Fórum NS Animes - Layout versão BETA
Os membros mais ativos do mês
456 Mensagens - 23%
315 Mensagens - 16%
216 Mensagens - 11%
172 Mensagens - 9%
172 Mensagens - 9%
155 Mensagens - 8%
142 Mensagens - 7%
129 Mensagens - 6%
124 Mensagens - 6%
108 Mensagens - 5%
Os membros mais ativos da semana
5 Mensagens - 13%
5 Mensagens - 13%
5 Mensagens - 13%
5 Mensagens - 13%
5 Mensagens - 13%
4 Mensagens - 10%
4 Mensagens - 10%
3 Mensagens - 8%
2 Mensagens - 5%
2 Mensagens - 5%

Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Senpai
Senpai
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 08/06/2017
Número de Mensagens : 1331
Sexo : Feminino
Idade : 28
Reputação : 58

Pontos :
10 / 10010 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Ter 10 Abr 2018, 19:17
@Lipert escreveu:
@Salsicha escreveu:E quando que eu disse que o cara não sabe do filho @Lipert?

Eu só disse que ela voltou para a Inglaterra e cria o filho dela lá, em nenhum momento eu contei a história da vida dela lá ou com o cara.

Eu só contei um conto e vc botou o restante dos 100 pontos, imaginando tudo, deixa de ser doente cara.
Se o cara quisesse que ela mantivesse o filho por perto, para que ele pudesse ter contato com o filho, será que ela iria aceitar?

Quero saber quem em seu juízo perfeito, iria em primeiro lugar querer seu filho sendo criado na Argentina ao invés da Inglaterra?
e por uma pessoa mais rica que ele?

E foi exatamente o que ele disse, que as coisas para ele estavam ótimas do jeito que estavam.
E ele visitava o filho na Inglaterra, e nunca fez questão de guarda como ela nunca fez questão da presença dele ou de pensão.

Nenhum deles dois era você não Lipert.
avatar
Senpai Estrela
Senpai Estrela
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 04/10/2017
Número de Mensagens : 2987
Sexo : Masculino
Idade : 27
Reputação : 130

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Ter 10 Abr 2018, 22:53
@Salsicha escreveu:
@Lipert escreveu:
@Salsicha escreveu:E quando que eu disse que o cara não sabe do filho @Lipert?

Eu só disse que ela voltou para a Inglaterra e cria o filho dela lá, em nenhum momento eu contei a história da vida dela lá ou com o cara.

Eu só contei um conto e vc botou o restante dos 100 pontos, imaginando tudo, deixa de ser doente cara.
Se o cara quisesse que ela mantivesse o filho por perto, para que ele pudesse ter contato com o filho, será que ela iria aceitar?

Quero saber quem em seu juízo perfeito, iria em primeiro lugar querer seu filho sendo criado na Argentina ao invés da Inglaterra?
e por uma pessoa mais rica que ele?

E foi exatamente o que ele disse, que as coisas para ele estavam ótimas do jeito que estavam.
E ele visitava o filho na Inglaterra, e nunca fez questão de guarda como ela nunca fez questão da presença dele ou de pensão.

Nenhum deles dois era você não Lipert.
Na Argentina SEM CONTATO COM O PAI / Desconhecendo o pai ***

Só pra corrigir.

Quem em seu juízo perfeito será que iria preferir ter contato com o filho do que deixar uma maluca que foi pra Argentina só pra ter um filho bonito, e agora quer levar o filho embora e realizar sua alienação parental (e deixando o filho sem ter um pai, ao menos na maior parte do tempo), né? Não sei, que pergunta difícil :think2:

Se fosse eu, eu não teria saído com alguém tão imoral, pra começo de conversa, então claro que não sou eu :D


Brasil acima de tudo e Deus acima de todos .

Assinatura:

Prêmios:
avatar
Convidado
Convidado

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Ter 10 Abr 2018, 23:21
Nenhuma pessoa em seu juízo normal pensa se o filho vai nascer bonito ou feio.
A primeira coisa que uma pessoa normal pensará é: Espero que meu filho nasça com saúde.

Além do mais, a criança poderá ficar tranquila, pois há formas de obter uma boa aparência de acordo com os padrões da sociedade: Academia, modo de falar, postura, vestimentas e etc.

O que realmente vai traumatizar a criança, é não conhecer o pai, ou o fato do mesmo nem saber que ele exista.
Uma colega minha foi "rejeitada" pelo pai, e mesmo tendo um excelente padastro, visivelmente o fato do pai (de sangue), não estar presente na vida dela, a incomoda.

E como eu disse antes, não é por que o pai e a mãe são bonitos, que o filho será bonito.
Falaram que a amiga mandou a foto da criança e ele era bonito, gostaria de ver essa foto pra realmente confirmar se a criança é bonita.
Por que é comodo pra caramba falar que está certo sem provar.
avatar
Mestre Otaku
Mestre Otaku
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 21/01/2018
Número de Mensagens : 832
Sexo : Feminino
Idade : 18
Reputação : 59

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuáriohttps://www.spiritfanfiction.com/home/

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 09:59
Staz escreveu:Nenhuma pessoa em seu juízo normal pensa se o filho vai nascer bonito ou feio.
A primeira coisa que uma pessoa normal pensará é: Espero que meu filho nasça com saúde.

Além do mais, a criança poderá ficar tranquila, pois há formas de obter uma boa aparência de acordo com os padrões da sociedade: Academia, modo de falar, postura, vestimentas e etc.

O que realmente vai traumatizar a criança, é não conhecer o pai, ou o fato do mesmo nem saber que ele exista.
Uma colega minha foi "rejeitada" pelo pai, e mesmo tendo um excelente padastro, visivelmente o fato do pai (de sangue), não estar presente na vida dela, a incomoda.

E como eu disse antes, não é por que o pai e a mãe são bonitos, que o filho será bonito.
Falaram que a amiga mandou a foto da criança e ele era bonito, gostaria de ver essa foto pra realmente confirmar se a criança é bonita.
Por que é comodo pra caramba falar que está certo sem provar.
@Lipert escreveu:
Na Argentina SEM CONTATO COM O PAI / Desconhecendo o pai ***

Só pra corrigir.

Quem em seu juízo perfeito será que iria preferir ter contato com o filho do que deixar uma maluca que foi pra Argentina só pra ter um filho bonito, e agora quer levar o filho embora e realizar sua alienação parental (e deixando o filho sem ter um pai, ao menos na maior parte do tempo), né? Não sei, que pergunta difícil :think2:

Se fosse eu, eu não teria saído com alguém tão imoral, pra começo de conversa, então claro que não sou eu :D

Olha, eu preciso comentar disso. Eu nasci por acidente numa ficada da minha mãe com outro cara. Ela engravidou, pediu para ele me colocar no registro de família, se mudou para morar com a minha vó e eu fui cuidada com muito amor e carinho. Creio que as pessoas tem essa visão de que viver sem um pai traumatiza alguém, mas isso não é verdade. O que pode traumatizar uma pessoa é ter o pai por perto e perdê-lo. Num divorcio, por exemplo. Eu nunca me incomodei com o fato de não conhecer meu pai e nunca me interessei em conhecê-lo. O desgraçado nunca pagava pensão (ainda não paga) e aceitou me encontrar pois acreditava que passando um tempo com sua "amada filha" a pensão diminuiria. Conheci ele. Foi tipo: "Tá vendo esse desconhecido, Nicole? Ele é seu pai.". E o que eu pensei foi: "Não é não, ele é só um estranho que por acaso doou esperma para o meu nascimento". Ele me conheceu, me abraçou, me comprou roupas e eu estava muito desconfortável pois nunca o tinha visto na vida. Fui viajar com ele uma vez e depois dessa vigem ele desapareceu sem deixar rastros de novo. Minha mãe se casou, eu gosto do meu padrasto e não tenho qualquer problema com a falta do meu pai biológico. Eu não o queria conhecer, fui indiferente ao conhecê-lo e ainda sou indiferente com sua existência, e eu não sou uma pessoa fria. Essa mulher não prejudicou o filho de forma alguma levando ele pra outro país e o tirando do pai e essa criança não vai sentir falta de ter um pai a não ser que considere o amor que receba da mãe ou dos amigos insuficiente. Talvez, se ele sofrer bullying pela falta do pai, o que eu acho improvável, ele queira um pai só pro bullying parar, não por vontade real. Você não pode sentir saudade de alguém com o qual não convive. Foda-se os genes, os amigos desse garoto são muito mais próximos e fariam muito mais falta do que o pai dele. Se ele vê o pai de vez em quando, foda-se, os genes não tornam ele mais importante. O que torna alguém importante pra você é o tempo que você passa com essa pessoa, e acredito que não convivendo com o pai durante a infância seria inclusive mais fácil pra ele do que ver o pai de tempos em tempos, reconhecê-lo como pai e aos poucos começar a se incomodar pelo fato da família não estar unida. Mas não se enganem, viver sem o pai não é "torturante" para uma criança de jeito nenhum a não ser em casos específicos.

E, de novo Lipert, ela pegou o cara como qualquer pessoa normal pega outras pessoas hoje em dia. Ela não enganou o cara pra conseguir um filho e ir embora e também não acho que ela foi pra fucking Argentina com o mero objetivo de fazer uma criança bonita. Eu tenho quase certeza que foi uma coincidência e ela aproveitou a oportunidade e seguiu com a vida. A única diferença entre ela e qualquer outra mulher do mundo é que ela não usou camisinha. SÓ. Eu acho um absurdo você julgá-la quando há tantas mulheres piores que simplesmente não estão fazendo filhos.



❝ Sε нσυνεя σ dεѕεjσ dε ѕε αgαяяαя ασ вяιlнσ dειχαdσ ρσя αlgσ cσмσ ευ,
Acяεdιтαяει иσ jυяαмεитσ ƒειтσ иαqυεlε dια
Ɛ αтέ αѕ вяιlнαитεѕ lάgяιмαѕ dε мευѕ σlнσѕ ѕε тσяиαяα̃σ ƒσяçα ❞
avatar
Senpai Estrela
Senpai Estrela
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 04/10/2017
Número de Mensagens : 2987
Sexo : Masculino
Idade : 27
Reputação : 130

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 14:55
@NikyNeko escreveu:
Staz escreveu:Nenhuma pessoa em seu juízo normal pensa se o filho vai nascer bonito ou feio.
A primeira coisa que uma pessoa normal pensará é: Espero que meu filho nasça com saúde.

Além do mais, a criança poderá ficar tranquila, pois há formas de obter uma boa aparência de acordo com os padrões da sociedade: Academia, modo de falar, postura, vestimentas e etc.

O que realmente vai traumatizar a criança, é não conhecer o pai, ou o fato do mesmo nem saber que ele exista.
Uma colega minha foi "rejeitada" pelo pai, e mesmo tendo um excelente padastro, visivelmente o fato do pai (de sangue), não estar presente na vida dela, a incomoda.

E como eu disse antes, não é por que o pai e a mãe são bonitos, que o filho será bonito.
Falaram que a amiga mandou a foto da criança e ele era bonito, gostaria de ver essa foto pra realmente confirmar se a criança é bonita.
Por que é comodo pra caramba falar que está certo sem provar.
@Lipert escreveu:
Na Argentina SEM CONTATO COM O PAI / Desconhecendo o pai ***

Só pra corrigir.

Quem em seu juízo perfeito será que iria preferir ter contato com o filho do que deixar uma maluca que foi pra Argentina só pra ter um filho bonito, e agora quer levar o filho embora e realizar sua alienação parental (e deixando o filho sem ter um pai, ao menos na maior parte do tempo), né? Não sei, que pergunta difícil :think2:

Se fosse eu, eu não teria saído com alguém tão imoral, pra começo de conversa, então claro que não sou eu :D

Olha, eu preciso comentar disso. Eu nasci por acidente numa ficada da minha mãe com outro cara. Ela engravidou, pediu para ele me colocar no registro de família, se mudou para morar com a minha vó e eu fui cuidada com muito amor e carinho. Creio que as pessoas tem essa visão de que viver sem um pai traumatiza alguém, mas isso não é verdade. O que pode traumatizar uma pessoa é ter o pai por perto e perdê-lo. Num divorcio, por exemplo. Eu nunca me incomodei com o fato de não conhecer meu pai e nunca me interessei em conhecê-lo. O desgraçado nunca pagava pensão (ainda não paga) e aceitou me encontrar pois acreditava que passando um tempo com sua "amada filha" a pensão diminuiria. Conheci ele. Foi tipo: "Tá vendo esse desconhecido, Nicole? Ele é seu pai.". E o que eu pensei foi: "Não é não, ele é só um estranho que por acaso doou esperma para o meu nascimento". Ele me conheceu, me abraçou, me comprou roupas e eu estava muito desconfortável pois nunca o tinha visto na vida. Fui viajar com ele uma vez e depois dessa vigem ele desapareceu sem deixar rastros de novo. Minha mãe se casou, eu gosto do meu padrasto e não tenho qualquer problema com a falta do meu pai biológico. Eu não o queria conhecer, fui indiferente ao conhecê-lo e ainda sou indiferente com sua existência, e eu não sou uma pessoa fria. Essa mulher não prejudicou o filho de forma alguma levando ele pra outro país e o tirando do pai e essa criança não vai sentir falta de ter um pai a não ser que considere o amor que receba da mãe ou dos amigos insuficiente. Talvez, se ele sofrer bullying pela falta do pai, o que eu acho improvável, ele queira um pai só pro bullying parar, não por vontade real. Você não pode sentir saudade de alguém com o qual não convive. Foda-se os genes, os amigos desse garoto são muito mais próximos e fariam muito mais falta do que o pai dele. Se ele vê o pai de vez em quando, foda-se, os genes não tornam ele mais importante. O que torna alguém importante pra você é o tempo que você passa com essa pessoa, e acredito que não convivendo com o pai durante a infância seria inclusive mais fácil pra ele do que ver o pai de tempos em tempos, reconhecê-lo como pai e aos poucos começar a se incomodar pelo fato da família não estar unida. Mas não se enganem, viver sem o pai não é "torturante" para uma criança de jeito nenhum a não ser em casos específicos.

E, de novo Lipert, ela pegou o cara como qualquer pessoa normal pega outras pessoas hoje em dia. Ela não enganou o cara pra conseguir um filho e ir embora e também não acho que ela foi pra fucking Argentina com o mero objetivo de fazer uma criança bonita. Eu tenho quase certeza que foi uma coincidência e ela aproveitou a oportunidade e seguiu com a vida. A única diferença entre ela e qualquer outra mulher do mundo é que ela não usou camisinha. SÓ. Eu acho um absurdo você julgá-la quando há tantas mulheres piores que simplesmente não estão fazendo filhos.

Eu entendo que isso não é válido pra todos, mas eu mesmo conheço outras pessoas que não conheceram seus pais e gostariam de conhecer, e isso foi motivo de tristeza para eles. Fico feliz que não seja seu caso, mas isso ocorre frequentemente. Do mesmo jeito que essa questão não te afeta, há pessoas feias (ou medianas) que não vão ser afetadas pela própria aparência, e vocês dizem como se isso fosse ser algo terrível~

Se a mulher estava pensando em probabilidade da criança se tornar alguém depressiva por conta da aparência (algo que eu duvido, para mim ela estava sendo egoísta querendo um prêmio pra mostrar para os outros), sem dúvidas ela se esqueceu que a não presença do pai PODE causar problemas, da mesma maneira que a suposta aparência ruim que ela acha que causaria problemas ao filho.

Você nem conhece ela, a Salsicha disse que ela FOI pra Argentina com essa intenção o.O E eu vou criticar sim o que ela fez, porque fazer um filho com a intenção de ir embora com o mesmo e deixar o pai sem contato com o filho é ALIENAÇÃO PARENTAL!!!! Nesse caso em específico o cara deixou e vai visitar o filho, mas será que se ele quisesse ter um contato mais próximo com o próprio filho, será que ela aceitaria? Sem contar que ela é uma pessoa imoral se liga tanto para a aparência (não caio nessa de que ela estava querendo o bem do filho com a beleza, ela sem dúvidas queria ter um filho bonito como um prêmio pra sair mostrando quando estiver mais velha o/)


Brasil acima de tudo e Deus acima de todos .

Assinatura:

Prêmios:
avatar
Mestre Otaku
Mestre Otaku
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 21/01/2018
Número de Mensagens : 832
Sexo : Feminino
Idade : 18
Reputação : 59

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuáriohttps://www.spiritfanfiction.com/home/

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 15:43
@Lipert escreveu:Eu entendo que isso não é válido pra todos, mas eu mesmo conheço outras pessoas que não conheceram seus pais e gostariam de conhecer, e isso foi motivo de tristeza para eles. Fico feliz que não seja seu caso, mas isso ocorre frequentemente. Do mesmo jeito que essa questão não te afeta, há pessoas feias (ou medianas) que não vão ser afetadas pela própria aparência, e vocês dizem como se isso fosse ser algo terrível~

Se a mulher estava pensando em probabilidade da criança se tornar alguém depressiva por conta da aparência (algo que eu duvido, para mim ela estava sendo egoísta querendo um prêmio pra mostrar para os outros), sem dúvidas ela se esqueceu que a não presença do pai PODE causar problemas, da mesma maneira que a suposta aparência ruim que ela acha que causaria problemas ao filho.

Você nem conhece ela, a Salsicha disse que ela FOI pra Argentina com essa intenção o.O E eu vou criticar sim o que ela fez, porque fazer um filho com a intenção de ir embora com o mesmo e deixar o pai sem contato com o filho é ALIENAÇÃO PARENTAL!!!! Nesse caso em específico o cara deixou e vai visitar o filho, mas será que se ele quisesse ter um contato mais próximo com o próprio filho, será que ela aceitaria? Sem contar que ela é uma pessoa imoral se liga tanto para a aparência (não caio nessa de que ela estava querendo o bem do filho com a beleza, ela sem dúvidas queria ter um filho bonito como um prêmio pra sair mostrando quando estiver mais velha o/)

Olha, eu realmente não entendo como essas pessoas acham que vai ser o encontro com o pai delas. Não é como nos filmes, é literalmente alguém colocando um desconhecido na sua frente e te dizendo pra chamar de pai. Um DESCONHECIDO. Elas não acham isso estranho? Elas acham que os pais, que nem conviveram com elas, vão amá-las incondicionalmente? Que vão se divertir juntos? Bem, não é problema meu, mas eu realmente não consigo entender a lógica por trás de quem nunca conheceu o pai e SOFRE por não conhecê-lo...

E Lipert, você notou que completamente inventou a personalidade da mulher baseado na sua própria indução? Você nunca viu ela na vida, nunca falou com ela e acha que ela quer fazer uma alienação parental, que ela vai proibir o filho de viver com o pai e que quer exibir o menino como um troféu. Você sabe que não deve existir nem 10% de mães no mundo que pensariam numa coisa psicopata dessas, certo? Falando sério, uma mãe não ganha nada com o filho sendo bonito ou inteligente a não ser que ele vire um modelo e ela ganhe dinheiro por causa dele. Tipo aquele programa "pequenas misses", aquelas mães usavam as filhinhas pequenininhas para fazerem dinheiro em concursos, emperequitando as crianças dos pés à cabeça e cobram muito dessas meninas e elas não PLANEJARAM a aparência delas, foi coincidência. Pais, QUE NÃO PLANEJARAM OS FILHOS, abusam da inteligência deles exigindo que vão para uma boa universidade se formar em algo difícil. Se essa mãe estivesse cobrando do filho dessa forma a sua acusação faria sentido, mas ela simplesmente está vivendo feliz com a criança dela e está feliz que ela seja bonita e inteligente.

Minha família não me planejou e é comum eles ficarem felizes com a minha aparência e a minha inteligência e não me usam por causa disso e me amariam mesmo se eu fosse feia e burra. Eles só estão felizes que eu não seja, assim como qualquer pai. Não ache que nenhum pai espera que seu filho nasça feio e burro e, se nascesse, certeza que não saberiam o que dizer. O amariam, sem dúvidas, mas e a preocupação? Minha mãe se preocupa sobre o meu futuro TODOS OS DIAS e eu não tenho nenhuma desvantagem. Imagina se eu tivesse? Acha que é egoísmo dela se preocupar comigo? Eu acho que você está tentando considerar crianças de aparência normal, mas eu estou falando de pessoas FEIAS DE VERDADE, que sem dúvidas sofrem só por se olhar no espelho. Se eu, que tenho uma aparência normal, me condeno pelo meu cabelo e minha pele serem uma merda, imagine alguém que tem uma CARA horrível. Imagina o quanto ELES cobram de si mesmos. Não é questão de valorizar a aparência, é mera questão de querer algo diferente para si mesmo e não poder fazer nada a respeito. É o fato de ser diferente de maneira negativa. Não importa se eles se amam ou são amados pelo mundo inteiro, tem que ser muito humilde para não querer ser melhor. Tem que estar no nível da santidade. Eu acho extremamente plausível que ela estivesse pensando no futuro do filho quando pensou "vou transar com um cara bonito para que meu filho seja bonito também". gora, eu te desafio, vai na internet e busca um daqueles memes com pessoas de aparência deprimente e se imagine no futuro, com essa pessoa como filha(o). Me diga se você não vai se preocupar com o futuro dele, se ele vai ter dificuldades em encontrar uma parceira(o) no futuro, se ele vai ser feliz, se milagrosamente ele nunca vai sofrer bullying por causa da própria cara, se ele não vai sofrer preconceito... Você sinceramente consegue pensar no seu filho com aquela aparência e não pensar "Meu Deus, porque ele não nasceu mais bonito? Só mais um pouco? O que ele fez pra precisar passar por isso?". Porque veja, eu vou ser muito sincera, eu não sei como eu reagiria se eu acordasse de manhã com a cara de algumas pessoas que eu conheço. Eu não sei o que eu pensaria, o que eu faria e eu provavelmente só ia chorar do mesmo jeito que eu choraria se alguém dissesse pra mim que eu nunca mais poderei andar. E não seria por vergonha. Seria literalmente pela mesma razão que eu odiaria não poder andar. É uma desvantagem enorme. E eu definitivamente não quero que meus filhos passem por isso. E não, eu não pretendo sair exibindo e me vangloriando dos meus filhos mesmo que sejam lindos.



❝ Sε нσυνεя σ dεѕεjσ dε ѕε αgαяяαя ασ вяιlнσ dειχαdσ ρσя αlgσ cσмσ ευ,
Acяεdιтαяει иσ jυяαмεитσ ƒειтσ иαqυεlε dια
Ɛ αтέ αѕ вяιlнαитεѕ lάgяιмαѕ dε мευѕ σlнσѕ ѕε тσяиαяα̃σ ƒσяçα ❞
avatar
Senpai Estrela
Senpai Estrela
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 04/10/2017
Número de Mensagens : 2987
Sexo : Masculino
Idade : 27
Reputação : 130

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 20:14
@NikyNeko escreveu:
@Lipert escreveu:Eu entendo que isso não é válido pra todos, mas eu mesmo conheço outras pessoas que não conheceram seus pais e gostariam de conhecer, e isso foi motivo de tristeza para eles. Fico feliz que não seja seu caso, mas isso ocorre frequentemente. Do mesmo jeito que essa questão não te afeta, há pessoas feias (ou medianas) que não vão ser afetadas pela própria aparência, e vocês dizem como se isso fosse ser algo terrível~

Se a mulher estava pensando em probabilidade da criança se tornar alguém depressiva por conta da aparência (algo que eu duvido, para mim ela estava sendo egoísta querendo um prêmio pra mostrar para os outros), sem dúvidas ela se esqueceu que a não presença do pai PODE causar problemas, da mesma maneira que a suposta aparência ruim que ela acha que causaria problemas ao filho.

Você nem conhece ela, a Salsicha disse que ela FOI pra Argentina com essa intenção o.O E eu vou criticar sim o que ela fez, porque fazer um filho com a intenção de ir embora com o mesmo e deixar o pai sem contato com o filho é ALIENAÇÃO PARENTAL!!!! Nesse caso em específico o cara deixou e vai visitar o filho, mas será que se ele quisesse ter um contato mais próximo com o próprio filho, será que ela aceitaria? Sem contar que ela é uma pessoa imoral se liga tanto para a aparência (não caio nessa de que ela estava querendo o bem do filho com a beleza, ela sem dúvidas queria ter um filho bonito como um prêmio pra sair mostrando quando estiver mais velha o/)

Olha, eu realmente não entendo como essas pessoas acham que vai ser o encontro com o pai delas. Não é como nos filmes, é literalmente alguém colocando um desconhecido na sua frente e te dizendo pra chamar de pai. Um DESCONHECIDO. Elas não acham isso estranho? Elas acham que os pais, que nem conviveram com elas, vão amá-las incondicionalmente? Que vão se divertir juntos? Bem, não é problema meu, mas eu realmente não consigo entender a lógica por trás de quem nunca conheceu o pai e SOFRE por não conhecê-lo...

E Lipert, você notou que completamente inventou a personalidade da mulher baseado na sua própria indução? Você nunca viu ela na vida, nunca falou com ela e acha que ela quer fazer uma alienação parental, que ela vai proibir o filho de viver com o pai e que quer exibir o menino como um troféu. Você sabe que não deve existir nem 10% de mães no mundo que pensariam numa coisa psicopata dessas, certo? Falando sério, uma mãe não ganha nada com o filho sendo bonito ou inteligente a não ser que ele vire um modelo e ela ganhe dinheiro por causa dele. Tipo aquele programa "pequenas misses", aquelas mães usavam as filhinhas pequenininhas para fazerem dinheiro em concursos, emperequitando as crianças dos pés à cabeça e cobram muito dessas meninas e elas não PLANEJARAM a aparência delas, foi coincidência. Pais, QUE NÃO PLANEJARAM OS FILHOS, abusam da inteligência deles exigindo que vão para uma boa universidade se formar em algo difícil. Se essa mãe estivesse cobrando do filho dessa forma a sua acusação faria sentido, mas ela simplesmente está vivendo feliz com a criança dela e está feliz que ela seja bonita e inteligente.

Minha família não me planejou e é comum eles ficarem felizes com a minha aparência e a minha inteligência e não me usam por causa disso e me amariam mesmo se eu fosse feia e burra. Eles só estão felizes que eu não seja, assim como qualquer pai. Não ache que nenhum pai espera que seu filho nasça feio e burro e, se nascesse, certeza que não saberiam o que dizer. O amariam, sem dúvidas, mas e a preocupação? Minha mãe se preocupa sobre o meu futuro TODOS OS DIAS e eu não tenho nenhuma desvantagem. Imagina se eu tivesse? Acha que é egoísmo dela se preocupar comigo? Eu acho que você está tentando considerar crianças de aparência normal, mas eu estou falando de pessoas FEIAS DE VERDADE, que sem dúvidas sofrem só por se olhar no espelho. Se eu, que tenho uma aparência normal, me condeno pelo meu cabelo e minha pele serem uma merda, imagine alguém que tem uma CARA horrível. Imagina o quanto ELES cobram de si mesmos. Não é questão de valorizar a aparência, é mera questão de querer algo diferente para si mesmo e não poder fazer nada a respeito. É o fato de ser diferente de maneira negativa. Não importa se eles se amam ou são amados pelo mundo inteiro, tem que ser muito humilde para não querer ser melhor. Tem que estar no nível da santidade. Eu acho extremamente plausível que ela estivesse pensando no futuro do filho quando pensou "vou transar com um cara bonito para que meu filho seja bonito também". gora, eu te desafio, vai na internet e busca um daqueles memes com pessoas de aparência deprimente e se imagine no futuro, com essa pessoa como filha(o). Me diga se você não vai se preocupar com o futuro dele, se ele vai ter dificuldades em encontrar uma parceira(o) no futuro, se ele vai ser feliz, se milagrosamente ele nunca vai sofrer bullying por causa da própria cara, se ele não vai sofrer preconceito... Você sinceramente consegue pensar no seu filho com aquela aparência e não pensar "Meu Deus, porque ele não nasceu mais bonito? Só mais um pouco? O que ele fez pra precisar passar por isso?". Porque veja, eu vou ser muito sincera, eu não sei como eu reagiria se eu acordasse de manhã com a cara de algumas pessoas que eu conheço. Eu não sei o que eu pensaria, o que eu faria e eu provavelmente só ia chorar do mesmo jeito que eu choraria se alguém dissesse pra mim que eu nunca mais poderei andar. E não seria por vergonha. Seria literalmente pela mesma razão que eu odiaria não poder andar. É uma desvantagem enorme. E eu definitivamente não quero que meus filhos passem por isso. E não, eu não pretendo sair exibindo e me vangloriando dos meus filhos mesmo que sejam lindos.

Não importa o que as pessoas acham, importa como elas se sentem. Se tem parte delas que se sente mal por isso, já significa que estou certo, a mulher está pensando apenas na beleza como se alguém mediano fosse sofrer horrores e não ter auto-estima, e está esquecendo que deixou a criança crescer sem contato com o pai e isso pode ser uma causa de sofrimento também.

Eu estou perguntando aqui, você realmente acha que ela reagiria como caso o cara quisesse continuar tendo contato com o filho? o_o Se ela iria embora da mesma maneira, continua sendo alienação parental ¯\_(ツ)_/¯ Só não é porque o cara deu muito pouca importância e concordou em ela cuidar do filho sozinha :^) Ou você acha que ela ficaria por lá ou se casaria com ele e voltaria com ele pra lá? ;)


Será que a pessoa não ganha nada pela beleza do filho? Nem mesmo uma satisfação pessoal/orgulho/sensação de que é um prêmio, ou então orgulho ao mostrar para outras pessoas? Claro que pais sentem orgulho em mostrar as coisas boas de seus filhos aos outros (ou então ver esse desenvolvimento por si próprios), então é claro que a beleza também pode entrar nisso~

Ninguém nasce feio ou fica necessariamente com o mesmo "nível" de aparência pela vida toda o_O Se alguém "nasce feio" não quer dizer que não vá ser bonito ou mediano no futuro, e vice-e-versa. Ninguém olha pro bebê e fala "mds que feinho, esse vai sofrer :'( ". Essa forma de pensar é absurda LOL A maior parte das pessoas DECENTES vão olhar pro filho e falar "que bom que tem saúde", isso sim.

Aliás, sofrer Bullying por ser bonito deve ser até mais fácil do que sofrer bullying por ser feio (pelo menos pra homens)~ Você está supondo demais como será a vida inteira da criança por conta de uma POSSÍVEL aparência ruim (que nem é certa, afinal, a aparência não é algo controlado por um único gene, onde duas pessoas bonitas resultem em um filho bonito e uma pessoa bonita x uma mediana/feia = filho feio~). E mesmo que a criança tenha uma aparência mediana, é um absurdo ficar pensando nisso e se preocupando com isso~~ Ao invés disso, você deve se preocupar em dar uma vida boa à mesma, dar amor à mesma e etc. Se preocupar com a aparência e ignorar que a criança vai ter contato com o pai só de vez em nunca (e isso pode sim afetar a criança) não faz sentido nenhum~


Brasil acima de tudo e Deus acima de todos .

Assinatura:

Prêmios:
avatar
Mestre Otaku
Mestre Otaku
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 21/01/2018
Número de Mensagens : 832
Sexo : Feminino
Idade : 18
Reputação : 59

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuáriohttps://www.spiritfanfiction.com/home/

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 20:57
@Lipert escreveu:Eu estou perguntando aqui, você realmente acha que ela reagiria como caso o cara quisesse continuar tendo contato com o filho? o_o Se ela iria embora da mesma maneira, continua sendo alienação parental ¯\_(ツ)_/¯ Só não é porque o cara deu muito pouca importância e concordou em ela cuidar do filho sozinha :^) Ou você acha que ela ficaria por lá ou se casaria com ele e voltaria com ele pra lá? ;)

Casar com ele, nunca. Afinal, ela não amava ele pra inicio de conversa. E eu quero lembrar que mães não fazem filhos sozinhas. Você está ciente que o pai sabia que ela ia engravidar quando não usou camisinha, certo? Ela não parece ter dado o golpe de fingir usar pílula também, então eu acredito que ela já tinha combinado tudo antes de engravidar. Se ele quisesse manter a criança eu acho que ela não aceitaria, mas não por querer usar a criança de troféu, mas simplesmente porque nenhum pai, mesmo num divórcio, quer deixar o filho com o outro por AMOR. Eles teriam que lutar pela guarda dele num tribunal, tipo um casal que se divorcia. Ou você acha que os pais disputam o filho num divórcio pois o querem para exibir para os outros?

@Lipert escreveu:Será que a pessoa não ganha nada pela beleza do filho? Nem mesmo uma satisfação pessoal/orgulho/sensação de que é um prêmio, ou então orgulho ao mostrar para outras pessoas? Claro que pais sentem orgulho em mostrar as coisas boas de seus filhos aos outros (ou então ver esse desenvolvimento por si próprios), então é claro que a beleza também pode entrar nisso~

Nossa, só casos muito específicos, normalmente em novelas e animes. Eu conheço muitas pessoas bonitas e eu NUNCA vi os pais saírem comentando da beleza dela por aí. Na verdade, eram bem alheios e indiferentes a ela. Sério que você conhece uma pessoa bonita que é usada pelos pais como forma de exibição? TV não vale, eu quero dizer pessoalmente. Você certamente conhece pessoas bonitas. Os pais delas ficam olhando orgulhosos pra elas ou comentando sobre isso o tempo inteiro? Eu pessoalmente nunca vi, só em filmes. Minha mãe parece bem satisfeita com a minha aparência, me elogia orgulhosa de si mesma com frequência, mas eu não considero ela egoísta ou babaca por isso. Isso me deixa feliz, não incomodada. Quando você tiver filhos você vai entender. Você inevitavelmente vai sentir orgulho dele, mas isso não te torna uma pessoa ruim. Na verdade, essa mulher é igual a qualquer mãe no mundo, por isso eu não consigo aguentar você julgando ela. Ela é normal e você fala como se ela fosse psicopata.

@Lipert escreveu:Ninguém nasce feio ou fica necessariamente com o mesmo "nível" de aparência pela vida toda o_O Se alguém "nasce feio" não quer dizer que não vá ser bonito ou mediano no futuro, e vice-e-versa. Ninguém olha pro bebê e fala "mds que feinho, esse vai sofrer :'( ". Essa forma de pensar é absurda LOL A maior parte das pessoas DECENTES vão olhar pro filho e falar "que bom que tem saúde", isso sim.

Pois é, eu estou falando de aparência no futuro. A mulher queria que o filho fosse bonito a vida toda, não apenas como um bebê. Eu não entendi esse argumento. E eu sinto te dizer que aparência não é invisível. O único pai que é indiferente à aparência do filho é o cego. Quer ver? Faz um teste: Olha esse cara e se foque no seu primeiro pensamento:
Spoiler:
https://img.digitalag.ro/?u=https%3A%2F%2Fobservator.tv%2Fuploads%2Fmodules%2Fnews%2F0%2F2014%2F7%2F25%2F131182%2F1406290980a7a7bf70.jpg&w=840
Agora imagina pensar isso quando olhar para o seu filho. Como você vai se sentir? Não é questão de se sentir decepcionado, mas ninguém quer pensar coisas ruins olhando para o próprio filho. Entende? Imagina o quanto os pais desse cara não ligam para a aparência dele mesmo que sejam santos.

@Lipert escreveu:Aliás, sofrer Bullying por ser bonito deve ser até mais fácil do que sofrer bullying por ser feio (pelo menos pra homens)~ Você está supondo demais como será a vida inteira da criança por conta de uma POSSÍVEL aparência ruim (que nem é certa, afinal, a aparência não é algo controlado por um único gene, onde duas pessoas bonitas resultem em um filho bonito e uma pessoa bonita x uma mediana/feia = filho feio~). E mesmo que a criança tenha uma aparência mediana, é um absurdo ficar pensando nisso e se preocupando com isso~~ Ao invés disso, você deve se preocupar em dar uma vida boa à mesma, dar amor à mesma e etc. Se preocupar com a aparência e ignorar que a criança vai ter contato com o pai só de vez em nunca (e isso pode sim afetar a criança) não faz sentido nenhum~

Sofrer bullying por ser bonito? Tipo inveja alheia? Cara, a quantidade de pessoas querendo te comer ia salvar sua auto-estima, você ia ficar bem. Nunca que é mais fácil sofrer bullying sendo bonito, isso não tem lógica nenhuma. Um bullying pesado, ainda por cima? Ha! No máximo iam tentar te dizer coisas ruins pra tentarem te botar pra baixo.

Cara, parece que você acha que a mulher estava desesperada pra ter um filho bonito e ia jogá-lo fora se fosse feio. Para de tentar supor qual é a personalidade e as intenções dela, que horror, você nem conhece a mulher! Ela não faz ideia do que você pensa sobre ela e está por aí, vivendo a própria vida inocentemente sem nem sonhar que alguém que ela nem conhece pensa tão mal dela!

O que aconteceu é: a mulher era solteira, viajou, pensou que queria um filho (ela CLARAMENTE queria um filho) mas não tinha nenhum pretendente nem ninguém que gostasse, então ela resolveu fazer um filho com um desconhecido. No caso, ela não amava ninguém, então como ela vai escolher o pai? Vai ser o melhor amigo dela? Claro que não! Lipert, ela queria um filho mas não queria se casar, então ela escolheu o pai pela aparência pois esse era O ÚNICO MÉTODO DE ESCOLHA que ela poderia usar nessa situação! Entendeu? Ela não queria desesperadamente um filho bonito, ela queria um filho, mas já que não queria se casar ela escolheu o pai pela aparência pois certamente ela não ia escolher um cara desconhecido E feio pra ser pai do filho dela! Foi lógico e vai ser cada vez mais comum hoje em dia, que cada vez menos pessoas querem se casar! Compreendeu? O objetivo principal dela era um filho, só isso, mas já que podia escolher ela OBVIAMENTE escolheu um cara bonito!



❝ Sε нσυνεя σ dεѕεjσ dε ѕε αgαяяαя ασ вяιlнσ dειχαdσ ρσя αlgσ cσмσ ευ,
Acяεdιтαяει иσ jυяαмεитσ ƒειтσ иαqυεlε dια
Ɛ αтέ αѕ вяιlнαитεѕ lάgяιмαѕ dε мευѕ σlнσѕ ѕε тσяиαяα̃σ ƒσяçα ❞
avatar
Senpai Estrela
Senpai Estrela
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 04/10/2017
Número de Mensagens : 2987
Sexo : Masculino
Idade : 27
Reputação : 130

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 21:47
Casar com ele, nunca. Afinal, ela não amava ele pra inicio de conversa. E eu quero lembrar que mães não fazem filhos sozinhas. Você está ciente que o pai sabia que ela ia engravidar quando não usou camisinha, certo? Ela não parece ter dado o golpe de fingir usar pílula também, então eu acredito que ela já tinha combinado tudo antes de engravidar. Se ele quisesse manter a criança eu acho que ela não aceitaria, mas não por querer usar a criança de troféu, mas simplesmente porque nenhum pai, mesmo num divórcio, quer deixar o filho com o outro por AMOR. Eles teriam que lutar pela guarda dele num tribunal, tipo um casal que se divorcia. Ou você acha que os pais disputam o filho num divórcio pois o querem para exibir para os outros?
Será que não usou? Será que usou? Será que sabia que isso ocorreria? Não temos como saber, porque só sabemos um lado da história (e que nem foi contado pela própria pessoa). É possível que ela tenha combinado com o cara antes, sim, mas é possível que não (essa seria uma parte importante da história pra se contar, né?)

Se ela não faria nada pra deixar o filho e o pai também terem contato mais próximo caso ele quisesse, acho que respondemos a questão sobre alienação parental, né? :D Duvido que ela fosse esperar o processo finalizar, aliás, com chances de ela perder, ao invés de simplesmente ir grávida e ter o filho por lá e nunca mais falar com o pai da criança (se ela fizesse isso, demoraria uma dezena de anos pro tribunal de Haia julgar) o.O

O que tem de sentido na última frase? lol Que nada a ver. Os pais disputam pela guarda do filho porque ele é importante para ambos.


Nossa, só casos muito específicos, normalmente em novelas e animes. Eu conheço muitas pessoas bonitas e eu NUNCA vi os pais saírem comentando da beleza dela por aí. Na verdade, eram bem alheios e indiferentes a ela. Sério que você conhece uma pessoa bonita que é usada pelos pais como forma de exibição? TV não vale, eu quero dizer pessoalmente. Você certamente conhece pessoas bonitas. Os pais delas ficam olhando orgulhosos pra elas ou comentando sobre isso o tempo inteiro? Eu pessoalmente nunca vi, só em filmes. Minha mãe parece bem satisfeita com a minha aparência, me elogia orgulhosa de si mesma com frequência, mas eu não considero ela egoísta ou babaca por isso. Isso me deixa feliz, não incomodada. Quando você tiver filhos você vai entender. Você inevitavelmente vai sentir orgulho dele, mas isso não te torna uma pessoa ruim. Na verdade, essa mulher é igual a qualquer mãe no mundo, por isso eu não consigo aguentar você julgando ela. Ela é normal e você fala como se ela fosse psicopata.

Duvido que você nunca tenha visto pais mostrando fotos dos filhos e tal~ Pais se orgulham se filhos jogam bem futebol quando crianças, se filhos vão na faculdade, se filhos são bonitos, e por aí vai. É um fato, mesmo que você não queira admitir.

Agora o que eu nunca vi foram pais se preocupando em ter filhos com pessoas bonitas (10/10) pelo bem deles, "pra eles não sofrerem bullying" ;)

E há uma grande diferença entre a pessoa se orgulhar do filho (situação normal) e a pessoa se preocupar tanto com o filho ser bonito que foi procurar em outro país um "sêmen" de máxima qualidade de beleza pra gerar o filho mais belo possível ¯\_(ツ)_/¯ Fica claro que pra ela não servia ter um filho "mediano", ela queria se certificar que o filho fosse bonito.

Pois é, eu estou falando de aparência no futuro. A mulher queria que o filho fosse bonito a vida toda, não apenas como um bebê. Eu não entendi esse argumento. E eu sinto te dizer que aparência não é invisível. O único pai que é indiferente à aparência do filho é o cego. Quer ver? Faz um teste: Olha esse cara e se foque no seu primeiro pensamento:

Agora imagina pensar isso quando olhar para o seu filho. Como você vai se sentir? Não é questão de se sentir decepcionado, mas ninguém quer pensar coisas ruins olhando para o próprio filho. Entende? Imagina o quanto os pais desse cara não ligam para a aparência dele mesmo que sejam santos.
O bebê não necessariamente vai continuar bonito/feio com o passar do tempo. Ninguém vai olhar pro bebê e falar "mds que feio, esse vai sofrer bullying". E esse é um caso bem extremo, eu suponho que a moça já era bonita, e tinha homens também bonitos ou medianos à sua disposição. Apesar de ter CHANCES de nascer filhos que no futuro serão feios em qualquer dos casos (inclusive com o "bonitão" que ela preferiu usar pra ter o filho), ela dificilmente teria um filho que seja feio, pra começo de conversa, provavelmente seria no mínimo mediano.

Sofrer bullying por ser bonito? Tipo inveja alheia? Cara, a quantidade de pessoas querendo te comer ia salvar sua auto-estima, você ia ficar bem. Nunca que é mais fácil sofrer bullying sendo bonito, isso não tem lógica nenhuma. Um bullying pesado, ainda por cima? Ha! No máximo iam tentar te dizer coisas ruins pra tentarem te botar pra baixo.
Claro que é possível e fácil de ocorrer, eu mesmo já vi isso acontecendo na minha época de escola~ lol

[quote]Cara, parece que você acha que a mulher estava desesperada pra ter um filho bonito e ia jogá-lo fora se fosse feio. Para de tentar supor qual é a personalidade e as intenções dela, que horror, você nem conhece a mulher! Ela não faz ideia do que você pensa sobre ela e está por aí, vivendo a própria vida inocentemente sem nem sonhar que alguém que ela nem conhece pensa tão mal dela! [/qutoe]
Jogá-lo? Provavelmente não. Abortá-lo? Ninguém sabe. Não querer tê-lo feio em hipótese nenhuma e só sair com quem fosse 10/10 pra ter certeza que o filho seria o mais bonito possível? Provavelmente ;)

O que ouvi sobre ela (preocupação excessiva com o filho ser muuuuuuuuuito bonito, deixar o filho crescer sem o pai propositalmente e etc) já foi o suficiente pra formar minha opinião. Não que eu esteja julgando de maneira final, pois isso não sou capaz de fazer, estou julgando apenas COM A BASE QUE TENHO pelo que ouvi. E não é como se houvesse algum prejuízo pra ela nesse debate, uma vez que estamos debatendo sobre o mérito da forma dela de agir, e não sobre ela (que nem participa do fórum pra começar)~

O que aconteceu é: a mulher era solteira, viajou, pensou que queria um filho (ela CLARAMENTE queria um filho) mas não tinha nenhum pretendente nem ninguém que gostasse, então ela resolveu fazer um filho com um desconhecido. No caso, ela não amava ninguém, então como ela vai escolher o pai? Vai ser o melhor amigo dela? Claro que não! Lipert, ela queria um filho mas não queria se casar, então ela escolheu o pai pela aparência pois esse era O ÚNICO MÉTODO DE ESCOLHA que ela poderia usar nessa situação! Entendeu? Ela não queria desesperadamente um filho bonito, ela queria um filho, mas já que não queria se casar ela escolheu o pai pela aparência pois certamente ela não ia escolher um cara desconhecido E feio pra ser pai do filho dela! Foi lógico e vai ser cada vez mais comum hoje em dia, que cada vez menos pessoas querem se casar! Compreendeu? O objetivo principal dela era um filho, só isso, mas já que podia escolher ela OBVIAMENTE escolheu um cara bonito!
Ah é? Que engraçado, porque você está contradizendo a história que a Salsicha contou. o.O

Acho que esse debate não está levando a lugar nenhum. Não estamos nem debatendo sobre a mesma coisa, você está debatendo sobre uma mulher que foi pra outro país, e acabou engravidando de um cara bonito (que já tinham combinado antes como seria), para que o filho não fosse um 0/10 (e sim pelo menos bonito o suficiente pra não sofrer bullying). Só que esse não é o caso que EU estou debatendo.

Eu estou debatendo o caso de uma mulher que foi pra lá pensando em ter um filho com alguém 10/10 (os 6, 7, 8 do país dela não eram bonitos o suficiente pra isso), porque ela chegou à conclusão de que daí o filho dela seria 10/10 (seja porque ela gostaria de ter um filho bonito ou pra garoto mesmo no futuro se sentir bem por ser 10/10). Além disso, no caso que estou debatendo, ela não deixaria a opção de uma forma ou de outra pro cara ter contato com o filho, ele tivesse concordado com isso ou não, e nem sequer passou pela cabeça dela as possíveis consequências disso para a criança.


Brasil acima de tudo e Deus acima de todos .

Assinatura:

Prêmios:
avatar
Mestre Otaku
Mestre Otaku
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 21/01/2018
Número de Mensagens : 832
Sexo : Feminino
Idade : 18
Reputação : 59

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuáriohttps://www.spiritfanfiction.com/home/

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Qua 11 Abr 2018, 22:00
@Lipert escreveu:Eu estou debatendo o caso de uma mulher que foi pra lá pensando em ter um filho com alguém 10/10 (os 6, 7, 8 do país dela não eram bonitos o suficiente pra isso), porque ela chegou à conclusão de que daí o filho dela seria 10/10 (seja porque ela gostaria de ter um filho bonito ou pra garoto mesmo no futuro se sentir bem por ser 10/10). Além disso, no caso que estou debatendo, ela não deixaria a opção de uma forma ou de outra pro cara ter contato com o filho, ele tivesse concordado com isso ou não, e nem sequer passou pela cabeça dela as possíveis consequências disso para a criança.

E eu acho a sua história tão criativa que não pode ser real ^^' Mas enfim, se estamos discutindo coisas diferentes essa conversa realmente é inútil.



❝ Sε нσυνεя σ dεѕεjσ dε ѕε αgαяяαя ασ вяιlнσ dειχαdσ ρσя αlgσ cσмσ ευ,
Acяεdιтαяει иσ jυяαмεитσ ƒειтσ иαqυεlε dια
Ɛ αтέ αѕ вяιlнαитεѕ lάgяιмαѕ dε мευѕ σlнσѕ ѕε тσяиαяα̃σ ƒσяçα ❞
avatar
Senpai
Senpai
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 08/06/2017
Número de Mensagens : 1331
Sexo : Feminino
Idade : 28
Reputação : 58

Pontos :
10 / 10010 / 100


Ver perfil do usuário

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Sex 13 Abr 2018, 01:38
Sim, ela foi pra Argentina atrás do cara já pensando em ter o filho porque ele era bonito sim, mas eles já se conheciam, o rolo deles era velho, por causa do trabalho (não trabalham na mesma empresa mas o contato é constante, então nem teria em primeiro lugar como ele não saber pois os conhecidos e contatos deles todos se conhecem) e eles já tinham tido relações antes, ela só decidiu quando foi pra Argentina fazer o filho logo e foi franca quando pensou em fazer de graça ao invés de pagar a inseminação, pois ela tanto sabia quem era como sabia da profissão do cara, ela pensou nisso também, não foi combinado lógico, mas ele também não foi babaca de não reconhecer que se ele não quisesse ter corrido o risco de ter engravidado ela que ele deveria ter dito não, ou ter transado com camisinha, até porque pelo que ela me contou, aquela não era nem a primeira transa deles, e nem a única sem camisinha e ele nunca nem perguntou a ela se ela usava A.C. ou qualquer coisa, ela disse que não viu problema pois ele nunca havia demonstrado preocupação com isso, então só viu a oportunidade na Argentina porque eles marcaram de passar as férias em grupo lá, e não foi uma única fodinha sem proteção e ela engravidou, eles foderam durante a viagem inteira, foderam quase todo dia sem proteção, pois haviam combinado de "ficarem fixo" na viagem, apesar dela não ter sido a única que ele passou o rodo na viagem logicamente

E ela nem sequer tinha a certeza de engravidar pois nem tinha começado a fazer o tratamento, mas ela disse que achou ótimo pois economizou o dinheiro do tratamento e iria pagar a faculdade do moleque com ele, e o cara nem ligou, ele mesmo quando nos conhecemos fez piada com a situação, ele era de boassa com tudo (e deu pra entender porque ela escolheu o cara, não bastava ser gato era muito bem humorado e de boas mesmo, apesar de solteiro convicto ), e o garoto sente falta de porra nenhuma, ele é de classe média alta, viaja quase o ano todo, estuda num colégio foda, já falava 3 línguas, tem uma mesada gorda, tem tudo o que todo mundo quer ter e era safado igual ao pai, se acha que ele estava prestando atenção em algo lá, que ele tava alguma ali para o fato dele ver o pai 3 ou 4 vezes por ano? ( e nem que os pais dele fossem casados ele veria pois o cara viaja o mundo inteiro o ano todo)
Ele não tirava o olho dos peitos e bundas das garotas na praia.

Bem foi isso, de resto é tudo viagem.

Mas vc fala como se ela tivesse feito o filho sozinha, ela não fez, ela engravidou porque ele passou a piroca porra!
Ninguém engravida por mágica não.
avatar
Mestre Otaku
Mestre Otaku
Nível : 1
Medals : Nenhuma Medal, por enquanto!
Membro desde : 21/01/2018
Número de Mensagens : 832
Sexo : Feminino
Idade : 18
Reputação : 59

Pontos :
100 / 100100 / 100


Ver perfil do usuáriohttps://www.spiritfanfiction.com/home/

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

em Sex 13 Abr 2018, 13:44
@Salsicha escreveu:Sim, ela foi pra Argentina atrás do cara já pensando em ter o filho porque ele era bonito sim, mas eles já se conheciam, o rolo deles era velho, por causa do trabalho (não trabalham na mesma empresa mas o contato é constante, então nem teria em primeiro lugar como ele não saber pois os conhecidos e contatos deles todos se conhecem) e eles já tinham tido relações antes, ela só decidiu quando foi pra Argentina fazer o filho logo e foi franca quando pensou em fazer de graça ao invés de pagar a inseminação, pois ela tanto sabia quem era como sabia da profissão do cara, ela pensou nisso também, não foi combinado lógico, mas ele também não foi babaca de não reconhecer que se ele não quisesse ter corrido o risco de ter engravidado ela que ele deveria ter dito não, ou ter transado com camisinha, até porque pelo que ela me contou, aquela não era nem a primeira transa deles, e nem a única sem camisinha e ele nunca nem perguntou a ela se ela usava A.C. ou qualquer coisa, ela disse que não viu problema pois ele nunca havia demonstrado preocupação com isso, então só viu a oportunidade na Argentina porque eles marcaram de passar as férias em grupo lá, e não foi uma única fodinha sem proteção e ela engravidou, eles foderam durante a viagem inteira, foderam quase todo dia sem proteção, pois haviam combinado de "ficarem fixo" na viagem, apesar dela não ter sido a única que ele passou o rodo na viagem logicamente

E ela nem sequer tinha a certeza de engravidar pois nem tinha começado a fazer o tratamento, mas ela disse que achou ótimo pois economizou o dinheiro do tratamento e iria pagar a faculdade do moleque com ele, e o cara nem ligou, ele mesmo quando nos conhecemos fez piada com a situação, ele era de boassa com tudo (e deu pra entender porque ela escolheu o cara, não bastava ser gato era muito bem humorado e de boas mesmo, apesar de solteiro convicto ), e o garoto sente falta de porra nenhuma, ele é de classe média alta, viaja quase o ano todo, estuda num colégio foda, já falava 3 línguas, tem uma mesada gorda, tem tudo o que todo mundo quer ter e era safado igual ao pai, se acha que ele estava prestando atenção em algo lá, que ele tava alguma ali para o fato dele ver o pai 3 ou 4 vezes por ano? ( e nem que os pais dele fossem casados ele veria pois o cara viaja o mundo inteiro o ano todo)
Ele não tirava o olho dos peitos e bundas das garotas na praia.

Bem foi isso, de resto é tudo viagem.

Mas vc fala como se ela tivesse feito o filho sozinha, ela não fez, ela engravidou porque ele passou a piroca porra!
Ninguém engravida por mágica não.

Nesse caso eu acertei que ela queria um filho sem se casar e optou pelo melhor que tava tendo pra ter o filho. Não vejo nada de errado nisso.



❝ Sε нσυνεя σ dεѕεjσ dε ѕε αgαяяαя ασ вяιlнσ dειχαdσ ρσя αlgσ cσмσ ευ,
Acяεdιтαяει иσ jυяαмεитσ ƒειтσ иαqυεlε dια
Ɛ αтέ αѕ вяιlнαитεѕ lάgяιмαѕ dε мευѕ σlнσѕ ѕε тσяиαяα̃σ ƒσяçα ❞
Conteúdo patrocinado

Re: Regulamentação da maternidade 2.0

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum