Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Bem vindo ao maior fórum de animes de Brasil & Portugal!

Não deixe de registrar sua conta para poder participar do fórum! Leia nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE e configure suas opções de privacidade: https://www.forumnsanimes.com/privacy (ao acessar nosso site, você aceita nossas políticas de privacidade)

Poste 5 mensagens no fórum para ativar o seu primeiro rank e começar sua jornada! Aqui, você irá fazer amigos, participar de eventos, subir de rank e até ganhar prêmios!

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Fórum NS - Discussões sobre animes, mangás e mais! Entrar

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyAmegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva XxaD3gm

Amegakure (雨隠れ; literalmente significa: "Chuva Oculta") é a Vila Oculta na Chuva, localizada no País da Chuva. Não segue o sistema de liderança através de um Kage, mas possui um número considerável de ninjas, liderados por Hanzo da Salamandra. A vila tem estágio de industrialização avançado, sua arquitetura é composta de vários arranha-céus metálicos com dutos embutidos, além de linhas de energia labirínticas. Uma série de pequenas aldeias também envolvem Amegakure. Como o próprio nome sugere, chove quase constantemente devido a uma tempestade por cima da aldeia.

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva 5898e0f7697b873ad2c19d3c298ffb00358476e2r1-648-1071v2_uhq
Ritsu, ninja de Amegakure!

Ritsu, uma ninja extremamente comum e de baixo escalão de Amegakure no Sato, está com uma ficha de nomes de novos genin's formados pela academia ninja. Preocupa-se com diversas coisas, inclusive com a possibilidade de molhar, visto que existem pingos de chuva, indicando que o tempo poderia ficar extremamente chuvoso. Nesse meio tempo, a garota consegue contatar alguns ninjas e direcionar possíveis sensei's, conforme orientações do líder da vila, Hanzo. Com alguma dificuldade, a garota consegue encontrar três ninjas separados, em pontos distantes, e em uma praça central da vila, rapidamente os agrupa, forçosamente, por intermédio de seu ninjutsu de água, que ela manipulava com certa facilidade. Os três, agora, podiam se ver, cara a cara, uma garotinha Uzumaki, de nome Orihime, uma garota um pouco mais velha, Uchiha, de nome Teshi e outra Uchiha, com rosto um pouco mais infantil, de nome Suseri. Esses ninjas, agora, deveriam dialogar, e Ritsu, estava no local observando atentamente. Haviam, apenas, três bancos, uma mesinha de centro, tudo feito de cimento, e pouquíssima vegetação no local. Além disso, não havia muitos pedestres pela localidade.




Ação livre para @Ben Ikneg @Lady e @Vegane

________________________________________________

Amegakure no Sato - País da Chuva EIbKXLU
Clique e visite a minha galeria ^^
Prêmios :

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva EFlSgE0

Com uma cara fechada, me aproximo da mesinha que havia no local e acabo me sentando em um dos bancos, ergo uma sobrancelha ao notar a presença das outras garotas e minha intenção inicial naquele momento era apenas prosseguir com minha "suposta atuação" como um kunoichi iniciante. Eu simplesmente não tinha a capacidade funcional de socializar com desconhecidos, mas pelo visto, aquilo estava sendo exigido de mim. Desviando meu olhar para o chão, eu acabaria falando:

Huh... Bom dia, meu nome é Uchiha Suseri... É um prazer conhece-las... Espero que possamos nós dar bem!

Era apenas uma frase, mas falar aquilo tinha consumido uma certa sanidade de alguém que simplesmente não tinha habilidades sociais e que preferia ficar maior parte do tempo, distante das pessoas..

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
A loira cruzava o caminho dos aldeões expressando um largo sorriso em seu rosto, seguia em direção a uma praça, onde encontraria outras kunoichis. Estava empolgada com o que aquele encontro traria para sua vida como uma kunoichi da Vila da Chuva. — Olá! - proferia assim que as encontrasse. Sentou-se em uma das cadeiras livres e ao ouvir a apresentação rápida e sem muitas informações da garota de cabelos azulados, sorriu suavemente imaginando como desenharia aquela garota. Ela adorava desenhar.

— Ah, me chamo Orihime Uzumaki. - diria se apresentando, voltando a perder-se em seus pensamentos logo em seguida.

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Dobrava cuidadosamente o papel entre meus dedos, sentindo a textura suave e a promessa de cada dobra se formando. O silêncio era meu companheiro, e a arte dos tsurus ganhava vida em minhas mãos. Cada movimento era uma dança delicada, uma expressão do meu domínio sobre o papel. Então, um chamado ressoou, quebrando a serenidade do momento. Deixei os tsurus incompletos, ergui-me com uma mistura de curiosidade e determinação, seguindo na direção daquela voz insistente que me puxava para longe da minha arte.

Ao chegar, deparei-me com duas garotas, seus olhares cruzando-se com os meus por um breve instante antes de me apresentar. A graça ao sentar-se é automática, uma extensão natural de minha linhagem. Enquanto imagino o que o destino traça para nós, a saudade de Konan envolve meus pensamentos como uma névoa persistente, uma recordação constante que me acompanha, mesmo em novos encontros.

— Tenshi, Kami Tenshi. — Finalizaria minha curta apresentação, julgando como desnecessário alongar mais do que isso.

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva 5898e0f7697b873ad2c19d3c298ffb00358476e2r1-648-1071v2_uhq
Ritsu, ninja de Amegakure!

Ritsu observava diretamente os ninjas simplesmente não conseguirem dialogar como esperava, e em seguida, informava a elas o seu destino: - Vocês não dialogaram como eu esperava... mas tudo bem... O que importa é que vocês serão uma equipe agora, e devem se apresentar perante Hanzo da Salamandra, o nosso líder! Espero que, com ele, tenham mais palavras... - Informou Ritsu, enquanto mostrava a direção e condicionava os genin's rumo ao escritório do líder de sua vila, Hanzo! Após a chegada, os ninjas poderiam conversar com Hanzo, diretamente. E então, eles realmente ingressaram em uma sala com um amadeirado antigo nas paredes, a foto de Hanzo atrás de sua cadeira, uma mesa extensa e alguns pergaminhos encima, o próprio Hanzo sentado em uma cadeira alta de couro, enquanto a direita havia um sofá de quatro lugares, e a esquerda armários... No chão da localidade, não existia revestimento sobre o piso.



Ação livre para @Ben Ikneg @Lady e @Vegane no seguinte tópico:
- https://www.forumnsanimes.com/t104166-escritorio-de-hanzo-da-salamandra

________________________________________________

Amegakure no Sato - País da Chuva EIbKXLU
Clique e visite a minha galeria ^^
Prêmios :

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz


Amegakure no Sato - País da Chuva Wrls2eB


- Em segundos ? O Orochimaru derrotou o Hokage e um time de ninjas junto. Duvido que esse cara seja forte assim...mas se for verdade, não teremos nem chance de encará-lo ou fugir dele. Nenhuma das duas opções é ótima, mas se o Relâmpago está assim e a situação de Kimimaro é mais urgente, seguiremos para a Chuva. Obrigada pelas informações Juugo, agora tenho certeza de que tomei a melhor decisão. - Respondeu seu companheiro, mudando de ideia sobre que caminho seguir primeiro. - Oh Hanya, sua escrava é muito burra, ela não sabe como o mundo ninja funciona. Nesse ritmo ela só vai ser um estorvo, mas pode ficar com ela. Só não reclame quando eu usar essa coitada como escudo de carne em alguma batalha complicada. - Reclamou, já percebendo que a pobre sobrevivente do massacre só daria problemas daqui pra frente.

Com a decisão tomada, ela seguiu viagem até a Chuva. Todavia, no trajeto, criaria dois Kage Bushins que usariam Henge no Jutsu para se transformar em ninjas com o símbolo do País das Montanhas, um território neutro que não deveria atrair hostilidade. Os objetivos dos clones seriam claros : atuar como batedores, recolhendo informações sobre o caminho a frente, procurando pistas sobre o paradeiro de Kimimaro baseando-se no que havia escutado no Ninja Shop de Oto. Uma tática que visava assegurar a segurança do grupo, já que estavam entrando em um território perigoso.


Amegakure no Sato - País da Chuva D25c92c081f93bbc8c8ba942247ebff5c265eda9_hq


- Zetsu, você sabe algo sobre essa confusão toda com o Kimimaro ? - Questionou a criatura que seguia o time Kabuto. Se Kimimaro tivesse atacado a Akatsuki, isso seria um problema, e Zetsu poderia eventualmente atrair os meninos para uma enrascada. Contudo, Rena preferia fazer suas escolhas com informações a mais do que a menos em suas mãos. - Se algum de vocês conseguir me auxiliar na coleta de informações também seria bom. - Pediu ao seu time, pouco certa de que meros clones teriam sorte em encontrar alguma coisa interessante em território desconhecido. Depois, também deu a espada quebrada de Myato ao seu dono original.

@Ben Ikneg @ZedDaSilva @Zatrys

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva OIG3.7bjwAmegakure no Sato - País da Chuva OIG2

As células e os instintos de Nemu deviam estar se revirando para sair daquele lugar. Realmente, foi um trauma e tanto. Hanya pensava que o melhor a se fazer era sair dali o mais rápido possível. Ela notou um certo desleixo de sua companheira, mas era de se esperar, dadas as condições atuais. Apesar de Nemu estar sob efeitos mentais, um traço de sua personalidade ainda era perceptível em suas falas. Isso animava Hanya de algum modo, pois não queria escravizar a menina para sempre. Com isso em mente, Hanya decidiu permitir que, aos poucos, a mente de Nemu fosse ganhando espaço em suas ações.

Hanya respondeu às perguntas de Nemu em um tom igualitário e sincero: — Nemu, devemos nos curvar perante Rena como forma de respeito. Além de ter uma patente maior, ela, desde o início, toma as decisões mais sábias e quase sempre é isso que nos salva da morte. Já Myato é nosso companheiro e não devemos usar nossas habilidades ninja contra nossos amigos. No seu caso, precisei usar para o seu próprio bem, mas não farei isso para sempre, entende? — disse Hanya, suspirando após a explicação paciente. Ela se levantou e respondeu à Rena com determinação e lealdade:

Não acho que isso irá acontecer, mas, caso aconteça, conte comigo para te proteger e dar apoio, como sempre.

Sugando o ar fétido do local, Hanya encheu seus pulmões ao máximo, como se fosse dar um berro. No entanto, na hora de gritar, a menina tossiu, com os olhos lacrimejando. O miasma naquele lugar estava intenso demais. Na segunda tentativa, sem puxar tanto ar, Hanya gritou o nome de seu corvo: YAAAAAAGO!!! — surpreendentemente, o corvo dado por Itachi pousou no ombro da jovem Uchiha de forma quase mágica. Nesse momento, Hanya começou a conversar com o pássaro, como se ele fosse um ser humano, já esperando comentários e piadas de seus amigos pelo ato, que era diferente.

Yago, estamos indo para o Leste, mais precisamente para o País da Chuva. Gostaria que você se comunicasse com os pássaros da região. Pergunte a eles se avistaram um homem magro, com cabelos brancos e este símbolo estranho, igual ao que Rena tem na cabeça. Caso encontre algo, por favor, me avise. Agora, tome seu petisco. — Após o bizarro momento conversando com o pássaro, Hanya deu-lhe uma minhoca que havia pegado durante a viagem. Antes que o pássaro voasse para sua primeira missão oficial, Hanya comentou: — Yaaago, você não está se esquecendo de nada? — Para espanto de todos, a ave pareceu dizer algo como...


Amegakure no Sato - País da Chuva 1444c61798e9ed90ff6a7698af272d54

É para já chefinha!


Vocês viram isso?! — Com um olhar de felicidade e satisfação, Hanya estufou o peito e marchou com orgulho para o Leste, por seu pássaro ter conseguido falar a frase treinada durante meses, na presença de sua líder. — Levante-se, Nemu, vamos embora deste lugar. Não aguento mais respirar este fedor.

@Nie @Zatrys @Ben Ikneg

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz


Amegakure no Sato - País da Chuva E4bdd453900aa0f92a00bbeab2a7f2bc


Ao chegar na vila da chuva, Myato acompanhou a estratégia de Rena e criou 2 Mokubushin que iriam investigar a área a procura de informações importantes, principalmente informações sobre Kimimaro.

Amegakure no Sato - País da Chuva Aa1aab7acfc5b975c00550e4411949d44d2f171cr1-360-450v2_hq

@Nie  @Ben Ikneg  @ZedDaSilva

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva Yep36NF
País da Chuva
Por volta das 7 horas.

Ao adentrar o território daquela nação, o time de Otogakure no Sato não pôde deixar de notar a vegetação fraca e a chuva leve que atingia seus corpos, deixando o trio totalmente encharcado em pouco tempo. O local exalava uma energia acinzentada, com vilas destruídas e abandonadas, estilhaços por todo lado e alguns esqueletos visíveis. A vida em Otogakure no Sato já era bastante difícil, mas aquele lugar parecia ainda pior. Onde quer que olhassem, havia indícios de guerra e batalha, uma lembrança constante da destruição que ali imperava.

Uchiha Hanya decidiu chamar o corvo que Itachi havia dado a ela. Com sua nova capacidade, comunicou-se com a criatura, que prontamente obedeceu seu comando e rapidamente partiu em busca de mais informações pela região. Enquanto isso, Myato criou mais clones que se espalharam para localizar alguma informação também. Não demorou muito para ambos reunirem algumas pistas existentes naquele ambiente.

Ao cruzarem a fronteira da sombria nação, o trio de Otogakure no Sato foi recebido pela melancólica paisagem de vegetação fraca, açoitada por uma chuva fina e incessante. Em questão de minutos, seus trajes estavam ensopados, a água escorrendo pelo rosto e gotejando de seus cabelos. O local exalava uma energia acinzentada, onde vilas outrora vibrantes agora jaziam em ruínas, estilhaços de batalhas passadas espalhados como cicatrizes no solo, e esqueletos visíveis, sinistras lembranças da violência que ali ocorrera. Se a vida em Otogakure no Sato já era um desafio, esse lugar era a personificação do desespero. Cada olhar ao redor revelava um novo vestígio de guerra, um lembrete constante da destruição que ali reinava suprema.

INFORMAÇÕES OBTIDAS:
— Supostamente um bando de corvos viu um jovem com aparência semelhante a Kaguya Rena, a última vez que viram ele foram aos arredores de Amegakure no Sato. Ele parecia estar fugindo de uma mulher com cabelos azuis que parecia acompanhada de diversos cães gigantes, porém... Os corvos fugiram do local assim que viram o campo de batalha ficar infestado de ossos e explosões.
— Os clones de Myato conversaram com alguns civis famintos, eles alegam que viram um garoto chamado "Kimimaro" estava de alguma forma "fora de controle", mas foi neutralizado e suprimido por uma mulher que carregava o título de "Anjo'.


Amegakure no Sato - País da Chuva H4vNI0q

Kaguya Rena, atenta e meticulosa, anotava mentalmente cada detalhe das informações que recebia. Sentindo a necessidade de uma verificação mais profunda, ela decidiu chamar a presença do Zetsu. E não foi apenas o Zetsu Branco que emergiu à sua frente, mas também seu "irmão", o enigmático Zetsu Negro. Os dois estavam praticamente fusionados com o solo, suas figuras estranhas e intimidadoras encarando a jovem chunin de Otogakure no Sato.

Bom dia! — começou o Zetsu Negro com um tom meio jocoso. — Por que não dizemos boa manhã? — completou o Zetsu Branco, num tom igualmente irônico, criando um diálogo que beirava o cômico.

Apesar da tentativa de leveza, a dupla logo focou na questão que perturbava Rena.

Digamos que Kaguya Kimimaro não estava totalmente recuperado da operação envolvendo as células de Senju Hashirama que Madara e Hanako aplicaram nele. — começou o Zetsu Branco, com uma expressão séria. — No entanto, ele decidiu avançar em direção ao País do Som antes de estar completamente acostumado ao seu "novo corpo" que precisa de descanso e um treino apropriado, para ele não perder o controle. — completou o Zetsu Negro, após um breve suspiro, continuaria a falar. — Madara então pediu para alguns membros da Akatsuki localizarem e capturarem Kimimaro antes que algo perigoso acontecesse com ele. Se quiserem reclamar sobre essa situação, falem diretamente com Madara. Nós não temos culpa de nada.

As palavras dos Zetsus ecoaram pelo ambiente, deixando um ar de tensão no ar. Não demorou muito para que eles dessem uma cordenada de onde poderiam encontrar uma das bases da Akatsuki, dentro daquela região.

Amegakure no Sato - País da Chuva L3FPxhI
Arredores de Amegakure no Sato
Por volta das 8 horas.


Ao chegar nas coordenadas fornecidas pelo Zetsu, o grupo rapidamente percebeu que estava em Amegakure no Sato. A paisagem era desoladora e sombria, com o céu encoberto por nuvens escuras e o som constante de chuva martelando os telhados corroídos. O cenário era um caos: destroços espalhados por todos os lados, prédios destruídos e canos enferrujados que se enroscavam como serpentes sinistras.

Amegakure no Sato - País da Chuva S1ah9l1

Enquanto avançavam com cautela, puderam ouvir os ecos de batalhas e brigas distantes. Uma jovem mulher, visivelmente ferida e usando uma máscara de gás, corria desesperadamente entre os prédios em uma tentativa frenética de fuga. Seus passos eram pesados e desordenados, deixando um rastro de sangue no chão encharcado. Ela esbarrou em Rena, caindo abruptamente ao chão, suas mãos ensanguentadas tentando se erguer.

Antes que pudessem ajudá-la, um conjunto de bastões negros emergiu do céu, perfurando suas partes vitais com uma precisão brutal. O sangue jorrou de seu corpo, pintando o chão e as paredes ao redor em um espetáculo macabro. O grito de agonia da mulher ecoou pelas ruas vazias, uma sinfonia de horror que parecia nunca ter fim.

Amegakure no Sato - País da Chuva Ca5cb75ff7bd5b6606b9dc21c16a66b3

Uma voz sombria e fria se fez ouvir, vinda das sombras densas entre os canos enferrujados. Um homem se aproximava, ele claramente estava falando consigo próprio, parecia imerso em seus pensamentos e não se importava com qualquer presença ao seu redor:

Nem mesmo sua filha, será poupada, Hanzou da Salamandra. — Comentaria ele de forma vazia, quase como se estivesse falando para o além.

A presença sinistra na voz causou um arrepio na espinha de Rena e de seus companheiros. O ar parecia mais pesado, quase irrespirável, o sujeito simplesmente iria se aproximar do corpo da garota numa velocidade absurda que mal dava para acompanhar com seus olhos, e cada vez mais bastões negros atravessariam e penetravam o corpo daquela mulher até ela parar finalmente de respirar, aquele homem simplesmente não parava de atacar com estranhos bastões negros que emergiam do seu corpo e ele empunhava com uma naturalidade assustadora. Seus olhos pareciam completamente cegos com uma raiva que não dava para entender.

Amegakure no Sato - País da Chuva V8XuXxq

Das roupas daquela garota, um pequeno macaco saiu correndo e rapidamente se escondeu atrás das pernas de Myato. A criatura pequena e peluda parecia terrivelmente assustada e encarava aquele homem que agora iria encarar o grupo de Otogakure no Sato como se eles fossem os seus próximos alvos. O macaco suplicou naquele momento:

Por favor, me ajudem... Esse homem é louco, ele invadiu nossa casa e simplesmente executou toda família daquela garota da forma mais brutal que pode.

Hanya em particular poderia notar algo de peculiar naquele homem, seus olhos pareciam transmitir um poder assustador e ele também, parecia carregar um manto da organização conhecida como Akatsuki.

Ação livre para @Zatrys @Nie @ZeddaSilva

Última edição por Ben Ikneg em Qui 11 Jul 2024, 21:08, editado 1 vez(es)

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz

Amegakure no Sato - País da Chuva Wrls2eB


- Engraçadinhos...pena que o mundo ninja não é lá muito bem-humorado. E essa reação parece a cara dele, mas acho que podemos dar um jeito nisso com uma conversa adequada. Não é como se Orochimaru estivesse em perigo no momento. - Respondeu os dois Zetsus, embora sua vontade inicial fosse de socar os dois. Não estava com saco para piadinhas, já que a situação não era boa e o local em que estavam não era nada agradável. O País da Chuva mais parecia um inferno do que um local do mundo humano. Rena não acreditava que poderia existir um lugar mais caótico que a Névoa e o Som, mas seu pensamento havia sido contrariado com pouco tempo rondando o local.

"Para onde quer que vou há desgraça...que mundinho maldito." - Ela refletiu, reforçando seu desejo de transformar Otogakure em um lugar pacífico para que pelo menos os seus pudessem ter paz e tranquilidade.

De qualquer forma, crente no que havia escutado dos dois membros da Akatsuki, a Kaguya e os outros seguiram seu caminho. No trajeto, eles toparam com uma criança estranha portando uma máscara. Ela parecia desesperada, e por isso Rena considerou ajudá-la, mesmo sendo uma estranha. Contudo, antes que pudesse fazer algo, a menina acabou sendo alvejada por estacas, gerando sua morte.

O autor do ato era um homem estranha e de olhos esquisitos, cuja presença lhe causava uma angústia estranha, gerando a vontade de dar o fora dali. Todavia, aquilo não surtiria nenhum efeito positivo : se tentasse apresentar alguma reação abrupta, teria certamente o mesmo destino da tal filha de Hanzou. Por isso, antes que alguém fizesse alguma besteira, Rena se manifestou, erguendo as mãos em sinal de rendição.

- Não somos seus inimigos, também somos aliados da Akatsuki. Se duvida, podemos chamar os Zetsu para explicar a situação. Somos amigos de Kimimaro e soubemos que ele acabou se envolvendo em uma confusão...queríamos dar um jeito nisso. Sabemos que Madara já tomou suas providências, mas acredito que podemos resolver isso com uma conversa. - Disse, ignorando completamente o macaco. Sob risco de vida, a última coisa que faria era tentar proteger um bicho esquisito daqueles ao invés de seus amigos. - E só para constar, não temos a intenção de atrapalhar o que quer que você esteja fazendo... - Escolheu deixar tal questão clara para o ruivo, sabendo que ele estava emocionalmente alterado. Ter cautela numa situação daquelas não faria mal algum.
@Ben Ikneg @ZedDaSilva @Zatrys

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz


Amegakure no Sato - País da Chuva E4bdd453900aa0f92a00bbeab2a7f2bc


- Meu clone acabou de ser morto... pelo nosso sensei. Orochimaru o tranformou em uma aberração. Degraçado! - gritou Myato batendo suas mãos na parede com toda força que tinha. Logo após isso, contou aos seus companheiro o que seu clone havia testemunhado, claramente abalado.

Amegakure no Sato - País da Chuva Images?q=tbn:ANd9GcSTXljwsHiqEuCtUBjU8mCZ-bF2MAw50MVVEx_CnAZ-05jnq53C8Hex5cDlgS_qgvX6c0Y&usqp=CAU

Um tempo depois, presenciou a cena grotesca do homem matando a garota brutalmente. Myato não entendia o porquê daquilo tudo,se incomodou com a situação, mas preferiu se manter calado, o sujeito era amedrontador. Pegou o macaco e o colocou em seus ombros. - Fica tanquilo, não acho que ele queira te matar, não é mesmo esquisitão dos olhos roxos?

@Nie  @Ben Ikneg  @ZedDaSilva

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva OIG1Amegakure no Sato - País da Chuva OIG3

Hanya, com um olhar atento, observava a situação à sua frente. Sentindo um calafrio na espinha, ativou seu Sharingan. Seus olhos vermelhos e penetrantes fixaram-se nos bastões negros que perfuravam a jovem garota. Algo sobre aqueles bastões a incomodava profundamente. — Há algo estranho com esses bastões”, disse, sua voz suave mas firme.
— Aconselho vocês a não encostarem neles.

Enquanto Rena explicava as intenções da equipe ao imponente ninja da Akatsuki, Hanya e Nemu, tomadas pela seriedade do momento, ajoelharam-se diante do ninja. Em uma demonstração de respeito ou talvez de desespero, ignoraram completamente o macaco falante e a jovem garota sem vida. A tensão no ar era palpável, e a cena, carregada de uma melancolia sombria, refletia o perigo iminente que todos sentiam.

@Nie @Zatrys @Ben Ikneg

descriptionAmegakure no Sato - País da Chuva EmptyRe: Amegakure no Sato - País da Chuva

more_horiz
Amegakure no Sato - País da Chuva L3FPxhI
Arredores de Amegakure no Sato
Por volta das 8 horas.

Amegakure no Sato - País da Chuva S76IzFD


Hanya e Nemu simplesmente se curvaram para aquele indivíduo numa pose de respeito, enquanto Myato tentava tranquilizar o pequeno macaco que estava tremendo em seu lado, Kaguya Rena levantou seus braços perante o indivíduo com aqueles olhos tão terríveis e tentou iniciar um diálogo, porém aquele sujeito pouco se importou inicialmente com as palavra dela, ao notar que ela não era de fato um shinobi de Amegakure no Sato. Ele ergueu seu braço em direção de Myato:

Eu não me importo em quem são vocês. Me entregue a aberração do reino dos macacos, Otonin.

Amegakure no Sato - País da Chuva 625a5b48c01571475ae6f63e3e9f5b467072fe93r1-705-461v2_00

O trio sentiu seus corpos perderem peso por um momento antes de serem brutalmente repelidos em direções diferentes, chocando-se com canos de aço bruto. A dor alucinante percorreu seus corpos ao baterem com tudo em objetos tão duros. O homem possuía uma habilidade incomum, um campo de força que repeliria tudo que estivesse próximo dele. A força do impacto arrancou gritos de dor de cada um deles, enquanto tentavam recuperar o fôlego e se situar. Porém, o pequeno macaco continuava tão firme no corpo de Myato, que nem mesmo aquele estranho ninjutsu tinha feito ele se separar dele.

Amegakure no Sato - País da Chuva HvmuvqJ

Antes que o indivíduo com aqueles temíveis olhos canalizasse seu chakra para impulsionar o grupo contra os estilhaços de vidro espalhados pela região, um sujeito mascarado emergiu das sombras. O ar ao redor deles parecia congelar, e uma tensão opressiva tomou conta do lugar. O mascarado segurou firme o pulso daquele indivíduo com cabelos alaranjados, com uma força tão opressiva que facilmente teria deslocado seu pulso de lugar. Ambos membros da Akatsuki iria se encarar naquele momento:

Nagato, não se precipite! — a voz de Madara ecoou, fria e imponente, enquanto ele segurava firmemente o pulso do homem, cujos olhos estavam cegos de um ódio fervilhante. — Eles não têm nenhuma relação com sua campanha de vingança. De certa forma, eles são apenas "estagiários" em nossa pequena organização, eles ainda serão muito uteis tanto para você, quanto para mim. Não seria legal você machucá-los sem nenhum bom motivo.

Não era possível observar o rosto daquele homem graças a máscara, sua presença parecia engolir a luz ao seu redor. O olhar de Nagato oscilava entre a raiva e a confusão, seus olhos queimando com uma fúria que ameaçava consumir tudo ao redor. Porém, o Uchiha continuava a falar:

Eu entendo o seu sentimento vingativo, já fui assim no passado… Destruindo tudo que estivesse na minha frente, sem conseguir canalizar meu ódio, para você deve ser até mesmo pior, já que o Rinnegan intensifica o seu descontrole e raiva numa intensidade ainda maior que uma pessoa normal. — continuou Madara, seu tom tornando-se quase sussurrante, um veneno sedutor em cada palavra. — Porém, sejamos racionais. O que você vai ganhar massacrando um bando de crianças e um macaco que não têm nada a ver com Hanzou? Apenas se controle, homem.

Amegakure no Sato - País da Chuva WqDbW7j

Os olhos de Nagato se fixaram no mascarado, carregando um ódio intenso, como se cada palavra de Madara fosse um combustível para sua fúria.

Um deus não precisa se controlar na hora de aplicar a sua punição, Madara... E me toque dessa forma mais uma vez, que nem mesmo você será poupado da minha ira, ouviu bem?

Madara riu baixinho, uma risada fria que ressoava como o estalo de um galho seco sob os pés.

Agora você se acha um deus? Faça-me rir! — perguntou Madara, seu tom cheio de escárnio. — Cuidado, Nagato. A hybris é o prelúdio da queda. Mesmo um deus pode ser derrubado se não souber medir suas ações. Seja infantil na minha frente novamente, e vou te mostrar isso na prática.

Por fim, Madara largou o punho de Nagato, que apenas ficou quieto, sem nenhuma ação imediata, apenas fitando as costas do homem cabeludo de forma assustadora. O silêncio era pesado, carregado de uma tensão latente. Madara, no entanto, ignorou o ambiente carregado e caminhou casualmente em direção ao trio que havia se chocado violentamente com uma casa da região. Com um gesto quase cavalheiresco, ele ofereceu a mão para Kaguya Rena se levantar. Quando todos estavam de pé, ele comentou de forma respeitosa, mas com uma frieza calculada:

Suponho que vocês estejam aqui para visitar o jovem Kimimaro, certo? O procedimento médico que realizei em conjunto com Uchiha Hanako foi um sucesso. Substituímos os órgãos prejudicados pela tuberculose em estado terminal por órgãos artificiais, feitos a partir do corpo do Zetsu Branco. Graças aos seus atributos corporais excepcionais, ele poderá voltar para Otogakure no Sato muito em breve.

Madara fez uma pausa, avaliando a reação do grupo antes de continuar, sua voz tomando um tom mais sombrio.

Porém, aquele Kaguya é tão volátil quanto um urso faminto. Ele só pensa em "Orochimaru" 24 horas por dia. Se ele não repousar por alguns dias, há grandes chances das células de Senju Hashirama se destabilizarem, e ele simplesmente se transformará em uma árvore graças a dificuldade de controlar o poder do Mokuton presente em seu corpo.

O olhar de Madara era intenso, suas palavras carregavam uma mistura de conhecimento médico e uma ameaça velada. Ele estava testando a determinação do grupo, desafiando-os a compreenderem as complexidades e os perigos que cercavam Kimimaro.

Se querem ajudar seu amigo, precisam convencê-lo a descansar. Caso contrário, todo o esforço terá sido em vão, e ele se tornará apenas mais um sacrifício no altar da ambição de Orochimaru. Alías... Itachi está repousando com Kimimaro numa das bases aqui por perto, que tomamos não faz muito tempo, caso queiram vê-los, apenas me sigam.

Por fim, Madara daria as costas para aqueles indivíduos, como se esperasse que eles o seguissem. Ficava a cargo do grupo, Myato em especial notaria que o macaco que estava preso em seu corpo parecia carregar um grande pergaminho em suas costas que parecia carregar uma estranha energia. Valeria a pena interagir com o pequeno primata?

Ação livre para @Nie @ZeddaSilva @Zatrys no seguinte tópico:
https://www.forumnsanimes.com/t106025-central-medica-de-amegakure-no-sato-pais-da-chuva#1816128
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos