes sobre genjutsus especiais. Vou iniciar com a minha leitura sobre esse tema, mas a ideia do tópico é discutirmos outras interpretações para tentar entender melhor esse ramo de jutsus tão controverso na obra.

1 – Mecanismo de aplicação dos Genjutsus



Bom, tudo começa com o entendimento de como os genjutsus são aplicados. As primeiras explicações que tivemos na obra foram dadas no databook 1 e numa conversa do Jiraiya com o Naruto:

Databook 1 escreveu:

Genjutsu
Hipnose e ilusionismo para confundir a mente...

É um tipo de técnica hipnótica que leva a mente do alvo para um mundo ilusório, podendo causar confusão ou desgaste físico/mental. A principal diferença com relação a outros jutsus é que ele não ataca diretamente o corpo do alvo. Existem diversos tipos de genjutsu que podem ser usados para atacar ou criar uma vantagem para o usuário.

Vantagens: É difícil detectar quem utilizou o jutsu. Além disso, pode ser usado contra múltiplos alvos.

Desvantagens: Uso prolongado desgasta o usuário e dificilmente causa algum dano para o alvo.

O alvo cai na armadilha sem perceber...


Essa primeira explicação é bem básica e pouco comenta sobre o mecanismo que é usado de fato.

A segunda explicação, do Jiraiya, é bem mais esclarecedora:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  09
“Genjutsu é algo onde, aplicando ele nos cinco sentidos do oponente... você controla o chakra que flui no sistema nervoso dele.”

Com uma frase, já são abordados o mecanismo de aplicação dos genjutsus e como eles funcionam. Inicialmente, vou me ater à parte de aplicação. Os genjutsu funcionam por meio dos cinco sentidos do oponente, e sabemos pela obra que de fato este é o início da grande maioria dos genjutsus. Gens visuais requerem que a vítima enxergue uma determinada imagem. Gens sonoros exigem que a vítima ouça uma certa melodia, e por aí vai.  Um ponto interessante com relação a isso foi o genjutsu do dedo, que o Itachi usou contra o Naruto. Geralmente, os usuários do Sharingan aplicam seu genjutsu usando os próprios olhos como “imagem”. Por isso a regra geral era tentar não olhar no olho do Uchiha. Mas, ao utilizar outro genjutsu, o usuário pode usar outra coisa como imagem, até mesmo um dedo:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  06
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  07

Analogamente, esse mecanismo seria como um código inserido em uma imagem/melodia. Ao ver aquela imagem “distorcida” com o código, cria-se uma porta de entrada na mente do oponente, a partir da qual o usuário aplica o genjutsu.

Existem alguns casos especiais, que vou comentar mais pra frente, mas à principio, o funcionamento é esse.

Aqui já existe uma controvérsia bem grande, porque depois que foi destacado que o genjutsu é uma aplicação de Inton, muita gente começou a interpretar que genjutsus funcionam por meio de injeção de chakra na rede do oponente. Eu vou abordar esse tema mais pro final tbm.

2 – Mecanismo de funcionamento dos Genjutsus



Depois que o usuário tem acesso ao oponente, aí o genjutsu começa a funcionar de fato. Novamente, vamos seguir com a explicação do Jiraiya.

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  10

Juntando a parte da página anterior, temos o seguinte:

“Genjutsu é algo onde, aplicando ele nos cinco sentidos do oponente... você controla o chakra que flui no sistema nervoso dele... Em um genjutsu, o chakra de sua mente é controlado pelo oponente.”

Com essa explicação, podemos tirar as seguintes conclusões:

1. Genjutsus funcionam por meio de manipulação do chakra do oponente. Não é citado entrada de outro chakra na vítima.

2. Mais especificamente, o chakra que é controlado é o que flui diretamente no sistema nervoso. Isso indica que o que ocorre nos genjutsus está diretamente relacionado ao sistema nervoso da vítima.

Existem diversos tipos de genjutsu, mas, de modo geral, eles podem sempre ser explicados por manipulações do sistema nervoso da vítima. Ao manipular o sistema nervoso, é possível explicar quase todos os genjutsus da obra:

a) Genjutsus de paralisia (Magen: Jubaku Satsu, Mateki: Mugen onsa, Magen: Gamarinsho, etc)

Ao travar a comunicação do cérebro com o resto do sistema nervoso, é possível causar paralisia no corpo. Aliás, paraplegia na vida real ocorre justamente por esse motivo. Lesões na coluna impedem o fluxo de sinais do sistema nervoso para o resto do corpo.

Pegando os exemplos, existem níveis distintos de paralisia. Jubaku Satsu e Mugen Onsa ainda permitem controle do pescoço pra cima (Kureinai mordendo o lábio, Sasuke e Itachi virando a cabeça pra usar o gen: Sharingan), além de permitirem moldagem de chakra (Shikamaru kage mane). Ou seja, isso indica que a paralisia é estritamente corporal, e o genjutsu funciona rompendo o link do pescoço para baixo. Já o Gamarinsho está em outro nível de potência. A manipulação do sistema nervoso ocorre de tal forma que toda (ou praticamente toda) a conexão cérebro corpo é rompida. Os corpos simplesmente tombam/desmaiam no campo de batalha. Nessa potência, é provável que a vítima não consiga nem moldar chakra mais.

Observação: Uma coisa não impede a outra, gens de paralisia são acompanhados por alguma ilusão (visual/auditiva) no plano mental, que geralmente representam simbolicamente o que está acontecendo com o corpo.

b) Genjutsus ilusórios (Gen: Sharingan (Sasuke), Kokuangyo, Magen: kijo no Rokaku, etc)

Nosso cérebro processa as informações obtidas pelos cinco sentidos. Ao manipular a parte do cérebro que interpreta os sinais mandados pelos cinco sentidos, é possível criar qualquer imagem, qualquer som, e por aí vai. Aliás, esse é o mecanismo de funcionamento das alucinações na vida real.

O nível de alteração pode ser simples, como o Sasuke trocando a imagem vista pelo Danzou ao olhar para o seu braço, ou criando uma imagem falsa dele próprio morrendo pra tentar enganar o Deidara. Pode ser mais complexo, alterando a central para forçar a vítima a não enxergar nada, como o Kokuangyo do Hashirama. Ou ainda mais complexo, como o Kijo no Rokaku do Gengetsu, que força a vítima a enxergar incontáveis miragens que simulam lutas e conversam, além de apagar qualquer imagem que as vítimas teriam do corpo verdadeiro. Tudo isso é alteração do centro de percepção da no cérebro da vítima.

c) Genjutsus de controle (Genjutsu Mangekyou Sharingan, Koto Amatsukami, Gen sharingan do Itachi na mulher do clássico).

Todas as nossas ações são realizadas pelo controle do cérebro. Genjutsus de alto nível são capazes de manipular o sistema nervoso da vítima de forma mais ampla, tomando controle de suas ações. O grande diferencial do Koto Amatsukami é que ele faz isso de forma tão sutil e refinada que a vítima não tem noção que está sendo controlada, o q não é verdade em outros casos.

3 – Quebra de genjutsus



Existem 3 mecanismos conhecidos que podem quebrar genjutsus, dois deles abordados na explicação do Jiraiya.

a) Controlar seu próprio chakra para romper o fluxo manipulado pelo oponente.

O Jiraiya explica essa mecânica e o Naruto tenta aplica-la contra o Itachi. Primeiro, é bom destacar como fica o fluxo de uma pessoa normal e uma presa em genjutsu:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  04
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  05
No caso da Rin, o chakra está sendo manipulado, o fluxo está completamente deturbado em várias direções. Enfim, essa tentativa para sair do Genjutsu consiste basicamente em romper esse fluxo, o resetando para o “default”, por assim dizer, encerrando o controle que esse chakra manipulado tem sobre o sistema nervoso da vítima.

No entanto, como ficou claro em Naruto v Itachi, isso nem sempre é possível, e é interessante entender a razão para isso. Essa manipulação do chakra da vítima ocorre de alguma forma, continuamente, para que a pessoa fique presa no genjutsu. E aqui, na minha visão, a explicação do databook traz um detalhe interessante:

“Desvantagens: Uso prolongado desgasta o usuário e dificilmente causa algum dano para o alvo.”

Como esse desgaste do usuário se dá?

A resposta, no meu entendimento, está no chakra. Muitos fãs da obra entendem que o mecanismo de atuação do Genjutsu é por meio de emissão de chakra para a vítima. Aí, esse chakra entraria na rede do alvo e faria o controle lá. Eu discordo fortemente disso. Eu escolhi trazer a imagem da Karin justamente pq é um contra-ponto a essa interpretação. Em nenhum momento a Karin se preocupou em verificar se o o chakra do Danzou estava dentro dela ou do Sasuke. A preocupação era ver se o próprio chakra dela ou o chakra do Sasuke estavam calmos. Se o mecanismo fosse de injeção de chakra, pq ela não se atentaria para isso, sendo sensora? Notem tbm que ela descarta com convicção a possibilidade de genjutsu ao ver que está calmo, dando a entender que não tem outra forma de cair em genjutsu.

Então como esse chakra é gasto?

Meu entendimento é que o usuário molda seu chakra na forma de Inton, ampliando sua capacidade no plano mental. Quanto mais chakra for moldado, e maior qualidade tiver esse chakra (Senjutsu- Gamarinsho), maior será o poder do usuário no plano mental.

A ideia é o seguinte, quando o usuário aplica o Gen, ele entra na mente do oponente através de uma porta (um dos cinco sentidos). A partir daí, o fluxo de chakra da vítima passa a ser manipulada por duas mentes, a da vítima e a do usuário. O que determina quem vai conseguir sobrepujar o outro nessa disputa é a quantidade/qualidade do chakra Inton e o controle de chakra. Quem tiver mais, leva a disputa. Por isso, quando o Naruto tentou tomar o controle de seu fluxo, ele perdeu pro Itachi, que tem um Inton bem mais desenvolvido e, à época, tinha um controle de chakra melhor.

Essa explicação encaixa muito bem com a obra. Ela explica pq Gens gastam chakra mas ao mesmo tempo, explicam o que esse chakra faz, já que essa cena da Karin e outras trazem fortes indícios de que o chakra não entra diretamente na vítima.

b) Dor

O segundo mecanismo conhecido é a dor, como mostrado por Shikamaru e Kurenai. Debatendo sobre esse tema surgiu um questionamento – se o genjutsu funciona via chakra no plano mental, como dor física remove genjutsus?
Isso é mais um ponto que corrobora a ideia de que todos os efeitos do genjutsu são gerados por manipulações no sistema nervoso. A dor é basicamente um sinal muito forte mandado mandado pelo sistema nervoso periférico para o central. Quanto mais forte a dor, mais forte é o sinal mandado.

A ideia para dor quebrar genjutsus é a seguinte: dependendo do nível de manipulação do sistema nervoso, a dor manda um sinal tão forte que desestabiliza a cuidadosa manipulação que o usuário está fazendo. Ou seja, se a força do sinal que está sendo manipulado for menor do que o sinal enviado pela dor, o sistema nervoso acaba voltando para o “default” tbm. Comparando com o primeiro mecanismo, é como se este atacasse diretamente no sintoma, enquanto o primeiro ataca a causa da doença.

c) Injeção de chakra de terceiros

O terceiro mecanismo é o que tem maior garantia de funcionar. Como foi explicado pelo Jiraiya, a entrada de um chakra externo na sua rede quebra completamente o controle que o usuário tem sobre ele. E a ideia para isso é bem direta. Usar genjutsus requer um controle minucioso da rede da vítima, tanto que essa habilidade é sempre associada a alto controle de chakra e inteligência. Quando alguém injeta chakra de fora, não existe disputa pelo controle da rede da vítima. Todo o minucioso controle é literalmente atropelado por um chakra externo, que dá um choque forte o suficiente na rede do alvo para desestabilizar completamente o controle.

E é por isso que o nível em Inton/controle de chakra da vítima e de quem está aplicando o chakra por fora independe na hora de liberar de um genjutsu por esse mecanismo. Não existe disputa no plano mental, não existe batalha pelo controle da rede de chakra.

A título de informação, esse aqui é o mecanismo adotado por Jinchurikis perfeitos para sair de genjutsus:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  15

4 – Casos especiais



A principal complexidade na análise de genjutsus são suas variantes e casos especiais, que acabam criando furos aqui e ali nos mecanismos propostos na obra. No entanto, vou tentar esclarecer alguns sob a luz do mecanismo que descrevi no tópico;

a) Genjutsus de uso contínuo (Kokuangyo, Kijo no Rokaju, etc)

Genjutsus, de modo geral, funcionam ao longo tempo. Mostrei acima a Rin, que passou várias horas presa no genjutsu do ninja de Iwagakure. No entanto, na maioria dos casos, sua aplicação é momentânea. Gen sharingan ocorre em um instante ao processar a imagem do olho, Mugen Onsa e Gamarinsho ocorre ao longo de poucos segundos, ao ouvir uma melodia e por aí vai.

No entanto, alguns genjutsus quebram esse paradigma. São genjutsus que o usuário mantém a aplicação ao longo do tempo. A melhor forma de exemplificar isso é com o Gen da ostra. O Gengetsu enfrentou um batalhão inteiro, ou seja, a qualquer momento um ninja poderia injetar seu chakra no outro para liberar do Genjutsu, mas o Gengetsu, que estava ajudando a aliança, deixou claro que a única forma era destruir a ostra.

Meu entendimento é que nesse tipo de genjutsu, a aplicação ocorre de forma constante. Antes de tudo, vamos à descrição do jutsu no Databook:

Databook 4 escreveu:

Mugen: Kijou no Roukaku
Genjutsu – Suplementar, Curto e Médio Alcance – Rank B
Usuários: Hozuki Gengetsu

As cópias intermináveis produzidas pelo vapor confundem o a mente do inimigo!!

A gigantesca ostra invocada libera vapor encobrindo completamente as redondezas. A membrana das partículas de água geram efeitos de difração de luz, enganando os olhos inimigos para dar origem a incontáveis imagens virtuais, ao mesmo tempo que  o usuário oculta sua presença dentro da miragem...

↑ Atendendo ao chamado do Nidaime Mizukage, a ostra gigantesca aparece. Depois que ele ativa o jutsu, ele se oculta dentro da ilusão.

→ Diferente de outras técnicas de clonagem, as imagens virtuais não desaparecem mesmo que sejam atacadas.  


O genjutsu só começa a partir do vapor da ostra, que preenche o campo com uma gotículas que o Gengetsu então refrata. A ideia aqui é que essas refrações são a porta de entrada (Sentido – visão) para o Genjutsu. Desse modo, como as refrações estão ocorrendo a todo momento, e a ostra mantém a liberação de vapor para manter as gotas de água no ar, a aplicação ocorre de forma constante e contínua.

Isso explica pq não adianta tentar quebrar esse genjutsu. Ao ver novamente as refrações, o usuário cai de novo no genjutsu, um processo praticamente instantâneo.

Essa mesma mecânica provavelmente se aplica ao Kokuangyo, já que o Hiruzen nem cogitou tentar quebrar o gen, ele partiu direto para usar seu olfato para tentar localizar o Orochimaru.

b) Genjutsus locais (Kori Shinchū, Magen: Kokoni Arazu, Genjutsu das bandeiras – Boruto filme etc)

Tratam-se de genjutsus aplicados em uma área, ou seja, todos que chegam no local, independente da atuação do usuário, caem no genjutsu. O funcionamento desses gens não é problema, já que alterações no sistema nervoso são capazes de replicar todos esses efeitos. O primeiro (Kori Shinchū), é aquele genjutsu usado no exame chunin, em que as vítimas ficavam andando em círculos sem chegar na torre. Uma ilusão ótica, alterando o posicionamento da torre dependendo da localização da vítima, explica o funcionamento. O segundo (Kokoni azaru) é aquele que transformou a plaquinha de 201 em 301 no clássico. Tbm muito simples, alteração da percepção de visão. O último foi aquele do filme, que multiplicou as bandeiras, processo bem similar ao do anterior.

O mais complicado é sua aplicação. Como todos esses gens são visuais, minha ideia é que o chakra do usuário é espalhado na superfície, convertendo as imagens vistas ali em portas de entrada para o genjutsu, e mantendo esse estado continuamente por longos períodos de tempo. Esses jutsus seguem a ideia de programação (como o Tensha Fuuin do Mangekyou Sharingan), em que o usuário não faz a manipulação da rede da vitima (e por consequência, do seu sistema nervoso) de forma ativa, em tempo real. Ao contrário, ele programa uma alteração especifica, que vai gera apenas um efeito, já escolhido antes do genjutsu. É por isso que, diferente dos gens contínuos, esses são bem fáceis de quebrar, já que ao quebrar a manipulação programada, como o usuário não está diretamente conectado com a vítima, não tem mais nada para acontecer.

c) Koto Amatsukami

O Koto é um doujutsu, mas não exige contato visual. Além disso, diferente do genjutsu do dedo do Itachi, não se destaca nenhuma imagem específica que foi usada como porta. E o problema aí é como esse gen é aplicado?
O funcionamento é simples de entender, mas a aplicação fica sem uma explicação clara.

d) Mugen Tsukuyomi

O Mugen Tsukuyomi é um dos gens mais discutidos, por ter propriedades únicas. A aplicação, à primeira vista, é simples. A porta de entrada dele pelos sentidos é a visão, por meio da luz emitida. Essa luz tem uma característica especial, que é atravessar qualquer obstáculo físico. Por isso todos na terra foram pegos, não adiantava estar dentro de casa, dormindo, numa caverna, enfim. A luz atravessa parede, rocha, pálpebra e chega no olho de qualquer forma.
No entanto, existe um problema. O Mugen tsukuyomi não é um Gen contínuo, visto que sua aplicação se dá apenas no momento que a luz está sendo emitida. Tanto é que, depois que o sasuke reflete essa luz protegendo o time 7, eles não caem no genjutsu depois. Até aí tudo bem, o problema é que, mesmo com terceiros tentando tirar a vítima do Genjutsu (Hiruzen tenta), não é possível.

E isso acaba indo de encontro com o mecanismo de aplicação. Não tem muito como explicar, mas levando em conta que se trata de um genjutsu divino (aplicado com chakra dos Otsutsuki) e que ele parece ter uma conexão direta com seres vivos (Edos não caem), fica claro que esse genjutsu tem particularidades que o distinguem dos demais.  

Resumo



Ficou bastante longo, mas acho importante destrinchar esse ramo da obra. Essa é minha interpretação sobre genjutsus, e a ideia aqui é discutir essa interpretação e outras. Para quem não leu tudo, deixo esse resumo do que foi dito:

- Genjutsus  são aplicados por meio dos cinco sentidos, necessitando de uma imagem, melodia (e em tese, contato físico, odor e sabor) para permitir que o usuário entre na mente do oponente e tome controle de sua rede de chakra;

- Genjutsus funcionam manipulando a rede de chakra do oponente, em especial na região do sistema nervoso central. Ao manipular esse chakra, o usuário manipula o  sistema nervoso do oponente, aplicando efeitos de paralisia, alucinação entre outros.

- O chakra gasto em genjutsus se destina a moldar chakra Inton, que amplia as capacidades mentais do usuário, o permitindo vencer a vítima na disputa pelo controle da rede de chakra




Enfim, é isso, agradeço a todos que leram por completo e espero saber as opiniões de vocês, outras interpretações, e perguntas sobre choques específicos na obra, como Sharingan vs Gen da ostra, por exemplo, para ampliar essa discussão.


 O mecanismo da ostra é bem interessante é realmente n adiantaria muito o controle de chakra, já que o genjutsu é para inimigo se esconder, mas como é um vapor, creio que um futon dissiparia a nuvem e aí seria o fim da invisibilidade.

Quanto ao Tsukyomi é o gamashinrou creio que se vc souber estabilizar seu chakra tu vai sair, claro que isso n é fácil,so personagens com um controle minucioso de chakra podem sair deles, também conta obviamente a resistência a dor,já que jutsus como o Tsukyomi são uma tortura,então n é algo pra qualquer um fazer.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Ótimo tópico! Concordo com praticamente todos os pontos levantados e gostei da proposta também.

No caso do Genjutsu do Mizukage, se um adversário souber exatamente como funciona a ilusão, ele poderia evitá-lo através de algumas maneiras, não? Fuuton (lançando as gotículas de água para longe), desde que seja bem abrangente? Manipulação da temperatura... fazendo o vapor se tornar água ou gelo? Concentrando-se nos demais sentidos? E caso não tenham conhecimento, usuários de Doujutsu poderiam compreender o funcionamento da técnica e, em seguida, usar algum dos métodos anteriormente citados, concedendo-lhes certa resistência em relação àqueles que não possuem esse tipo de Kekkei Genkai?

"Contra-Genjutsu" e "Proteção contra Genjutsus" (senti falta disso no tópico) serviria contra qualquer Genjutsu, ou apenas específicos?

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Justinboll escreveu:

Ótimo tópico! Concordo com praticamente todos os pontos levantados e gostei da proposta também.

No caso do Genjutsu do Mizukage, se um adversário souber exatamente como funciona a ilusão, ele poderia evitá-lo através de algumas maneiras, não? Fuuton (lançando as gotículas de água para longe), desde que seja bem abrangente? Manipulação da temperatura... fazendo o vapor se tornar água ou gelo? Concentrando-se nos demais sentidos? E caso não tenham conhecimento, usuários de Doujutsu poderiam compreender o funcionamento da técnica e, em seguida, usar algum dos métodos anteriormente citados, concedendo-lhes certa resistência em relação àqueles que não possuem esse tipo de Kekkei Genkai?


Bom, a parte de fuuton, aquecimento, etc, teoricamente sim. O problema é que choca com a narrativa da cena, em que o Gengetsu afirma categoricamente que o único jeito era destruir a ostra. Pode ser que ele considerou que ninguém teria força suficiente pra limpar completamente as gotículas. Ou, considerou que isso não adiantaria, pq logo em seguida, ele já reencheria o campo com vapor, reiniciando o genjutsu.

E sempre lembrando, seria em teoria possível sair, por algum dos três métodos. Como comentei, cada um tem suas limitações. A diferença seria não cair de novo.

Sobre o Doujutsu, é uma discussão interessante. Sim, eles são capazes de identificar e, naturalmente o sharingan tem resistência contra gens visuais. Por exemplo, o Raigen: Raikochu do Shee nem pegou o Sasuke, só pela blindagem natural do Sharingan. É possível sim que, dependendo do nível do Sharingan que se utiliza, essa blindagem bloqueasse o genjutsu. Isso é algo bem especifico do Sharingan. Como o chakra afeta desde o cérebro até o nervo ótico pra ativar o Sharingan, isso provavelmente explica essa blindagem.



"Contra-Genjutsu" e "Proteção contra Genjutsus" (senti falta disso no tópico) serviria contra qualquer Genjutsu, ou apenas específicos?


Ah sim, o contra-genjutsu é uma das formas de sair, esqueci de colocar. Bem lembrado. Vou escrever o texto e pedir pro Iriw editar.

Essa parte de "proteção contra genjutsus", vc se refere especificamente a que?

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Foda que eu quase nunca discordo de você :yoda:

Bom tópico, no aguardo dos contrapontos (especialmente aquele que envolve o CT do Sasuke).

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Yagi escreveu:
Foda que eu quase nunca discordo de você :yoda:

Bom tópico, no aguardo dos contrapontos (especialmente aquele que envolve o CT do Sasuke).


Eu lembro de algumas vezes, principalmente a respeito de uma certa Kunoichi loira :fem:

Mas é isso, esperar os contra-argumentos pra botar o debate pra frente.

@Justinboll

Aqui a parte sobre os contra-genjutsus, q vai ser adicionada lá em breve.


d) Contra-Genjutsu (Magen: Kyō Tenchi-ten, combo Sasuke/Itachi)

A quarta forma de romper genjutsus é o mecanismo de contra-genjutsu. Ele apareceu na obra duas vezes, uma com o Itachi aplicando solo, outra com os irmãos aplicando o Gen Sharingan/Tsukuyomi para romper o controle do Mugen Onsa.

O mecanismo aqui é bem direto, ao invés de tentar sobrepujar o controle da rede de chakra de uma forma defensiva, ampliando o seu chakra Inton numa posição de desvantagem para tentar romper o Genjutsu, vc faz isso de forma ofensiva, inflando seu chakra para botar a outra pessoa em Genjutsu, e assim romper o controle original.

O Kyo Tenchi-ten faz isso de forma automática, o usuário do Sharingan copia o mesmo genjutsu que foi lançado em si, e o aplica na vítima. Como o nível do Itachi era muito superior ao da Kurenai, ele fez isso com bastante facilidade. Ao colocar ela no genjutsu, ela perdeu o controle que tinha sobre a rede dele, e o Genjutsu foi liberado.

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  27411

Já no caso dos irmãos, um contra-genjutsu contra o Kabuto não era possível, visto que ele usava as pálpebras de cobra para evitar a porta de entrada da visão.

Nesse sentido, ao invés de tentar romper o genjutsu a partir de uma disputa no plano mental pelo controle da rede de chakra, eles utilizaram a abordagem mais rápida, rompendo os gens de forma ofensiva. Não seria impossível, em tese, sair do Mugen Onsa pelo método (a), o problema é que esse processo é mais desgastante e lento. Só ver o trabalho infernal que o Sasuke teve pra sair do Tsukuyomi na luta contra o Itachi.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Heimdall escreveu:
Justinboll escreveu:

Ótimo tópico! Concordo com praticamente todos os pontos levantados e gostei da proposta também.

No caso do Genjutsu do Mizukage, se um adversário souber exatamente como funciona a ilusão, ele poderia evitá-lo através de algumas maneiras, não? Fuuton (lançando as gotículas de água para longe), desde que seja bem abrangente? Manipulação da temperatura... fazendo o vapor se tornar água ou gelo? Concentrando-se nos demais sentidos? E caso não tenham conhecimento, usuários de Doujutsu poderiam compreender o funcionamento da técnica e, em seguida, usar algum dos métodos anteriormente citados, concedendo-lhes certa resistência em relação àqueles que não possuem esse tipo de Kekkei Genkai?


Bom, a parte de fuuton, aquecimento, etc, teoricamente sim. O problema é que choca com a narrativa da cena, em que o Gengetsu afirma categoricamente que o único jeito era destruir a ostra. Pode ser que ele considerou que ninguém teria força suficiente pra limpar completamente as gotículas. Ou, considerou que isso não adiantaria, pq logo em seguida, ele já reencheria o campo com vapor, reiniciando o genjutsu.

E sempre lembrando, seria em teoria possível sair, por algum dos três métodos. Como comentei, cada um tem suas limitações. A diferença seria não cair de novo.

Sobre o Doujutsu, é uma discussão interessante. Sim, eles são capazes de identificar e, naturalmente o sharingan tem resistência contra gens visuais. Por exemplo, o Raigen: Raikochu do Shee nem pegou o Sasuke, só pela blindagem natural do Sharingan. É possível sim que, dependendo do nível do Sharingan que se utiliza, essa blindagem bloqueasse o genjutsu. Isso é algo bem especifico do Sharingan. Como o chakra afeta desde o cérebro até o nervo ótico pra ativar o Sharingan, isso provavelmente explica essa blindagem.



"Contra-Genjutsu" e "Proteção contra Genjutsus" (senti falta disso no tópico) serviria contra qualquer Genjutsu, ou apenas específicos?


Ah sim, o contra-genjutsu é uma das formas de sair, esqueci de colocar. Bem lembrado. Vou escrever o texto e pedir pro Iriw editar.

Essa parte de "proteção contra genjutsus", vc se refere especificamente a que?


Entendi! No caso de Proteção contra Genjutsus me refiro a uma das habilidades do Pain

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  12
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  13

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Excelente tópico. Em pouco tempo retornarei para discutir e aprofundar mais no mesmo.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
@Justinboll

Ah sim.

Bem interessante esse caso.

Bom, antes de tudo, não é exatamente uma proteção contra Genjutsus nesse caso, já que a técnica do Inoichi é um Ninjutsu Hiden Yamanaka:

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  Ymdv2x10

Acho que a Wikia avaliou trocado, pq eles consideram isso do pain como um ninjutsu, sendo que o Inoichi fala claramente que é um "genjutsu de proteção" poderoso.

Mas, pode ser que funcione com contra genjutsus tbm, já que afeta diretamente o sistema nervoso/plano mental.

Esse jutsu não foi explicado em databook, então seu método de funcionamento é especulativo.

Minha interpretação é o seguinte: Trata-se de um poderoso genjutsu, que manipula o sistema nervoso criando alterando os caminhos nas sinapses de forma semi-permanente. Nossas memórias são armazenadas no cérebro por meio de sinapses, e seria possível, em tese, que um genjutsu consiga reprogramar o caminho dessas sinapses para deixar as memórias inacessíveis, ou pelo menos, muito bem ocultas. E a representação simbólica disso no plano mental seriam essas portas, barrando as memórias. Mas é bom frisar, é um genjutsu bastante poderoso, pq conseguiu alterar o sistema nervoso da vítima de forma permanente, o que não é normal em gens.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Acredito que o mecanismo de aplicação do Genjutsu dependa do tipo de genjutsu, mais especificamente do seu alcance.
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  5BgGnHE
Nesse caso, por exemplo, nos genjutsus que possuem uma imagem como "entrada", provavelmente, os receptores ópticos (fotodetectores) convertem o sinal óptico (a imagem, contendo chakra) em uma "falsa imagem", é dessa forma que ocorre a manipulação do chakra da vitima, é uma manipulação indireta.
No caso do Jubaku Satsu a imagem de entrada é o usuário se transformando em névoa.  
No caso do Narakumi o redemoinho de folhas.
Ambas são imagens imaginarias, e é através delas que o usuário do genjutsu manipula o sistema nervoso do adversário.  
Em genjutsus sonoros ao invés de uma imagem, temos uma melodia contendo chakra.  

Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  Y6yeZSE
Nesse caso o genjutsu está no local e não em uma imagem especifica , ou som, as pessoas que entram naquele local automaticamente ficam presas no genjutsu, pode -se dizer que a entrada do genjutsu é o local, ele provavelmente funciona enviando falsos sinais para os receptores sensoriais do alvo.
Em dois exemplos de genjutsus dessa natureza, o Kokoni Arazu e o Kori Shinchu, o genjutsu foi quebrado após as falhas dele serem percebidas, o que da a entender que caso não exista um meio, o genjutsu só funciona enquanto o oponente não perceba que está em um genjutsu, basicamente nesse tipo de genjutsu existe um falso sinal no local, que assim quando percebido, para de ser recebido.
Agora no caso de genjutsu que possuem um meio, como o Kijo no Rokaku, os falsos sinais são enviados continuamente para o alvo pela fonte, o Molusco, mesmo que ele tenha a percepção de que está em um genjutsu, não consegue quebrar o sinal, a menos que destrua a fonte.

E quando ao funcionamento do genjutsu, também existe distinção dependendo do tipo de genjutsu.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Bom tópico, concordo com a maioria dos argumentos XD

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
ShinobinoKami escreveu:
Acredito que o mecanismo de aplicação do Genjutsu dependa do tipo de genjutsu, mais especificamente do seu alcance.
Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  5BgGnHE
Nesse caso, por exemplo, nos genjutsus que possuem uma imagem como "entrada", provavelmente, os receptores ópticos (fotodetectores) convertem o sinal óptico (a imagem, contendo chakra) em uma "falsa imagem", é dessa forma que ocorre a manipulação do chakra da vitima, é uma manipulação indireta.
No caso do Jubaku Satsu a imagem de entrada é o usuário se transformando em névoa.  
No caso do Narakumi o redemoinho de folhas.
Ambas são imagens imaginarias, e é através delas que o usuário do genjutsu manipula o sistema nervoso do adversário.  
Em genjutsus sonoros ao invés de uma imagem, temos uma melodia contendo chakra.  


Justamente, a imagem não precisa ser real, pode ser uma pré-ilusão já, algo como um "Bunshin no jutsu", em que apenas é criado uma imagem sem massa.

A ideia para o mecanismo de porta de entrada é algo mais ou menos como um código. Em imagens, por exemplo, a arte de colocar mensagens ocultas é chamada de estenografia. Cada genjutsu vai ter uma certa imagem característica que a pessoa tem que ver. Por exemplo, ao moldar chakra no dedo, o Itachi conseguiu transforma-lo nessa imagem "codificada". Quando o cérebro do alvo tenta processar esse código, aí abrem-se as portas para o Genjutsu.


Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  Y6yeZSE
Nesse caso o genjutsu está no local e não em uma imagem especifica , ou som, as pessoas que entram naquele local automaticamente ficam presas no genjutsu, pode -se dizer que a entrada do genjutsu é o local, ele provavelmente funciona enviando falsos sinais para os receptores sensoriais do alvo.
Em dois exemplos de genjutsus dessa natureza, o Kokoni Arazu e o Kori Shinchu, o genjutsu foi quebrado após as falhas dele serem percebidas, o que da a entender que caso não exista um meio, o genjutsu só funciona enquanto o oponente não perceba que está em um genjutsu, basicamente nesse tipo de genjutsu existe um falso sinal no local, que assim quando percebido, para de ser recebido.
Agora no caso de genjutsu que possuem um meio, como o Kijo no Rokaku, os falsos sinais são enviados continuamente para o alvo pela fonte, o Molusco, mesmo que ele tenha a percepção de que está em um genjutsu, não consegue quebrar o sinal, a menos que destrua a fonte.

E quando ao funcionamento do genjutsu, também existe distinção dependendo do tipo de genjutsu.


Interessante.

De fato, pelo menos no Kokoni Azaru, ninguém deu Kai diretamente, a ilusão só se desfez mesmo.

No Kori Shinchu, acho que o gen se desfez quando eles derrotaram o trio de Amegakure..

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Tópico muito bom, mas tô com uma seria preguiça de comentar. :fem:

Se pá, volto ae mais tarde.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
Porque muitos assumem o rinnegan como imune a genjutsu ocular?

 Até onde eu sei o método de aplicação do genjutsu(os métodos básicos) são apenas ferramentas úteis para a introdução da técnica, oque conta de fato no genjutsu é a complexidade do gen e o nível. Ou seja, se o rinnegan não conseguiu quebrar o Gamarinsho, porque alguns acreditam que ele quebraria um Tsukuyomi? Lembrando que o Rinnegan enxerga como todos os olhos, não existe nada que bloqueie a introdução de um genjutsu mediante a vista. Do contrário no caso da formação Pain a visão compartilhada facilitaria o uso de Genjutsu ocular.

descriptionGenjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.  EmptyRe: Genjutsus - Uma discussão sobre sua aplicação, funcionamento e quebra.

more_horiz
FrutosDoMar escreveu:
Porque muitos assumem o rinnegan como imune a genjutsu ocular?

 Até onde eu sei o método de aplicação do genjutsu(os métodos básicos) são apenas ferramentas úteis para a introdução da técnica, oque conta de fato no genjutsu é a complexidade do gen e o nível. Ou seja, se o rinnegan não conseguiu quebrar o Gamarinsho, porque alguns acreditam que ele quebraria um Tsukuyomi? Lembrando que o Rinnegan enxerga como todos os olhos, não existe nada que bloqueie a introdução de um genjutsu mediante a vista. Do contrário no caso da formação Pain a visão compartilhada facilitaria o uso de Genjutsu ocular.


Creio que digam que usuários de Doujutsu são imunes a Genjutsus oculares no sentido figurado. Imune, ninguém é, mas certamente existem aqueles que são mais resistentes, pois possuem uma facilidade tão grande para quebrar Genjutsus que usar isso contra eles se torna algo praticamente inútil.

Para quebrar um Genjutsu é necessário primeiramente identificá-lo. Usuários de Doujutsu podem fazer isso mais facilmente, assim podem começar a usar um dos métodos de quebra de Genjutsu imediatamente, tal como Itachi fez contra a Kurenai.

No caso do Gama Rinshou/Tsukuyomi vs. Rinnegan.

Gama Rinshou é um Genjutsu sonoro utilizado por 2 usuários de Senjutsu. O Tsukuyomi é um Genjutsu visual utilizado por um usuário do Mangekyou Sharingan.

Para evitar o Tsukuyomi, basta fechar os olhos. Para evitar o Gama Rinshou, nem adianta tampar os ouvidos. Ao meu ver, é bem mais fácil para um usuário do Rinnegan se previnir contra Genjutsus visuais do que Genjutsus sonoros, por isso que Pain caiu no Gama Rinshou. Além disso, acho que o mangá sempre deu a entender que os sonoros são mais perigosos/poderosos que os visuais. E também tem o fato de que o Sasuke disse que um Genjutsu lançado pelo Rinnegan podia ser quebrado por um usuário do Rinnegan. E desde que o Tsukuyomi é lançado por um Mangekyou Sharingan, que é um Doujutsu de potência inferior ao do Rinnegan, é plausível dizer que poderia ser quebrado por um poder maior.
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos